Connect with us

Brazil Australia – Estudar e Trabalhar na Austrália

Os Problemas da Austrália

Koala no Carro

Vida na Austrália

Os Problemas da Austrália

Semana passada me perguntaram nos comentários do site:

Jerry, não tem nada que você não goste na Austrália? Algo que te incomoda?

De fato tem e não são poucas coisas. Como em qualquer outro lugar, a Austrália também tem sua parcela de coisas que ou eu não gosto muito ou eu gostaria que fosse diferente. Isso de modo algum tira o mérito das outras coisas legais que o país tem, mas assim como a segurança poderia ser melhor no Brasil, assim como o trabalho poderia ser menos exigente nos EUA, existem coisas que poderiam ser diferentes na Austrália.

Porém é preciso separar os aspectos culturais, ou seja, coisas que geralmente os brasileiros não gostam aqui, mas mais por uma diferença cultural do que por um problema em si. Entre as coisas que acho que poderiam ser melhores ou diferentes na Austrália poderia citar.

Atendimento

De fato melhorou bastante nos últimos anos, mas há um tempo o atendimento na Austrália foi bastante áspero. Como a maioria dos vendedores não são comissionados, não existe aquele esforço em agradar o cliente, pois vendendo pouco ou muito o salário da pessoa será o mesmo. Poucas empresas aqui trabalham com comissão e nestes casos o atendimento é melhor. Se você vai para lugares como os EUA ou a Tailândia onde o atendimento é excelente e o cliente é super bem tratado você volta para cá assustado.

Comidas e Restaurantes

Comer bem na Austrália é caro. 10% dos restaurantes possuem uma boa comida, os outros 90% servem a mesma coisa que você cozinha em casa quando está com pressa. Sanduíches sem gosto, comidas sem tempero ou lotadas de todos os temperos e muita pimenta para você não poder nem sentir o gosto para reclamar. Os restaurantes bons são geralmente caros ou são um achado. Até hoje, depois de 7 anos aqui jamais encontrei um hamburger que valesse a pena por exemplo. Mas com o tempo você vai descobrindo lugares que gosta e principalmente que consiga pagar e vai se tornando assíduo.

Tudo fecha Cedo

Aqui na Austrália todas as lojas fecham as 5 da tarde, a exceção de quinta quando tudo fica aberto até as 8. Se você trabalha justamente das 9 às 5, que horas vai conseguir siar para comprar alguma coisa. O horário do comércio aqui é um desfavor aos donos de loja que deixam de ganhar mais e aos clientes.

Frieza

O povo aqui é geralmente mais frio, mas esta é uma questão mais cultural do que qualquer outra coisa. Isso também vai depender do ambiente em que você está com a pessoa, mas no geral há uma certa frieza por parte da população. Mas até ai eles também podem dizer que os brasileiros são calorosos demais, esta é apenas uma questão de perspectiva

Preços dos Imóveis

Comprar a primeira casa aqui geralmente é algo que demanda muito dinheiro. Isso por que os imóveis na Austrália são geralmente bastante caros. Morar em um bom bairro, perto da praia, em um apartamento de 2 dormitórios pode lhe custar facilmente o equivalente a 1.5 milhão de reais pra cima. Morei (de aluguel) em um apartamento em Balgowlah onde um apartamento de 3 dormitórios custava $1.5 milhão de dólares, ou seja, mais de $3 milhões de reais. O prédio era bonito, bem localizado, moderno, mas nada perto daqueles apartamentos de alto padrão do Brasil.

Preço dos Serviços

Se o cano da sua casa estourar num domingo a tarde e você chamar um encanador de emergência e este encanador passar 6 horas para resolver o problema você irá acabar gastando $3000,00 dólares + material por 6 horas do tempo do cara. Serviços em geral são bastante caros aqui. Tenho amigos que despejaram o carro no depósito do RTA, pois o preço do conserto era maior do que o valor do carro.

Qualidade dos Serviços

Nem todo serviço caro é um serviço de qualidade. Muitas coisas aqui são mal feitas ou feito nas coxas como se diz no Brasil. Eu mesmo já me estressei algumas vezes por causa disso. A grande oferta de empregos muitas vezes faz com que algumas pessoas não deem valor ao seu trabalho e desta forma você receba um serviço de péssima qualidade. Outro fator é que no Brasil geralmente o cara que é pintor faz isso há 20 anos, aqui geralmente é o cara que nunca trabalhou com isso e faz bico de pintor aos finais de semana. Isso Não quer dizer que todo serviço é ruim, mas sim que isso pode acontecer muitas vezes. Eu já passei por isso algumas vezes assim como a maioria das pessoas que conheço aqui.

Serviço de Saúde

Por ser brasileiro é até um pecado reclamar do serviço de saúde na Austrália, mas como cidadão Australiano eu posso dizer que ele ainda está longe do ideal. Aqui tenho o Medicare do governo + Plano de saúde particular que pago quase $400 dólares por mês (para casal) e mesmo assim tenho que pagar parte das consultas ao médico e outras coisas. Contudo gosto muito do meu médico aqui e não posso reclamar do atendimento que tive quase todas as vezes que estive em médicos e hospitais.

Apoio do Governo

O sistema de assistência do governo acaba privilegiando muita gente que não quer fazer nada da vida e vive de auxílios governamentais. Acho o auxílio importante realmente para quem precisa, mas é fato notório aqui na Austrália que muitas pessoas escolher não trabalhar para ficar dependendo desta verba do governo, que não é baixa.

Alcoolismo

O alcoolismo é um problema sério aqui na Austrália, mas eles não veem desta forma. Sem qualquer sombra de exagero, praticamente todas as vezes que saio a noite e volto tarde, tipo uma da manhã (isso é bem tarde aqui) e vou andando seja pela city ou até por Manly (City mais que Manly) vejo alguém super bem vestido, homens e mulheres, caído apagado no chão de tanto beber. A última vez foi quando fui ao The Rocks e uma mulher apagou na minha frente no meio da rua. De vestido, salto alto, apagada na rua. Uma amiga arrastou-a até a calçada e quando fomos oferecer ajuda um amigo chegou e disse que não nos preocupássemos que estava tudo bem, mas ela estava apagada. Já dei carona pra bêbados, já vi gente bêbada andando a pé na faixa de carros da Harbour Bridge, vi dezenas de mulheres apagadas na calçada e coisas do tipo.

Um caso engraçado foi uma vez que saindo da casa de um amigo a noite ouvi um barulho estranho, como se fosse um bicho. Estava escuro, fui na direção do barulho e era um cara largado no chão vomitando. Fiquei com medo dele engasgar e morrer, então fiquei ali ao lado dele dando uma força enquanto ele só repetia: You are a good man mate, you are good person.

Mas o engraçado foi quando ele foi justificar por que tinha bebido tanto. Disse que tinha saído para comemorar o nascimento do seu filho. Então perguntei se o menino havia nascido naquele dia e ele me respondeu: Não, nasceu faz 3 meses. Hahahaa. O cara estava comemorando há 3 meses… hehehe.

De qualquer forma alcoolismo é um problema sério aqui, pois eles tem uma cultura que só é divertido beber se você beber até cair. Herança Irlandesa maybe.

Escolas Unissex

Aqui a maioria das escolas são unissex. Escolas apenas para meninos ou meninas. São raras as escolas mistas. Acho complicado a pessoa passar 17 anos da vida sem muito contato social com pessoas do sexo oposto. Acho importante esta interação social.

Acho que estas são as principais, se alguém tiver algo para acrescentar, por favor pode usar os comentários do site.

Continue Reading
Advertisement
You may also like...
52 Comments

52 Comments

  1. Gustavo

    June 24, 2013 at 11:17 am

    Parabéns Jerry! Mais um ótimo post, como sempre imparcial, mostrando que nenhum lugar é perfeito e todos tem seus problemas, nós é que precisamos nos adaptar e escolher quais são as coisas suportamos.
    Estou indo para Sydney em agosto estudar por 6 meses e gostaria muito de te encontrar um dia pra agradecer, trocar umas idéias e tomar um café, espero ter essa oportunidade nesse tempo que ficarei na Australia.
    Abraço e obrigado mais uma vez Jerry.

    • Jerry

      June 24, 2013 at 2:51 pm

      Valeu gustavo

      Vamos marcar sim. Me manda um email e a gente vai se falando para marcar jerry (arroba) brazilaustralia.com

      Abs

  2. Priscila

    June 24, 2013 at 2:59 pm

    Olá Jerry
    Meu Nome é Priscila, estou embarcando em Setembro para ficar 1 ano estudando.
    Minha agência me disse que tenho que contratar um seguro de saúde, que não há atendimento público para estrangeiro, é isso mesmo ?
    Sou saudável, mas é uma coisa que não dá para brincar, o que você sugere?

    Abs

    • Jerry

      June 24, 2013 at 3:30 pm

      Oi Priscila.

      Precisa ver qual seguro saude eles estão tentando te vender. Pode ser o obrigatório ou um extra. Se for o extra é enrolação. Se for o caso, esqueça esta agência que eles estão te enrolando.

      Abs

  3. Priscila

    June 24, 2013 at 3:25 pm

    Olá Jerry,

    Estou indo em setembro para Sydney, minha agência informou que preciso contratar um seguro Saúde, gostaria de entender como funciona por ai?
    Vou ficar 12 meses.

    Abraços

    • Jerry

      June 24, 2013 at 3:28 pm

      Você já fechou o intercâmbio. QUal seguro saúde eles disseram que você teria que contratar, pois existem duas possibilidades. O Obrigatório e o extra que algumas agências tentam vender.

      Abs

  4. Eduardo Euzébio

    June 24, 2013 at 5:13 pm

    muito bom o post, assim como todo o site jerry.
    estou indo para estudar um ano em 2015, até lá estou aprendendo bastante !
    quando eu for, vou te chamar pra podermos trocar uma idéia e jogar um futebol hehe

  5. Luisa

    June 25, 2013 at 3:51 am

    Bom Dia Jerry,

    Não vou negar que seu último post bey bey Brasil me incomodou. Respeito sua opinião, e concordo com muito do q vc diz e n seria sincera se n dissesse o quanto estou triste com meu país.
    É necessário se considerar a quantidade de pessoas q temos no Brasil e na Austrália, o tipo de colonização q foi feita em cada pais e seu tempo também. Afinal, na matemática aprendemos q só podemos comparar aquilo q é igual.
    Isso não isenta a culpa daquilo q o país se transformou, mas explica como as coisas começaram e o efeito dominó q houve depois disso.
    Não sei se tem acompanhado as menifestações q tem ocorrido no Brasil. Alguém comentou no seu útlimo post q acha q de nd adiantará. Acredito e tenho fé q o resultado seja diferente dessa vez. Não é só o proletariado q reivindica, mas também médicos, advogados, enfermeiros, aposentados, todos reivindicam melhorias para sua classe, bem como a melhoria comum a todos como a apec 37. Parcitipei no Domingo de uma das manifestações. Sou de Salvador, estamos no São João (cultura forte nordestina e uma festa muita esperada por nós) e em pleno São Joãa havia 20 mil pessoas aqui em Salvador fazendo manifestações, isso mostra q realmente as pessoas estão comprometidas em fazer td isso dar certo. Tem sido td muito bem organizado, e embazado. Cada classe tem um projeto para apresentar e Dilma está encurralada, só veio responder as manifestações mais de uma semana após o inicio, e ainda sim tanto ela, quanto qualquer outro q se diz responder pelo país, está sem argumentos, em vista de q as manifestações não estão sendo guiadas por leigos. O único pronunciamento q ela fez, só falou bobagem, e ainda disse q iria vetar o uso da internet, q é nosso principal veiculo de informação para combinar as reivindicações datas, dias, tema…Me senti na ditadura militar kkkkk…
    Acredito q está atitude por parte dos brasileiros deveria ter sido tomada a tempos. Mas em meio a falta de educação (um efeito dominó, já q a maior classe no Brasil é de pessoas carentes e sem acesso a educação) e ao egoismo, já q aqueles q têm uma condição melhor se anulam, as coisas chegaram ao ponto q estão.
    Mas ainda sim, com tds os defeitos…tenho muito orgulho de ser brasileira e lembro aqueles q já se esqueceram q o Brasil tem muita coisa do q se orgulhar, e tenho a sensação constante de dever cumprido. Acho q n é fugindo do país q resolveremos as coisas, mesmo porque “O grande egoísmo da humanidade é a soma dos pequenos egoísmos de cada um de nós…”

    • Jerry

      June 25, 2013 at 5:09 pm

      Luisa

      Você não pode pegar um post e tentar resumir minha vida. Se você pesquisar no blog vai ver muitos outros posts onde falo do potencial do Brasil e do quanto acredito acreditava no país. Além disso, em nenhum momento minha decepção com o país influencia no fato de eu ser brasileiro. Muito pelo contrário. Não importa em qual lugar do mundo se more, se você nasceu no Brasil e passou um bom tempo lá será brasileiro em qualquer lugar do mundo, não importa quantas cidadanias tenha.

      Porém, os problemas do Brasil não se resumem aos políticos, se fosse assim os resultados das eleições refletiriam algo diferente. Eles são causados pelos próprios brasileiros que sempre tentam arrumar um atalho para tudo, apesar de se mostrarem decepcionados com a corrupção. Porém fazem o mesmo. E não vejo isso só no Brasil, mas em muitos brasileiros que vem pra cá e trabalham mais que o permitido, falsificam documentos para a imigração, ficam dando jeitinhos nos seus vistos, não vão às aulas e muitas outras coisas ainda piores.

      Estes brasileiros que reclamam da corrupção são os mesmos que fazem tais coisas. No Brasil não é diferente. No Brasil existe a cultura que ser amigo do rei é melhor do que trabalhar honestamente e crescer pelos seus próprios esforços, se não fosse assim os cursinhos para empregos públicos, o maior cabide de empregos do mundo, não estariam tão abarrotados.

      Fora os brasileiros que fumam seu baseadinho antes de ir para as manifestações. Isso não tem problema né? Ou os brasileiros que querem conseguir sem muito esforço, algo que a maioria das pessoas no resto do mundo rala para conseguir. Por isso que o “rico” é visto com admiração em outros países e com desconfiança no Brasil, pois nos EUA, Austrália, Alemanha, ele é geralmente o cara que trabalhou mais, se dedicou mais, se sacrificou mais para chegar onde está, enquanto no Brasil ele é o cara com as conexões corretas e que molhou a mão de meia dúzia para conseguir seu patrimônio.

      Ou você acha que os médicos que usavam dedos de silicone para fraudar o pagamento no sistema de saúde eram suíços? Cansei de ouvir da boca de brasileiros que se dizem indignados com a corrupção que estavam trabalhando mais que o permitido aqui, levando uma vantagem no Brasil ou qualquer outra coisa. Um país onde até o ENEM é fraudado todos os anos sem que nada aconteça, onde uma mulher tem o bebê no chão do hospital sem que nem ao menos uma enfermeira vá lá dar uma mão, onde a polícia vive de propina de dono de bar, onde o indignado acha bonito fumar maconha ou dirigir depois de beber. Enquanto a mentalidade do Brasileiro não mudar, e isso inclui todo povo e não apenas os políticos, sinceramente o Brasil é um país para o qual não tenho o menor interesse de voltar.

      Manifestações? Indignação? Isso aconteceu em 90 com o Collor e por favor me diga quanta coisa mudou de lá pra cá? O Brasil se tornou mais honesto, democrático? Ou é a toa que a diferença social do Brasil é a maior do mundo depois do México? Ou o PT que sempre foi oposição e uma vez no governo conseguiu estragar mais o país do que quase todos os governos anteriores e se aproveitou de um crescimento econômico feito no governo FHC.

      Egoísta? Sim, antes egoísta do que hipócrita. Quem gosta de obedecer leis e não se incomoda em ser honesto e conseguir as coisas por esforço e não por jeitinho dificilmente consegue voltar para o Brasil depois de morar num país onde isso praticamente não existe.

      • Lui

        June 30, 2013 at 3:03 pm

        well resumed mate!

      • Carlo Vidor

        July 8, 2013 at 9:39 am

        Clap, clap, clap…!

        Manifestção que funciona é só no clima “Queda da Bastilha”.

        Lembro quando eu morava na Itália e comentava de coisas interessantes que achava do lugar ou de sua própria cultura, e alguns brasileiros que moravam lá e não iam de acordo com a cultura local, saiam em “defesa da pátria amada” como seu eu estivesse destruindo o país onde nasci.
        Bem, a resposta da moça ao seu post mostra claramente um dos GRANDES problemas do Brasil: leitura, interpretação, parar para pensar.
        No final de sua tréplica onde tu citas “partidos e governos”, infelizmente ou fatalmente tenho de concordar. Trabalho no ramo agrário e depois que nosso amigo Lula deu para o seu filho uma empresa de presente (Friboi-JBS) os médios e pequenos produtores foram fechando as portas pouco a pouco. É uma duríssima e triste realidade para um dos países (se não O PAÍS) com mais riquezas gerais do planeta.
        Fico pensando a cada dia se eu realmente quero ficar para “apagar a luz”, ou se minha aposta de que em 15 anos o Brasil transformaríasse na URSS se confirma.

        Como já diria um sádico amigo: “Carlo…imagina quando o ruim poderia ser muito pior…já pensou se o Collor que já é péssimo tivesse perdido pro Lula na época que o segundo ainda não sabia para que servia um mictório?”
        Pois é…tá russa a coisa e mais russa ficará.

        Antes que esqueça-me, belíssimo blog!
        Vou contar minhas moedas e ver o que farei de minha vida.

        Até.

      • Aurelio e Audrey

        April 6, 2016 at 10:00 pm

        Parabéns Jerry, seu ponto de vista foi bem defendido.
        Aplausos!!!!

    • Mauricio

      March 2, 2015 at 11:12 am

      Sou de Salvador, ja rodei o Mundo, Muito do Brasil e já morei na Austrália. Posso te garantir que o Brasil não tem jeito! Pode ser difícil para você entender, mas vivi na Austrália e sinto um carinho maior por ela do que por minha própria nação mae. Infelizmente é uma realidade e não tenho vergonha de dizer isso. Um dia volto para lá! Sussex street estará sempre em minha cabeça.

  6. Guilherme

    June 25, 2013 at 8:04 am

    Pretendo ir para a Australia em janeiro atraves do Ciencia sem fronteiras.
    Mesmo assim, queria fazer algum bico por ai.. Devido a precariedade dos serviços prestados (encanador e pintor) e a um conhecimento basico nessas areas, eu estava afim de trabalhar nisso.
    Jerry, voce acha que é uma boa forma de ganhar uma grana?
    abraaço!

  7. Manoela Cohen

    June 25, 2013 at 9:17 am

    Olá Jerry, Parabéns pelo post como sempre muito util!!
    Estou indo agora em Agosto, a principio passar 7 meses estudando.
    Voce acha mesmo que não vale e pena fechar um seguro extra? pelo menos o que estou cotando, oferece assitencia medica, odontologica e seguro viagem (perda de bagagens/ voos e afins) e pretendo viajar pela Tailandia/ Indonesia e esse seguro cobriria esses lugares tambem.
    Se puder me responder agradeço.
    Obrigada!!

  8. Felipe

    June 25, 2013 at 12:32 pm

    Olá Jerry. Sou o Felipe, tenho acompanhado o seu blog, que por sinal é muito bom, e tanto tem me ajudado a planejar minha inda para a Austrália- Sydney. Jerry, gostaria que você me tirasse uma dúvida. A duvida é o seguinte:

    Como fazer para conseguir o visto permanente e tornar ser um cidadão australiano?
    Com o visto de estudante, eu posso trabalhar mais do que 20 horas semanais, aí na Austrália?
    Geralmente qual o valor salarial pago na Austrália, nos sub-empregos?
    É fácil conseguir um emprego na área ?
    Qual o valor de um apartamento/casa própria nos mais diferentes birros de Sydney?

    Desde Já agradeço.

  9. Felipe Barreto

    June 25, 2013 at 7:59 pm

    Jerry, Parabéns pelo seu blog. Minha dúvida é a seguinte. Pretendo fazer intercambio para Austrália, cidade de Sydney, porém para eu manter na cidade precisarei trabalhar. Gostaria de saber se é possível trabalhar mais do que 20 horas semanais com o visto de estudante ou se isso é contra as regras? Minha pretensão maior é morar na Austrália, conseguir o visto de cidadão. Como posso fazer isso? Você acha que o ideal, é primeiro me formar e já ir a Austrália com um diplomar, ou com curso técnico conseguirei encontrar um bom empego? Desde Já Agradeço!!

  10. Luisa

    June 26, 2013 at 3:09 am

    Jerry,

    Não estou resumindo sua vida a um post. Se o fiz entender dessa maneira, peço q me desculpe já q n foi minha intenção te ofender.
    Como disse no inicio do meu comentário, concordo com seu ponto de vista, n acho q esteja errado. Mas, a forma q vc falou sobre o Brasil, a mim foi um tanto ofensiva.
    E tb n quis dizer q vc e egoista, mas sim q um pouquinho do egoismo meu, seu e de outras pessoas contribuem p q as coisas estejam como estão.

    Desculpe se te ofendi. N foi minha intenção.

  11. Luisa

    June 26, 2013 at 3:28 am

    Minha intenção nunca foi discordar da sua opinião, te julgar e nem dizer q estava errado. Mas, a maneira como vc escreveu o post bye bye Brasil dava a entender q o Brasil n vale nd e q a Australia é um paraiso! E acho q se esse fosse o primeiro post q eu lesse se tivesse conhecido o blog agora, me daria um a impressão errada.
    O pais n se tornou mais democratico e honesto depois da manifestação de Collor, e as pessoas de fato esquecem de atribuir a si uma parcela de culpa como vc disse acima por conta do jeitinho brasileiro. Mas, acho q td vale a pena, e espero sinceramente q seja o primeiro pontapé para melhora de todos.
    Gosto muito do seu trab, já fiz muitos elogios, afinal de contas, vc dedica um tempo do seu dia corrido p esclarecer, orientar pessoas q farão intercambio como eu. Espero que aceite minhas sinceras desculpas, n quis ofende-lo.

  12. Luisa

    June 26, 2013 at 4:03 am

    Lembro-me de quando era criança e estava na escola. Todos brincavam de colorir com seus materiais, ai batia o sino e juntavamos os materiais correndo, normalmente acabavamos por levar as coisas um dos outros p casa, e c minha mae ficava furiosa e me levava p escola p devolver um apontador. Foi dessa forma q fui criada, n mentindo, enganando, trapaceando e por conta disso tb me fico indignada c o comportamento distorcido dos brasileiros.
    Concordo plenamente c vc q existe um sério desvio de carater por parte dos brasileiros. E q as manifestações deveriam começar dentro de cada um primeiro. . Mas, vc acha que as manifestações q estão havendo n agregam em nd, n vai melhorar absolutamente em nd?

  13. Felipe Barreto

    June 26, 2013 at 9:32 am

    Olá Jerry. Sou o Felipe, tenho acompanhado o seu blog, que por sinal é muito bom, e tanto tem me ajudado a planejar minha inda para a Austrália- Sydney. Jerry, gostaria que você me tirasse uma dúvida. A duvida é o seguinte:

    Como fazer para conseguir o visto permanente e tornar ser um cidadão australiano?
    Com o visto de estudante, eu posso trabalhar mais do que 20 horas semanais, aí na Austrália?
    Geralmente qual o valor salarial pago na Austrália, nos sub-empregos?
    É fácil conseguir um emprego na área ?
    Qual o valor de um apartamento/casa própria nos mais diferentes birros de Sydney?

    Desde Já agradeço.

  14. Felipe Barreto

    June 26, 2013 at 9:33 am

    Jerry, Parabéns pelo seu blog. Minha dúvida é a seguinte. Pretendo fazer intercambio para Austrália, cidade de Sydney, porém para eu manter na cidade precisarei trabalhar. Gostaria de saber se é possível trabalhar mais do que 20 horas semanais com o visto de estudante ou se isso é contra as regras? Minha pretensão maior é morar na Austrália, conseguir o visto de cidadão. Como posso fazer isso? Você acha que o ideal, é primeiro me formar e já ir a Austrália com um diplomar, ou com curso técnico conseguirei encontrar um bom empego?

    Conto com sua ajuda.
    Desde Já Agradeço!!

  15. Felipe Barreto

    June 26, 2013 at 9:34 am

    Jerry, Parabéns pelo seu blog. Minha dúvida é a seguinte. Pretendo fazer intercambio para Austrália, cidade de Sydney, porém para eu manter na cidade precisarei trabalhar. Gostaria de saber se é possível trabalhar mais do que 20 horas semanais com o visto de estudante ou se isso é contra as regras? Minha pretensão maior é morar na Austrália, conseguir o visto de cidadão. Como posso fazer isso? Você acha que o ideal, é primeiro me formar e já ir a Austrália com um diplomar, ou com curso técnico conseguirei encontrar um bom empego?

    Desde Já Agradeço!!

  16. Rodrigo

    June 27, 2013 at 5:57 pm

    Cara não sei como vc aguenta responder esses chatos no caso chatas de internet. Dor de corno pq não estão ai rss

    Não esquece do tema escolas, cursos e universidades, estou indo para Hawthorn em Melbourne, sabe algo sobre a Hawthorn(Navitas. Abraços

  17. Rodrigo

    June 27, 2013 at 6:58 pm

    Só estes os problemas? rss Não tem flanelinha? Vendedor gritando no seu ouvido na praia? Sua compra da semana sempre saindo R$50 mais caro e menos comida? Seu aluguel dobrando de preço todo ano? O ônibus não passa direto? Tem q deixar o metro passar para poder entrar somente na 3ª vez? Seu “ajuste” salarial não é defasado? Não tem Krakudo te pedindo dinheiro? Não tem medo de entrarem na sua casa e levarem todos os seus gadgets (se não levarem a sua vida)? Não tem novas taxas que aparecem do nada nas suas contas de IPTU IPVA Luz agua celular? Seu imposto de renda cada ano não aumenta mais para sustentar o povo miserável q vive de esmola do governo? Não tem vontade de se matar toda vez q termina de ver o Fantástico ou lê o jornal? Não consegue conversar com as maiorias das pessoas pq todo mundo tem um pessimo nivel de escolaridae? Cara vc não sabe oq é viver com emoção! kkkk

    • Thiago Santos

      June 27, 2013 at 9:51 pm

      Os problemas acima não são todos e os unicos problemas que você encontra na Austrália. Fazendo uma comparação bem grossa, vamos comparar os seus questionamentos.

      Não tem flanelinha. Não tem, mas tem que pagar pra estacionar, mesmo na rua.
      Não tem vendedor gritando, não tem barraquinha na areaia da praia,vendendo sorvete, pastel, porções e petiscos e é proibido beber alcool na areia da praia tb. Aqui o preço das coisas também sobe, como em varios paises, não ache que isso é exclusividade do Brasil. O aluguel aumenta também e ultimamete tem aumentado muito. Ja ouviu q Sydney é considerada a 3ª cidade mais cara para se morar e Melbourne a 4ª ? Transporte para alguns locais, para de funcionar as 8 da noite. O intervalo de trens é maior do que o de SP por exemplo, voce deixa 3 trens passarem e leva 15 minutos pra isso, aqui voce perde um trem e pode chegar a esperar 30 minutos pelo proximo. Nao tem krakudo, mas tem moradores de rua pedindo esmola tb. Por opção propria muitas vezes, mas tem. Ja ouvi alguns casos de pessoas que tiveram eletronicos roubados em casa. Na mesma proporção que no Brasil ? Não, mas tem. Taxas que aparecem do nada não tem, mas tem taxas tb, inclusive aumento no valor de conta de gas, luz e no transporte, alguns anualmente outros semestralmente. Acredite se quiser, mas aqui desempregados também recebem ajuda do governo, como ja foi mencionado pelo Jerry. E esse dinheiro também sai do imposto que você paga trabalhando aqui. Ainda bem que não tem Fantástico, mas tem 60 minutes que é quase a mesma porcaria sensacionalista.
      Quanto a conversar com outras pessoas não da pra comparar, além da cultura diferente, experiencias de vida diferente e do idioma, me faz falta as vezes ter uma simples conversa com qualquer pessoa do Brasil.

      Em resumo, mais uma vez, problemas existem em qualquer lugar do mundo. Pra muitas pessoas, mesmo com esses problemas ‘irrelevantes’ na Australia, preferem morar no Brasil. Pode ser por causa da familia, da cultura, da comida, do cachorro ou qualquer outra razão. Por acharem que mesmo com todos os problemas, ela se sinta melhor no Brasil.

      • Rodrigo

        June 29, 2013 at 3:08 am

        Thiago, vou te responder na boa.
        – O flanelinha vc paga para, e ele pagar pro dono da rua comprar arma para te assaltar. Eu pagaria o triplo para não ter flanelinha.
        – não tem nada na praia? Então é perfeito afinal eu sai para ir A praia! Se eu quiser esse lixo de comida e bebida eu vou em uma junkfood.
        – ok ai os preços sobem, mas não sobe 3x mais que o teto da inflação, e ai o seu salario sobre proporcionalmente, aqui não, e ta na cara q vc não mora no Rio, aqui o buraco é mais embaixo, não duvido ser mais caro q Melbourne
        – O trem ai não atrasa, não chega lotado, entao se vc chegar na hora não terá problemas, por isso não ha a necessidade de passar vários seguidos.
        – os “mendigos” ai não usam krack, eles tb não te assaltam com faca, caco de vidro? definitivamente não tem comparações.
        – sobre assaltos nem vou comentar, viu o assaltante q deu o tiro na cabeça da criança de 5 anos pq estava chorando? Igualzinho ai né rss
        – eu pagaria quantas taxas e impostos quiserem se eu souber q isso voltará para o bem estar das pessoas. Aqui eu pago 30% do meu salario para não ver nada!
        – se vc sente falta em conversar com os brasileiros entra na sala de bate papo do BR, sua vontade vai passar em 2 min kkkk
        – eu nunca conheci alguem q fale melhor do BR do q da AUS, oq eu vi muito é voltar para o BR pq a mamae e o papai paga as contas alem de fazer de tudo ilegal. Já na AUS ele(a) tinha q ralar e seguir as leis e isso é chato! (para eles)
        esse papo é sem fim…

        • Thiago Santos

          June 30, 2013 at 1:50 am

          Muita gente vai pra praia pra curtir, comer alguma coisa ou beber alguma coisa. Se vc vai a praia pra so pra ficar na areia aqui é o seu lugar… Ja cansei de ver australiano, que foi nas praias do Brasil e sente a maior falta de poder comer ou beber na praia.

          Não sou do Rio mesmo e sei que a coisa esta feia, SP também esta complicadissimo. Eu não acho que Sydney e Melbourne são mais caras que o Rio. São as pesquisas: http://www.archdaily.com.br/br/01-116995/ranking-2013-as-dez-cidades-mais-caras-do-mundo/

          O trem não chega lotado aqui ? Da uma olhada nessa noticia aqui: http://www.perthnow.com.au/news/western-australia/train-passengers-sick-of-overcrowding/story-fnhocxo3-1226671904206
          Não só chega lotado como em alguns locais o transporte é chega a ser tão ineficiente que você precisa dirigir até a estaçao de trem. Não tem carro ? Q tal tomar 3 conduções para chegar ao seu destino (saindo 2 horas antes de chegar, claro)?

          Arma de fogo é bem dificil de se encontrar por aqui, ainda bem. Pena que o pessoal ataca na arma brance mesmo.
          Homem esfaqueado em briga: http://www.news.com.au/breaking-news/national/man-stabbed-in-chest-during-fight/story-e6frfku9-1226672032542
          Este daqui usou uma machado pra assaltar um supermercado: http://www.news.com.au/breaking-news/national/man-with-axe-robs-tas-supermarket/story-e6frfku9-1226671922477

          Se você gosta de pagar tax, então vai adorar aqui: Segunda (01/07) é dia de aumento. Transporte, eletricidade e gás vão aumentar. Ah, e aqui tem Carbon Tax (Taxa de emissão de carbono), que também pode aumentar de $1.15 para $24.15 por tonelada de emissão. Pouca coisa né ? APENAS 2400% de aumento. E adivinha quem vai pagar essa taxa ?
          http://www.news.com.au/breaking-news/national/float-carbon-price-sooner-windsor/story-e6frfku9-1226672057283

          Eu ja ouvi e conheci brasileiros que preferem o Brasil do que a Australia. Alguns são pessoas com alta formaçao e experiencia na área de trabalho que podem ganhar o mesmo salario aqui ou no Brasil (Sim, mesmo salário AUD$250 mil na Austrália e $500 mil reais no Brasil). Para essas pessoas, o custo de vida no Brasil não é tão ruim. Ouvi um brasileiro que veio com a familia pra ca, transferido para a empresa e com acomodação paga. Ele voltou em 4 mese, não se adaptou e o papai e a mamae dele nao estavam pagando as contas dele e de toda a familia.
          Conheco e estou cansando de conhecer brasileiros que ficaram aqui 2, 3, 4 , 5 anos, trabalhando, estudando e seguindo todas as regras para tentar imigrar e depois de muito trabalho e dinheiro gasto, devido a mudanças na lei, tiveram que voltar para o Brasil.

          Voce realmente acha que todas a pessoas que voltam para o Brasil são devido a nao seguir as leis por que acham chato e não recebem dinheiro dos pais ? Nao sei o qual o seu conceito de ralar, mas ja vi gente trabalhando de segunda a segunda aqui, das 7am ás 11pm durante a semana e das 10am às 6pm nos finais de semana durante 2 anos pra pagar curso superior para a esposa por e ter que voltar por que a lei mudou e eles não tinham mais os mesmos pontos para aplicar pra residencia.

          A questão aqui é que não existe lugar perfeito. Não existe esse é melhor que aquele. A opinião depende de diversos fatores como eu citei antes.

          O Guilherme fez um comentário ótimo para exemplificar o que eu também penso. A qualidade de vida que ele comentou, é como eu também penso, (não relacionado com o IDH). Pergunte para um estudante internacional, se ele prefere trabalhar na area de formaçao dele no Brasil, tendo uma vida de classe média, como todos os problemas do Brasil, ou se ele prefere trabalhar de cleaner na Austrália, tendo que gastar 60% do que ele ganha dele para renovar o visto de estudante e poder continuar trabalhando ! Pagando tax como qualquer outro australiano e não tendo acesso a todos os direitos de um australiano.
          Medir a qualidade de vida de um residente australiano é diferente de um estudante internacional.

          Mas vc esta correto Rodrigo, esse papo não tem fim mesmo.

          Abraço,

          • Vanessa

            July 1, 2013 at 9:06 am

            Só um comentário: tem muito estudante SIM que prefere trabalhar de Cleaner na Austrália do que trabalhar na sua área no Brasil. Existem coisas que dinheiro nenhum compra. Mesmo pagando as mesmas taxas que qualquer outro australiano e não tendo os mesmos benefícios, ainda assim, muitas vezes, acaba sendo melhor do que morar no Brasil e pagar altas taxas e não receber nada em troca. Cada um sabe o que é melhor pra si. NÃO DA pra generalizar.

  18. Luisa

    June 28, 2013 at 2:44 am

    Thank you Thiago!

  19. Guilherme

    June 29, 2013 at 8:57 am

    Thank you Thiago! [2]

  20. Guilherme

    June 29, 2013 at 9:10 am

    Algumas pessoas não entendem que não existe o paraíso

    Alguma pessoas não entendem que o Brasil está longe de ser o melhor país do mundo para se viver, mas também está longe de ser o pior.

    Alguma pessoas não entendem que a proporção da população da terra que vive em países desenvolvidos nos moldes da Austrália (porque muitos não tem tal qualidade de vida, principalmente na Europa), são no máximo 15% da população mundial, os outros 85% vivem em países tal como o Brasil ou piores.

    Isso considerando como se todas as pessoas que morassem em Welfare States (nos moldes da Australia) tivessem uma boa qualidade de vida, o que sabemos que não é verdade. A parcela da população mais pobre nesses países muitas vezes não tem uma boa qualidade de vida. Inclusive poderia se dizer que, não raras vezes, uma pessoa pertencente à classe média alta ou superior em um país como o Brasil tem uma qualidade de vida maior do que uma pessoa da base da pirâmide social em uma país desenvolvido. Não generalizemos.

    Cheers

  21. Betao

    June 30, 2013 at 9:58 am

    Guilherme,

    Respeito seu comentário, eh muito inteligente pois utiliza números.
    Mas não eh a isso que as pessoas no fundo, no centro estão apontando.

    Eh a corrupção, ao desrespeito e a forma de viver sem valores.
    Um pais não precisa ser rico em dinheiro ou em recursos naturais, ele precisa ser Rico intelectualmente, socialmente, rico de valores, essa riqueza eh a base do exito.

  22. luiz

    June 30, 2013 at 3:15 pm

    Morei na Suica…de nove na lista de ‘os melhores paises’ para se viver…de que adianta tanto ‘alto padrao’ quando na verdade esse ‘alto padrao’ nao me faz particulamente feliz? Todos paises tem seus boms and males…claro que paises que tem eexcesso de ‘males’ pode obstruir qualquer pessoa’s happiness.
    Tem que escolher um lugar ou pais onde seu coracao eh feliz de verdade,,,mesmo que seja o brazil, que seja o Haiti….Como conheci uma brazileira que viver super feliz no geelo da Noruega….. eu hein!….mas ela ama! como muitos amam viver no brazil.
    Mas ….em todo case, uma vez na australia,ficar comparando nao vai lhe fazer feliz mas sim frustrado.As garotas se vestem mal e como os homems bebem demais….. mas e dai?julga los nao vai lhe fazer neunhum favor.Eles mesmo nao tem pediram pra entrar no pais deles….cada um tera seu julgamento, nao eh pra nos julgar mos um ao outro…ao contrario,viva feliz naquilo,e nos pensamentos que vc pensam que sao os melhores…ai asim,nao so Oz mas como outro pais sera menos amargo.peace.

  23. Jerry

    June 30, 2013 at 5:22 pm

    Esqueci de incluir uma coisa na lista

    Pedágios. Estão por toda cidade.

    • Thiago Santos

      July 1, 2013 at 5:10 pm

      Ainda bem que aqui em WA não tem pedágio ! Woohooooo !!!

      Não sei se isso te incomoda, mas a mim, muito: Filas.

      Australiano não sabe fazer fila. Aquela fila indiana, um atras do outro em linha. Se não tiver aquelas guias (tipo de aeroporto ou do post), fica uma zona.
      As pessoas pedem um café e continuam paradas na frente do caixa. Voce chega no lugar e não sabe quem ja pediu ou quem esta esperando para fazer o pedido.

      Talvez o problema seja eu, o que é bem provavel Hehehe !!! Mas isso realmente me tira do sério. No começo eu pensava que era só em Perth, mas depois de ter ido pra Sydney, Melbourne e Gold Coast, constatei que a cultura é nacional mesmo 🙂 !!!

  24. Vanessa

    July 1, 2013 at 3:33 pm

    Jerry, sempre acho engraçado quando tu ou alguma outra pessoa que mora na Austrália comenta sobre o alcoolismo. Porque, para mim, aqui no Brasil, é muito normal ver pessoas desmaiadas de tanto beber, é normal que todos queiram beber até cair. Fico me perguntando: será que ando com as pessoas erradas, moro na cidade errada? Ou será que o problema na Austrália é muito maior do que vocês dão a entender? Hahaha Não sei, realmente, só sei que a cultura do “beber até cair” não me surpreende nem um pouco, acho muito normal.

    • Thiago Santos

      July 1, 2013 at 5:05 pm

      Ola Vanessa,

      O beber até cair aqui é diferente do Brasil. O alcoolismo aqui é um problema sério mesmo como o Jerry disse.
      Para a maioria aqui, socializar é beber, até cair. A cultura aqui faz com que todos bebam… Para homens cerveja e para mulheres vinho.
      Aqui em Perth, não é muito difernete de Sydney, mulheres trançnado as pernas no meio da rua, sendo carregadas, porta de carros sendo abertas no meio da rua para aquela “gorfada” mandatória. E tudo isso, muitas vezes as 8pm da madrugada. É impressionate como eels estão acabados por volta das 8pm, 9pm da noite.
      Outro problema que o alcolismo, muitas vezes aqui tras é a violencia. Geralmente no Brasil, as pessoas beme, e ficam alegres, solitarias… Aqui, muitos ficam agressivos e é ai onde o maior problema acontece. Infelizmente.

  25. Leandro

    July 2, 2013 at 7:20 pm

    Olá, tudo bem?

    Aguentar o calor é tranquilo por aí?

    Obrigado!

  26. Guilherme

    July 2, 2013 at 8:53 pm

    Nossa, esse post gerou conversa hein galera ! ! !
    Acho que para finalizar, o que realmente importa é o que cada um deseja para si. Todos estão dando a sua opinião embasados nos seus sonhos.
    Eu estou indo para Sydney dia 31 de julho, mesmo amando meu Brasil, porque a forma que eu gostaria de viver é apenas uma que seja a mais JUSTA possivel, coisa que aqui no Brasil infelizmente é impossível. Estive no Canada e pude perceber a ENORME diferença de cultura. Estamos a ANOS LUZ atrasados. O dia que o brasileiro realmente conseguir ser EDUCADO e GENTIL, ao inves de MALANDRO e ESPERTO, talvez esse pais comece a mudar. Mas enquanto isso, tudo ira sempre para debaixo do tapete.
    JERRY, QUERO AGRADECE LO DE CORAÇÃO PELO SEU BLOG, POIS ANTES DE FECHAR TUDO DA MINHA VIAGEM EU CONSULTEI E MUITO AS INFORMAÇÕES POR VC POSTADAS AQUI. OBRIGADO.

  27. Luisa

    July 4, 2013 at 5:58 am

    Thiago, kkkkkkkkkkkk…eu te disse p esperar cenas dos próximos capitulos kkkkk, vc n acreditou em mim hihihihihihihi…
    Jerry, seu post virou polemica kkkkk, mas isso n é ruim…muito pelo contrário, é muito bom…Temos agora uma visão de muitos angulos diferentes…

    Beijos

  28. Henrique

    July 4, 2013 at 7:42 pm

    JERRRYY!

    Estou morando em melbourne e descobri um lanche q vc gostaria mt aqui da Australia mas se nao me engano eles soh tem em Melbourne, se chama MR Burger. Da um google ai hahaha. Quando tiver oportunidade de vir aqui aproveite melhor lanche fastfood e com otimo preço. Alias o HArd Rock Café eh mt bom tb mas salgado no preço!

    Até!

  29. Lucio D. Pratt

    July 9, 2013 at 11:15 am

    É obvio que, na maioria das vezes, ao atender o paciente no consultório, por não conhecer seu ambiente de trabalho, o médico tem dificuldade em estabelecer o nexo causal das queixas que ouve. Por isso, o especialista em Medicina do Trabalho é o profissional melhor capacitado para atender esse paciente, porque domina os meios para analisar as condições do ambiente de trabalho e de ergonomia, o modo como a pessoa desempenha suas atividades, a quantidade de horas dedicadas ao trabalho e ao repouso, a pressão que recebe de seu superior em relação à produtividade e o nível de angústia e ansiedade a que está exposta. Com se pode perceber, é uma tarefa bastante complicada.

  30. Vinícius Carvas

    July 9, 2013 at 10:59 pm

    Jerry, só uma coisa:
    “Até hoje, depois de 7 anos aqui jamais encontrei um hamburger que valesse a pena por exemplo.”

    Você já foi ao Grill’d? (http://www.grilld.com.au/)
    Quando estive aí provei vários dos hambúrgueres deles e é uma das melhores “lanchonetes” que eu conheço. E nem mencionei as “verdadeiras batatas! 🙂

  31. Rebeca Ferreira Resende

    July 10, 2013 at 12:12 pm

    Oi Jerry, tudo bom ? Pra começar seu site é muito bom e ajuda muito pessoas que como eu tem vontade de ir á Australia, tanto para passeio, estudo e trabalho. Parabéns ! Desde o ano passado eu tento fazer um intercâmbio de 6 meses pra Australia, tenho 15 anos e estou no 1º ano do ensino médio. Eu e minha mãe já fomos em várias agências de intercâmbio e chamos várias boas propostas, mas eu quer9a saber de você, qual a maelhor agência de intercâmbio? Você conhece muitos adolescentes que frazem intercâmbio na Australia? Você acha que os putros adolescentes também são amigáveis?

  32. Brian Taylor

    July 13, 2013 at 12:20 am

    É preciso ter um Objetivo – Você não consegue pegar um ônibus sem ter um objetivo, quanto mais conseguir algo de real valor da vida. A grande maioria das pessoas se perde na vida fácil. Se dedicam ao que eles pensam ser “curtir a vida”em detrimento de seu crescimento pessoal. Ai os anos passam, a vida passa e você vê estas pessoas, 5 anos depois, fazendo praticamente a mesma coisa. Até o dia que começam ver os amigos avançando, as amigas casando, colegas crescendo profissionalmente e eles ficando para trás. Muitas vezes acordam tarde. É preciso ter um objetivo e se manter fiel a ele.

  33. Lucas

    July 15, 2013 at 9:17 pm

    Não tenho dúvidas que o Brasil é o melhor país do mundo para se viver, mas vc tem q evitar ao máximo os brasileiros e ficar longe dos grandes centros. Tenho dois tios q vivem na Austrália a 30 anos e contam as horas para aposentar e voltar. Eles dizem q os primeiros 10 anos até dá pra viver bem, mas depois passa a ser um sacrifício para os filhos. Pior é q minha prima nascida lá veio pela primeira vez ao Brasil com o noivo australiano e eles querem casar e viver aqui. A grama do vizinho é sempre mais bonita até descobrir q é artificial.

    • Vania

      January 4, 2015 at 4:03 pm

      Olá, Lucas. Vc poderia me especificar por que depois de alguns anos viver na Austrália passa a ser um peso para as crianças/filhos. Estou pensando em ir para Austrália com minhas filhas por isso gostaria de maiores informações. Obrigada.

  34. Vania

    January 4, 2015 at 4:01 pm

    Gostaria de saber, das pessoas que tem experiência ou moram na Austrália, como está a oportunidade de emprego para médicos e odontólogos no País e se sabem quais os trâmites para conseguir uma vaga.
    Agradeço imensamente quem puder me ajudar.

  35. Douglas

    September 1, 2016 at 10:45 pm

    Ola, Jerry,

    Muito prazer, sou novato aqui andei lendo alguns post seus, tenho algumas duvidas,

    Pretendo ir para Austrália já a algum tempo, mas precisava resolver algumas questões aqui no Brasil,
    Agora finalmente parece que tudo esta se resolvendo, porem tenho 3 receios, não domino nada o inglês, e outra coisa é a idade, pois tenho 39 anos, também ouvi dizer que tubarões tem muitos e gosto de surfar.

    Meus planos seria ir pra estudar 6 meses, com possibilidade para renovar por mais 6 meses,

    Se puder me ajudar, com algumas dicas lhe agradeço,

    No seu aguardo,

    Atenciosamente,
    Grato,
    Abs,

  36. Carlos

    December 5, 2016 at 2:15 pm

    Olá….. Gostaria de esclarecer algumas dúvidas sobre a Austrália!!!

    – Estou pensando em ir estudar Inglês!! Estou em dúvida sobre as seguintes cidades: Sidney, Melbourne e Perth?? Tem alguma dica??
    – É verdade sobre a grande incidência de animais, em específico ARANHAS em qualquer cidade da Austrália???
    – Qual a probabilidade de ocorrer um terremoto, maremoto ou coisas do tipo??

    Desde já agradeço!!!

  37. Ana de Carvalho

    January 5, 2017 at 10:24 pm

    Oi Jerry,
    Moro na Australia e discordo completamente do seu post. As lojas nao fecham as 5pm e abrem no fim de semana incluindo domingo. Os vendedores sao muito simpaticos mesmo sem ganhar comissao. Sempre achei insuportavel o vendedor grudado em vc no Brasil tentando vender a qualquer custo.

    As pessoas nao sao frias e sao sim muito simpaticas. Eu ja morei na Tasmania, Melbourne e atualmente estou em Adelaide e em todos esses lugares conheci pessoas incriveis. Muito facil de fazer amizade na Australia! Morei 16 anos na Suica e la sim as pessoas sao frias e nao fazem amizade facilmente.

    Ah e sobre comidas e restaurantes tambem nao eh verdade que sao ruins e caros. Em Melbourne tem muitos restaurantes otimos, de culinaria de varios paises e super baratos. Tem tanta competicao em Melbourne que restaurante ruim e caro nao vinga por muito tempo. Na Tasmania, ja tem menos variedade e os precos sao mais caros sim.

    So quis comentar pois achei meio intransigente seu post e acho que nao eh bem assim…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Vida na Austrália

Jerry Strazzeri no Youtube

Posts da Austrália




To Top