Connect with us

Brazil Australia – Estudar e Trabalhar na Austrália

A Austrália que Muda a Vida

Mudanças

Dicas

A Austrália que Muda a Vida

Semana passada passamos no aeroporto para pegar nossos melhores amigos do Brasil que vieram nos visitar. Ele é meu amigo desde os 12 anos de idade e quando decidi vir para a Austrália em 2006 acabei o convencendo de vir junto. Ele veio, mas acabou voltando para o Brasil 2 anos depois. Fez muita falta, tanto é que neste tempo em que ele está aqui novamente em férias tenho tentando convencer ele e a esposa a se mudarem de vez para cá. Condições eles tem. A possibilidade de aplicar para a residência também, mas as condições que o Brasil tem oferecido tem feito muita gente cada vez mais cauteloso a largar o país.

De fato, por coincidência, quando fomos pegá-los no aeroporto encontramos um outro casal de amigos brasileiros que estavam lá para pegar os pais que vinham no mesmo voo do meu amigo. Conversa vai, conversa vem, comentei que queria ver se meu amigo se convencia a ficar por aqui de vez depois desta viagem. Então, este amigo que estava no aeroporto comentou de um outro casal brasileiro de amigos (deles) com os quais eles foram viajar pelos EUA recentemente e que apesar de terem aplicado para a residência australiana e serem aprovados, decidiram ficar no Brasil mesmo. Como eles são muitos.

De fato a Austrália possui muitas qualidades e a maior delas sem dúvida é a qualidade de vida, mas por outro lado não foram poucos os brasileiros que vi chegando aqui como residentes e passando até 2 anos sem conseguir um emprego na área, ou pelo menos um emprego do nível que tinham no Brasil. Muitos voltaram, enquanto outros conseguiram depois de um bom tempo de persistência.

Contudo a vida de qualquer um que vem pra cá, seja como estudante ou como residente, sempre muda em algum aspecto. Se muda pra melhor ou para pior vai depender apenas de você e de suas influências aqui. No caso do meu amigo, ele comentou comigo ontem como o inglês fluente que ele adquiriu aqui ajudou e muito profissionalmente, principalmente com ele que trabalha em uma grande empresa de TI com clientes de todo mundo.

Para outros muda para pior. Há umas 3 semanas a mãe de uma amiga nossa aqui nos ligou do Brasil pedindo para dar uma força para a filha dela. Ela chegou aqui com 24 e decidiu curtir a vida aqui. Aproveitou bastante, foi em todas as festas, viajou o quanto pode, conseguiu um emprego em um restaurante atendendo clientes e levou a vida assim, do primeiro dia ao último. Agora, com quase 30 anos, está arrependida. Suas amigas no Brasil, que antes estavam ralando em empregos logo após terminarem a faculdade, hoje estão bem sucedidas, casadas e crescendo na vida. Ela sente que a vida parou. E agora? Voltar não quer, pois tem medo de começar do zero. Ficar aqui então fazendo o que? Trabalhando mais 5 anos no mesmo restaurante?

Tudo depende das escolhas que se faz aqui no começo. Meu amigo escolheu estudar e se especializar. Depois de trabalhar alguns meses como repositor do Woolworths percebeu que não tinha aberto mão de um emprego na área no Brasil para ficar o resto da vida repondo prateleiras de madrugada, não importa quão bem pagassem. Depois de muitas tentativas e alguma ajuda  conseguiu um emprego na área, no qual ficou até pouco antes de voltar para o Brasil. Já a menina quem mencionei fez outra escolha. Mais nova que meu amigo quando chegou aqui, preferiu curtir tudo o que a Austrália tinha pra oferecer, mas agora já está sentindo que a carruagem está virando abóbora… e daquelas bem grandes.

Não importa quais sejam suas escolhas aqui, se você ficar mais que um ano ou dois na Austrália certamente sua vida irá mudar. Hoje estava vendo o Facebook e as atualizações que apareciam de algumas pessoas que conheci por aqui. Algumas voltaram para o Brasil, outras ficaram por aqui. Do Ricardo e da Débora que se conheceram aqui, casaram e tiveram um filho no Brasil, do Márcio que conheceu uma menina aqui, começou a namorar e depois ela engravidou e decidiram voltar pro Brasil também. Do Lucas que chegou aqui com a esposa e infelizmente voltaram pro Brasil já separados, da Luana que chegou aqui sem saber pedir um hamburger no McDonalds e hoje da aulas de inglês. Do Renato que chegou aqui, perdeu dinheiro, foi traído pela namorada que viera junto com ele do Brasil, passou o maior sufoco e hoje é cidadão Australiano, casado com uma australiana e tem uma empresa de investimentos com vários funcionários. Da Panada que saiu de uma região não muito nobre da Tailândia, ralou como poucos, se formou enfermeira na Austrália e hoje é cidadã Australiana. Ela se casou com outro tailandês que conheceu no curso e hoje tem uma filhinha linda. Tem gente que foi preso, outros deportados, alguns conseguiram o emprego dos sonhos, outros conheceram o amor de suas vidas, alguns mudaram de carreira, outros enfrentaram a maior barra, uns perderam o pai, outros a mãe, alguns ambos enquanto estavam por aqui e alguns acabaram perdendo a própria vida. Muitos porém a ganharam, ao chegarem aqui e decidirem buscar experiências e mudanças positivas.

Como estes poderia contar a história de muitos, pelo menos uma centena deles. De gente que chegou aqui e teve a vida completamente transformada, para melhor ou para pior, de acordo com o caminho que cada um resolveu escolher.

Continue Reading
Advertisement
You may also like...
19 Comments

19 Comments

  1. Ypuã

    September 11, 2012 at 5:02 am

    Dae Jeremy…..eu to em Melbourne desde de fevereiro e soh agora recentemente tenho pensado em fica na Australia…seu post me ajudo muito….obg

  2. Tania

    September 11, 2012 at 6:46 am

    Obrigada Jerry, aos poucos meu medo de ir pra ai se torna obsoleto ante a vontade de conhecer, estudar nesse pais maravilhoso é triste ver o quanto as pessoas mudam ou então pensam que não vão se perder se perto da familia a gente se vigia constantemente imagine longe de tudo e todos. Obrigada pelo seu blog indico para meus amigos que estão pensando em estudar ai. Obrigado^^

  3. Nathalia

    September 12, 2012 at 12:44 pm

    Oi Jerry! Muito bom o texto. Muito honesto e realista. Ao que parece, a nossa vida tem tudo a ver com as escolhas que a gente faz, não é mesmo? Estando ou não na Austrália, acho que as pessoas tem que manter a cabeça no lugar sempre – ou se for pra dar uma fugidinha da realidade, que o passeio seja rápido!!! hehehe Estou indo morar em Sidney com meu namorado em novembro. Ficaremos pouco, de início, mas se gostarmos do lugar, pretendemos ficar mais um tempo e cursar uma pós. Porém, melhor não fazer planos muito definidos ainda, porque sabe-se lá o futuro que nos espera aí durante os próximos meses. Com calma e sempre, tudo dará certo. Obrigada pelos conselhos sempre tão úteis. See you.

  4. Aulus

    September 12, 2012 at 10:44 pm

    Parece que na maioria dos relatos que você nos mostra as pessoas que se dão mal são aquelas que perderam o foco. Seja porque resolveram curti a vida ou fizeram coisas erradas…

    Mas pra quem quer viver bem, respeitar as leis e costumes e trabalhar duro a Austrália é um local bom, certo?

  5. Pra. Fabiana (SP)

    September 14, 2012 at 9:48 am

    Não pude ficar na Austrália tanto quanto gostaria, mas amei tudo, tudo, tudo… claro que não existem lugares perfeitos, mas a Austrália passa bem perto O/ Aos que estão em dúvida se vão para lá ou não, eu digo… Go Ahead !!! Vcs realmente nunca mais serão os mesmos. God Bless.

  6. Rodrigo

    September 18, 2012 at 2:47 pm

    Eu acho o seguinte, tudo na vida sao escolhas. Talvez essa menina que resolver aproveitar a vida na australia como garçonete viveu muito mais coisas interessantes do que a amiga que ralou pra caramba em uma empresa no Brasil. Não dá pra falar que uma ou outra fez escolhas erradas. As duas tem experiencia de vida, cada uma de uma forma.

  7. Sergio

    September 20, 2012 at 10:11 am

    A Australia não fica longe demais de todo mundo? O custo de vida aí não é bastante alto? Não vale mais a penas imigrar para os Estados Unidos ou Canadá? A minha pergunta é: o que faz a Austrália valer a pena? É o povo? a cultura? a economia? Ou é só uma questão de paixão e encanto mesmo de quem vai pra lá?

  8. antonio arantes

    September 20, 2012 at 8:49 pm

    @Rodrigo, o problema é que o que mais se vê aqui na Austrália é brasileiro que vem pra cá, vive uma vida boa, porque aqui tem praias, segurança, etc e tal mas que rala de garçom, glass colector em pubs e baladas, em cafés, trabalham de cleaner, de pedreiro…e dão a entender para os amigos e parentes do Brasil que estão aqui trabalhando em escritorio com ar condicionado o dia inteiro…nao que esses trabalhos sejam desvalorizados (ainda mais aqui na Australia que pessoas com esses trabalhos sao bem recompensadas) mas duvido que alguem tenha o plano de vida de ser garçom pro resto da vida, de ser cleaner pro resto da vida, e por ai vai…a maioria dos Brazucas aqui sao jovens e sem objetivo…só querem saber de curtir, de balada, de festa e dão a entender aos amigos e parentes no Brasil que a vida aqui é 1000 maravilhas, que é só festa e diversão….cada um tem sua vida e faz o que quiser com ela…mas esse lifestyle pra mim não serve…pra mim isso é uma vida SEM objetivos….

  9. Rodrigo

    September 25, 2012 at 9:42 am

    @antonio arantes, isso que vc disse é uma coisa, mas o que eu quis dizer foi outra… O que vc comentou é que as pessoas vao para a Australia e mentem para seus parentes do Brasil ou de qualquer outra parte do mundo dizendo que esta fazendo uma coisa quando na realidade esta fazendo outra. O que eu disse é que se a pessoa resolveu curtir a vida, viajar, conhecer pessoas e pra isso ela precise trabalhar como garçon e pra ela isso é o bastante, quem somos nós pra julgar que ela esta perdendo tempo? Ela resolver “ser” alguém ao invés de “ter” alguma coisa. São escolhas. Tenho um amigo que trabalhava em uma multinacional aqui no Brasil (chão de fábrica) e foi pra Australia e é cozinheiro. Perguntei para ele qual a melhor coisa que a Australia deu pra ele e ele me disse que foi a profissão dele. Da mesma forma que minha irmã tb está na australia, ralou pra caramba em empregos não valorizados aqui no Brasil (eu nao considero sub-emprego) e conseguiu depois de alguns anos entrar pra trabalhar na área dela (no escritorio com ar condicionado). Agora eu lhe questiono, como julgar estes dois casos, quem é mais feliz na Australia? São caminhos que as pessoas escolhem… As vezes um texto pode dar uma impressão positiva pra uma pessoa e uma impressão negativa pra outra. Esse foi o intuito do meu primeiro comentário. NO WORRIES MATE!!! 😀

  10. Sergio

    September 27, 2012 at 7:11 pm

    Eu ainda continuo sem entender esse fascínio pela Austrália de muitos de vocês. Para que imigrar para um país longe de tudo (Não fica na Ásia, não fica na Europa, nem nas Américas), se há chances iguais nos EUA e Canadá, em nosso próprio continente? Qual o diferencial da Austrália? É apenas uma questão de gosto? É só porque lá se fala inglês também e brasileiro é fascinado por inglês, é isso? Será que estou sendo chato com minha pergunta? Bem, desculpem, só quero entender…

    • Artur

      May 24, 2013 at 11:03 am

      Longe de Tudo? A Austrália está em uma das zonas comerciais mais efervescentes e livres do mundo. A Zona de Comércio do Pacífico só vai perder para a futura área de livre comércio entre EUA-UE… Longe de tudo é o Brasil, provinciano e que novamente está frustrando as expectativas de todos.

  11. Frederico

    September 28, 2012 at 12:24 pm

    Muito legal o texto. Estou indo morar em Sydney.
    Vou viajar no dia 10/02/12. Vou estudar marketing e pretendo trabalhar em alguma agência global de publicidade.

    Inspirador o texto. Muito inspirador!

  12. Antonio Arantes

    September 30, 2012 at 2:24 pm

    Sergio
    A Austrália tem uma ótima qualidade de vida , é um pais seguro e organizado. Essas sao as vantagens
    Mas concordo com o que vc falou. A Adaptação se torna difícil pela distancia, fuso horário, por só ter rugby e cricket na TV …entre outras coisas
    Só morando aqui mesmo para saber….

  13. Sergio Avner

    October 5, 2012 at 5:03 pm

    Antonio, ‘brigado pelo feedback.

    Mas ih pessoal, acho que descobri o que a Austrália tem de bom: Hillsong, não paro de escutar. Se arranjar uma vaguinha de back vocal para cantar no grupo, me mudo amanhã! (rs).

  14. Gabriel Henrique

    October 9, 2012 at 4:56 am

    Parabéns pelo blog! Muito bacana! Esse post é real. Estou me preparando para ir pra Australia daqui um tempo, mas mesmo aqui no Brasil tenho certeza que as nossas escolhas não só refletem como irão construir nosso futuro. Continue postando, você não faz ideia de como seus posts são importantes para mim. Abraço

  15. Doug

    November 10, 2012 at 2:33 pm

    Parabéns, o texto é perfeito. Tenho a condição de PR na AU, tenho um imóvel na AU, etc…enfim, cheguei a realizar bastante coisas, mas se alguém me perguntar se realmente valeu a Pena vou dizer NAO. Nao tinha uma bola de cristal é verdade, mas o Brasil nesses últimos 10 anos foi o melhor lugar em todos os pontos, principalmente investimento. Um exemplo, conheci um pessoa que tinha um ótimo emprego na AU mas mesmo assim nao tinha condições de financiar um imóvel, voltou para o Brasil e tentou comprar um imóvel financiado e tbem foi negado porque nao tinha condições de provar que possuia um “emprego” ou rendimentos no Brasil ( afinal trabalhava na AU ). conclusão: se perdeu nos 2 países!…Aqui um “assalariados” entra no Bolsa Família e na Australia sem um bom sinal vc nao compra…e imagina o valor de uma casa media ( nao falando em Sydney, o Jerry sabe disso ) nao sai por 450k!…

  16. Luiz

    February 8, 2013 at 12:29 am

    Gostei muito do seu blog e tenho lido todos os artigos. A verdade que descobri depois de viver na australia como cidadao australiano por mais de seis anos. Enfim, gosto do seu modo de escrever e gosto da sua neutralidade nos topicos.

    Soh gostaria de apontar um aspecto. Muitos brasileiros vem aqui para trabalhar na “area”. E eu me pergunto. Que area? Voce ja trabalhou no brasil na sua “area”? Caso a resposta seja nao, entao vc nao tem area nenhuma.

    Moro em Perth e um dos fatores que eu mais admiro no australiano eh nao existir divisoes de classe. Aqui um pedreiro entra no mesmo restaurante que um medico, engenheiro etc. e pede o mesmo prato e dificilmente consigo separar quem eh quem.

    Para quem vem do Brasil essa tarefa ja nao eh tao dificil assim. Enfim, eu sou contador e trabalho na “area”. Fiz um mestrado na area e trabalho aqui. Soh que nao sei quanto a Sydney mas aqui devido a mineracao, eu contemplo diaramente a ideia de sair da area e trabalhar em qualquer coisa e “peao” pq ganharia mais que o dobro e nao teria metade do estresse.

    Gosto daqui pq todo mundo eh Gente independente da profissao, nao acho que ser night-filler seja menos digno do que ser engenheiro ou o que seja. Acho que justamente por esse tipo de mentalidade eh que o Brasil nao vai pra frente.

    • homero

      November 23, 2013 at 12:43 pm

      Luiz vc mora em perth e eu pretendo ir para perth vc teria face pra podermos conversar? Obrigado…….e jerry parabens acompanho seu blog a algum tempo e vc sempre postando novos topicos e ajudando sempre quem deseja ir para esse lugar maravilhoso parabens

  17. Amanda Soares

    March 26, 2013 at 12:11 pm

    É como eu sempre digo, tudo na vida é uma escolha.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Dicas

Jerry Strazzeri no Youtube

Posts da Austrália




To Top