Connect with us

Brazil Australia – Estudar e Trabalhar na Austrália

Ladettes in Australia

Curiosidades

Ladettes in Australia

Não sei qual a definição exata de uma ladette, mas basicamente ladette é a menina que possui comportamento semelhante ao mais ogro dos homens. Ladette fala alto, usa roupas indecentes, arruma briga, arrota, xinga, transa com desconhecidos, bebe até cair e vomita até se levantar.

A Ladette não tem classe social, pode ser rica pobre, feia ou bonita, gorda ou magra, há ladettes de todos os modos e tipos.

A Austrália também possui suas Ladettes e por sinal, nos últimos anos elas tem virado uma grande preocupação. O número delas tem aumentado consideravelmente e o que antes podia parecer impróprio e mal educado hoje virou moda. Há pouco mais de um mês fui a um evento com amigos na city e na volta pra casa, por volta das 11:00 da noite, voltei tropeçando nas mulheres caídas na rua. Umas vomitando, outras literalmente apagadas, quase mortas. Uma delas estava tão mal que um amigo que é enfermeiro tentou ajudar com medo de que ela fosse morrer, mas sua amiga que chegou correndo (sabe-se lá de onde) falou que não precisava se preocupar.

 

Tem passado muitos documentários e centenas de programas tem tratado do assunto. Em um deses programas acompanharam uma ladette que apesar de casada,  vivia na noite e nas baladas com as amigas bebendo a incível quantidade de quase 100 doses por noite. Era comum ela ser carregada como um saco de batata pra casa.

Varias colegas de trabalho que tenho e tive aqui na Austrália se orgulham de dizer na segunda-feira que passaram o final de semana vomitando de tanto beber. Guardam estes acontecimentos como um troféu. Todo mundo quer ser ladette.

No documentário sobre as ladettes australianas que vi esta semana era comum vendo as meninas saindo na porrada mesmo tanto com outras mulheres como com homens e em se tratando de Austrália não preciso falar que os caras sentavam mesmo o braço nas meninas.

A vida das ladettes faz aquele seu tio bêbado que estraga todas as festas parecer o o papa Francisco e o pior é que elas mantem o mesmo comportamento todos os dias.

O que eu percebo vendo estas ladettes é que quando chegam aos 27, 28 anos elas tem a aparência de uma mulher de 40 e fico pensando como este povo ganha a vida, pois como alguém que sai e se embebeda todas as noites pode conseguir acordar para trabalhar no dia seguinte. Não duvido que a maioria viva as custas do Centrelink.

O governo se alarmou depois que divulgaram uma pesquisa mostrando que com a quantidade de bebida que os jovens australianos ingerem eles vão chegar com 3 neurônios aos 30 anos. E ai, ao invés de tentar educar o povo, acabar com a cultura do álcool que existe aqui e é tão forte que no próprio parlamento há bares e políticos ficam bêbados (como li esta semana) ou orientar os pais sobre como tratar com seus filhos o governo resolveu aumentar o imposto sobre bebidas misturadas, os famosos spirits.

Eu não sou de sair na balada, mas nem preciso para ver o que acontece. Sempre que saio com alguns amigos e passo a noite em Manly, Bondi ou na city é comum ver mulheres largadas na calçada, vomitando ou simplesmente andando como zumbis. Isso acaba aumentando muito as chances de qualquer tipo de violência sexual contra a mulher, o que é não é incomum por aqui.

Não leia este post no Brasil e tente entender o que eu estou falando, simplesmente não dá. É preciso estar aqui para entender. Algumas meninas aqui perdem a noção mesmo. Você vê algumas meninas bonitas, bem vestidas, que tiveram educação num estado pior que aquele mendigo bêbado que dorme embaixo da marquise que tem na sua rua. Elas ficam num estado tão alcoolizado que até táxis se recusam a levá-las pra casa.

A TV inglesa criou até um programa chamado Ladette to lady onde tentam “converter”algumas destas ladettes, mas muitas vezes nem o show e a escola de “Ladys” consegue esta façanha. O programa ganhou sua versão australiana e não deve ter sido difícil achar candidatas por aqui.

Segundo umas matérias que li recentemente parece que as mulheres inglesas e australianas tem um grande orgulho de ser ladettes, inclusive postam suas fotos bêbadas ou em quase coma no facebook. Elas estão inclusive lotando as emergências dos hospitais aqui de Sydney

Alcohol-related hospital visits rocket, with ladettes the worst

http://www.smh.com.au/news/national/alcoholrelated-hospital-visits-rocket-with-ladettes-the-worst/2008/09/27/1222217588511.html

The ladettes who glorify their shameful drunken antics on Facebook

http://www.dailymail.co.uk/news/article-491668/The-ladettes-glorify-shameful-drunken-antics-Facebook.html

http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/showbiz/tv/article709797.ece

Não sei se a moda da Ladette vai passar ou se as jovens australianas continuarão tendo Amy Winehouse como sua musa, mas enquanto houver álcool, festa e falta de valores sempre haverá uma ladette em algum pub australiano.

Continue Reading
Advertisement
You may also like...
16 Comments

16 Comments

  1. Maurício Junior

    October 1, 2008 at 1:59 pm

    Cara, é verdade para quem nunca saiu do Brasil é dificil imaginar o que é uma Ladette, quando morava em Londres ficava impressionado com o comportamento de algumas meninas, final de balada vc tem que ficar esperto pra não pisar em nenhuma loira capotada pelos cantos… shame on them…

  2. Hugo

    October 2, 2008 at 1:59 am

    Rogério, bom dia.

    Cara, o conteúdo do blog novo tá ficando muito legal. Todo dia eu entro pra ver se tem coisa nova. Realmente tópicos gerais assim sobre curiosidades sobre a Austrália são os mais interessantes.

    Essas Ladettes aí, isso é um comportamento comum entre as meninas Australianas ou é algo tipo as “tchutchucas” do Rio em que as cariocas todas acabam levando a má fama por causa de umas desmioladas?

    Abraços a todos, nos vemos por lá!

  3. Hugo

    October 2, 2008 at 2:21 am

    Rogério, bom dia.

    Cara, o conteúdo do blog novo tá ficando muito legal. Todo dia eu entro pra ver se tem coisa nova. Realmente tópicos gerais assim sobre curiosidades da Austrália são os mais interessantes.

    Essas Ladettes aí, isso é um comportamento comum entre as meninas Australianas ou é algo tipo as “tchutchucas” do Rio em que as cariocas todas acabam levando a má fama por causa de umas desmioladas?

    Abraços a todos, nos vemos por lá!

  4. admin

    October 2, 2008 at 3:28 am

    Fala Hugo

    Então, acho que acabei passando uma impressão um pouco errada no post. De fato o comportamento de Ladette não se resume as australians somente, mas muitas estrangeiras que moram aqui até.

    Bom, não é toda menina que faz isso aqui mas digamos que são muitas. No The Gaf por exemplo, uma balada aqui de Sydney, todo dia eles dão uma grana pra mulher que subir no palco e tirar a roupa e o que não falat é candidata. No final das contas é o mesmo que aquelas meninas que tiram a roupa nos bailes funk.

    Abraços

  5. Chantinon

    October 2, 2008 at 8:40 pm

    Pode acreditar, a moda já chegou no Brasil. O mundo inteiro está precisando de um pai daqueles que colocam as coisas em ordem.
    Lembro que quando assisti “Alpha Dog” vi o nosso futuro. As mulheres nunca tiveram tanta liberdade, e infelizmente não estão sabendo administrar isso.

  6. Edge

    October 22, 2008 at 7:46 pm

    oi, acho que ladette é o feminino de ‘lad’ que é muito usado no inglês britânico e pode ser traduzido no nosso Brasil como :’meu chapa’, ou ‘parceiro de gangue’, no ceará é o ‘cabra desmantelado’. Lad é um baderneiro e é jovem.
    enfim..meus 2cents 🙂

  7. Thiago Santos

    August 4, 2013 at 9:25 pm

    Infelizmente esse é o real retrato do que acontece por aqui.
    E ainda existe o problema do alcool com os jovens que bebem e saem pra brigar.
    Triste realidade.

    A cultura do alcool aqui é muito forte. Vi uma entrevista uma vez onde um atendente de liquor store foi questionado se ele estava preocupado com uma possivel queda de vendas com o aumento do imposto. Ele respondeu rapidamente:
    – Com certeza não. Aumentar o preço não impede que as pessoas continuem bebendo. Se elas querem, elas continuaram consumindo.

    É o que acontece.

  8. Rodrigo

    August 5, 2013 at 7:23 pm

    Não psicologo ou psiquiatra, nem historiador… mas tem algumas características interessantes para não dizer trágicas. Pode ser um tipo de reação contra a desmistificação do estereotipo de mulher em um pais onde ser cada vez mais certinho e perfeito é ser alguém melhor.
    Quem sabe isso seja um tipo de manifestação by myself, como fizeram quando queimaram os sutiãs 1968 “Bra-Burning” (simbólico), nesse caso seria contra o life style britânico, para agredir a sociedade mais velha mesmo, e mostrar o quanto elas são independentes e fazem o que querem como querem, diferente dos mais velhos quando tinham a mesma idade. Garanto que se ficarem alguns meses presas essa boberada para rapinho.
    Só um chute que me ocorreu…
    papo para horas…
    Aqui no Rio é bem raro acontecer isso. Podem estar muito bêbadas mas escândalo elas não fazem mesmo nem agridem, se fizerem em pouco tempo estarão excluídas de qualquer grupo.

  9. Rodrigo

    August 5, 2013 at 7:30 pm

    Depois que eu vi o programa percebi algumas coisas…
    Tem sempre alguém batendo palma para o “macaco” dançar
    Os homens que estão próximos são tão retardados quanto elas

    • Thiago Santos

      August 5, 2013 at 9:44 pm

      Fala Rodrigo,

      Pode ter certeza que esse é um grande motivo para continuar esse comportamento, ter alguém que bata palma e fique incentivando quem se comporta dessa maneira.
      Acredito que esse tipo de comportamento é mais influenciado pela cultura do que pelas revolta de jovens ou rebeldes sem causa. Existem ladettes com os seus 35, 40, 45 anos. Algumas delas bebem desde os 14, 16 anos. Ou seja, os mais velhos também não são santos nessa história.
      O alcool em geral é muito comum na sociedade, tanto para homens quanto para mulheres. Em alguns grupos, não beber acaba de excluindo e isso não é somente com jovens ou grupos dispersos, acontece muito no ambiente de trabalho. Socializar muitas vezes significa beber. E muitas vezes beber até cair.

      Esse é um assunto pra horas de conversa mesmo.

  10. Sofia

    August 8, 2013 at 1:25 pm

    Poucos aqui comentam, com o mesmo pesar, sobre os homens que fazem a mesma coisa. Não sou a favor de violência e comportamentos que ferem os outros, mas se uma garota quer beber até cair – e não atrapalha ninguém – o problema é dela. Acho horrível essa coisa de “ladette to lady”, parece aquela escola de princesa… Reflexo da sociedade machista, que quer enquadrar essa mulheres, “colocá-las no seu lugar”, sendo uma “dama”, uma “mulher de respeito”, aprendendo tarefas domésticas. Não sou a favor de que as mulheres façam coisas legalmente erradas que as “ladettes” fazem com sua “liberdade”, mas tampouco acho válida essa visão de que mulher “deve” ser princesa. Já passou da hora de sermos o que quisermos (princesa ou não). Além disso, não é culpa dessas mulheres se a violência sexual aumenta, é culpa dos homens e da falta de educação. Isso não tem discussão.

  11. Claudio

    August 9, 2013 at 11:52 pm

    Cada um sabe o que e’ melhor pra si… minha humilde opniao. =)

  12. Tiago Passos

    August 25, 2013 at 11:43 am

    Temos que ter cuidado com afirmações como essas: “em Manly, Bondi ou na city é comum ver mulheres largadas na calçada, vomitando ou simplesmente andando como zumbis. Isso acaba aumentando muito as chances de qualquer tipo de violência sexual contra a mulher”

    Isso transfere a culpa de um estupro para a mulher. Um estupro é sempre culpa do homem, mesmo que ela esteja desmaiada.

    • Jerry

      August 25, 2013 at 9:09 pm

      Tiago

      Geralmente não respondo este tipo de comentário, pois ele está falando sobre algo que não está dito aqui no blog, mas como é o terceiro comentário que você publica neste sentido, resolvi responder.

      Acho que você está querendo ver o que quer e isto é batsante perigoso. Entendo seu comentário, mas talvez você não esteja na Austrália ou não acompanhe o que se passa na media aqui, mas o próprio governo australiano possui campanhas pedindo que as mulheres tomem este tipo de cuidado para evitar que sejam vitimas deste crime. A preocupação do governo australiano não é achar culpados ou responsabilizar as mulheres por tal agressão, mas sim evitar que elas aconteçam.

      É como dizer para um turista que vai pro Rio para não sair contando dinheiro do caixa eletrônico às 10 da noite. Ninguém está dizendo que se ele fizer isso ele é culpado por este tipo de crime, a pessoa tem que ser muito estúpida para fazer esta associação. O que você está fazendo é orientando o turista para o bem dele.

      De acordo com o documento elaborado pelo Department Housing, Family and community da Austrália, a Comunidade desempenha um papel fundamental na prevenção primária da violência, em focalizar particulares sobre as atitudes dos jovens em relação à violência e comportamentos de risco, como consumo excessivo de álcool. Ajudar os jovens a entender melhor e desenvolver relações respeitosas terá impactos de longo prazo sobre o nível de violência contra as mulheres.

      Recomendo também que você leia o estudo feito pela UNSW, uma das mais respeitadas universidades do mundo, sobre o assunto que inclusive trata sobre campanhas a respeito feitas em Manly, bairro que mencionei em meu post.

      http://www.austdvclearinghouse.unsw.edu.au/Conference%20papers/Seek-soln/Meyers-Brittain,Jillian.pdf

  13. Gleyve

    July 3, 2014 at 8:01 pm

    Eu morei um ano em Sydney..e realmente o post faz muito sentido. Eu sempre comentei com meus amigos aqui do Brasil..
    Eu presenciei muita violência nas noites de Sydney, vi várias brigas, inclusive fui vítima em duas situações, mas nada muito grave. A diferença que observei é que lá eles saêm na porrada, brigam muito, mas nada mais grave acontece por que ele não tem armas.

  14. Thaís

    August 20, 2016 at 12:43 am

    Oi Jerry, tudo bem?
    Sei que o post é antigo, mas estou prestes a passar 1 ano em Melbourne e ando pesquisando muito sobre a Austrália, daí achei seu blog. Queria, por favor, que você me explicasse essa parte em que diz que a violência sexual contra mulheres não é incomum por aí! Fiquei preocupada, sempre achei que esse problema praticamente não existisse aí… enfim, se pudesse responder eu agradeceria muito!
    Boa noite pra você e parabéns pelo blog!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Curiosidades

Jerry Strazzeri no Youtube

Posts da Austrália




To Top