Vocês se lembram da entrevista que eu fiz o ano passado com a Natasha Nogueira sobre Como trazer cachorro, gato e animais de estimação para Austrália? Então, eles chegaram!!!

A Natacha fez um relato maravilhoso e super detalhado para quem esta na luta para trazer seus bichinhos de estimação. Leia:

Como dito na entrevista anterior (novembro/2014), imigrar para Austrália exige muito planejamento, especialmente se você já tem família e animais de estimação.

O processo no ano passado para trazer animais do Brasil para Austrália era mais complexo, após dezembro 2014 o processo ficou um pouco mais fácil e menos estressante. Inclusive fiquem atentos, porque anualmente o Ministério da Agricultura emite novas regras.

Quando iniciei todo nosso processo, os animais deveriam inicialmente ir para um país autorizado (Chile, Argentina, USA, etc..) para coleta de amostra de sangue (sorologia para anticorpos contra a raiva – Rabies Neutralising Antibody Titre Test (RNATT), colocar microchip e vaciná-los contra a raiva, inclusive fomos para os USA fazer essa primeira etapa, como consta na entrevista do ano passado. Desde dezembro de 2014 essa primeira etapa pode ser feito do Brasil mesmo, e as empresas que fornecem esse tipo de serviço já estão cientes. É uma excelente notícia, porque além de menos oneroso é  também mais conveniente. Todo o restante do processo continua o mesmo.

pets australia4  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia4Sophie e Mel em Torquay, muito viajada essas cadelinhas!

Detalhes do processo – Trazendo Animais para Austrália:

– Etapa 1: Coleta amostra de amostra de sangue para RNATT com envio a um laboratório no país aprovado, “microchipagem” e vacina antirrábica (esse deve ser dado ANTES da primeira coleta da amostra de sangue).  O RNAT deve ser feito geralmente entre 180 dias a 24 meses antes da exportação para Austrália.

– Etapa 2: Se RNATT maior ou igual a 0,5 IU/ml, podemos então iniciar a segunda etapa. Que corresponde a um tempo de espera no Brasil de no mínimo 152 dias (+- 5 meses), já que depois os animais devem ficar em um país aprovado por pelo menos 4 semanas, totalizando 180 dias entre a coleta do RNAT Test e a chegada na Austrália (podendo estender até 24 meses se foi necessário adiar a ida para Austrália).

Nessa segunda etapa é apenas aguardar!

– Etapa 3: Apos pelo menos 152 dias da coleta do RNATT (maior ou igual 0,5 IU/ml), deve-se pagar o “Formulário de Permissão para importação” (Import Permit Application) que custou +- $174,00 dólares australianos POR DIA, POR ANIMAL!!! Geralmente devem ser pagos nessa etapa 10 dias. Se por algum motivo o animal precisar ficar mais tempo, você deverá pagar no final (antes de pegar os animais na quarentena na Austrália).

pets australia8  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia8

– Etapa 4: Preparar-se para ficar pelo menos 4 semanas (recomenda-se que fique mais tempo, de 45-50 dias) em um país aprovado com os animais. Eles podem ficar com os donos, na verdade é de responsabilidade do dono (se não for acordado previamente com a empresa de exportação).

Geralmente essa parte que citarei é de responsabilidade da empresa de exportação contratada. Nesse período será realizado novo RNATT, será vacinado novamente contra raiva (se não foi vacinado inicialmente no processo, antes do primeiro RNATT), outras vacinas serão checadas (pelo menos 14 dias antes da exportação para Austrália), tratamento para parasitas externos (pelo menos 21 dias antes da coleta de amostra para sorologia de Ehrlichia Canis), demais coletas de sorologias (apartir de 45 dias antes da importação: Brucella Canis, Leishmania infantum e Leptospira canicola) e tratamentos para parasitas internos (20 e 5 dias antes da exportação).

pets australia5  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia5

– Etapa 5: Pré exportação (geralmente de responsabilidade da empresa de exportação contratada). Será realizado um exame clínico 5 dias antes da exportação, aonde todos os exames previamente realizados devem ser apresentados durante a consulta (provavelmente a empresa já terá enviado para o veterinário, você só precisa levar o animal, se isso também não foi acertado previamente). A veterinária irá emitir um certificado de saúde veterinária (Completion Veterinary Health Certificate) e enviar provavelmente para a empresa contratada.

–  Etapa 6: O dia da viagem (também geralmente responsabilidade da empresa de exportação contratada). Você só precisa leva-lo até o local combinado e se despedir! Na verdade na minha opinião a parte mais difícil e preocupante.

– Etapa 7: Chegou na Austrália e vai diretamente para a quarentena governamental, durante esse período o dono não pode ter contato e nem ver o animal. Assim que o animal chega na Austrália e passa por uma consulta com veterinário, eles enviarão um e-mail dando detalhes das condições que o animal chegou (comeu, evacuou, está bem, etc…).

Clique aqui para ler as regras em Inglês

Experiência: “3 Brave Pets around the world”

pets australia1  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia1pets australia2  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia2pets australia3  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia3(Os 3 pets preparados para a viagem dos EUA).

Após essa explicação detalhada (e pra ser sincera um pouquinho a mais do que você realmente precisa saber, se for contratar uma empresa), irei falar da minha experiência.

Meu marido (como mencionado na ultima entrevista) foi para USA e ficou na casa de um primo com a Mel, Sophie e Pretinho. Voaram pela Delta (na cabine), que inclusive foi uma experiência sensacional, ficaram entre 45-50 dias e nesse período tiveram diversas consultas com veterinário. Foi administrado os medicamentos conforme recomendações do Ministério da Agricultura Australiana.

Eles iriam sair do aeroporto de Los Angeles (LAX) para Melbourne, e meu marido estava em Utah, então ele alugou um carro e foi com eles até Los Angeles. A Pet Relocation havia enviado um e-mail informando que os animais sairiam de avião de Utah para LAX e depois seguiriam a longa viagem para Melbourne (sem escalas), mas decidimos que queríamos minimizar o stress o máximo possível, então decidimos que seria melhor irem de carro conosco e chegando em Los Angeles entregaríamos para a Pet Relocation 12 horas antes do voo, e assim o fizemos!

pets australia7  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia7

Logo apos a decolagem me enviaram um login e senha para rastrear o voo. 1 hora após a aterrissagem em Melbourne eu liguei para a quarentena para ter informações, afinal estava preocupadíssima!!! A Mel era a perfeita candidata para não ter tido uma boa viagem (friorenta, braquicefálica e quase uma idosinha – 9 anos). A pessoa que me atendeu foi muitoooo simpática, educada e me explicou que eles estavam saindo do aeroporto, mas que depois que chegassem a quarentena ainda iriam passar por uma consulta com veterinário para saber como eles estavam e oferecer água, comida e etc… E que era para eu aguardar o e-mail com as tais informações em +- 2-3 horas, mas a preocupação era tanta que liguei pelo menos mais 2 vezes, e em todas as tentativas eles foram muito educados e pacientes. Enfatizou que iriam ligar apenas se algum problema.

“So if they didn’t call that’s a good sign!”

Quando fui ligar novamente (3 horas apos a chegada em Melbourne) recebi o e-mail com as informações de que eles estavam ótimos, segue o e-mail:

“Good afternoon,

Please be advised that your animals ‘Pretinho, Mel and Sophie’ arrived safely into quarantine this morning.mThey travelled well and are settling in. They are friendly, happy to have a pat, and are bright and alert.

The release date is Sunday 12th July collection between 9.30-10.30am.

Please bring your photo identification with you when collecting.

We will contact you if there are any issues or concerns with your animal or their documentation.

Thank you.”

pets australia11  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia11

Como eu conheço a Mel (“fussy eater”), no mesmo dia fui no mercado e comprei algumas guloseimas e comida em lata para evitar que ela (principalmente devido ao stress), Sophie e Pretinho ficassem sem comer.

Assim que cheguei na quarentena, me apresentei e falei que meus pets haviam acabado de chegar e que eu já tinha recebido o e-mail com update, mas que devido as circunstancias eu comprei algumas coisas que poderiam ajudá-los a se sentirem mais acolhidos e em “casa”. Quem me atendeu na quarentena em Spotswood foi uma mulher muitooooo simpática e atenciosa. Ela pacientemente me explicou que eles só poderiam oferecer algo diferente da ração com a autorização/pedido do veterinário.


(Vídeos que a Natasha achou que mostram como é o local)

Quando ela me disse que foi ela quem os pegou no aeroporto, e que eles estavam bem, eu comecei a ficar bem emocionada e ela logo percebeu, e prontamente disse: “Eu sei que esse momento é bem estressante, mas geralmente esse momento é mais estressante para os donos, do que realmente para eles (animais), então fica calma. Eles chegaram bem, já comeram, são bem carinhosos, amam um carinho (pat) e estão ótimos. Caso eles não comam, eu com a autorização do veterinário ofereço o que você comprou. E qualquer dúvida pode entrar em contato. Se qualquer novidade eu entro em contato.”

Saí mais aliviada e calma. Durante os 10 dias liguei inúmeras vezes e em todas as ligações eles foram bem atenciosos e detalhistas, inclusive me informavam até cor e consistência das fezes, o quanto comiam e etc.

No dia 12/07 as 09:30h da manhã finalmente fui pegá-los. Inclusive tentei filmar o reencontro e a atrapalhada aqui tirou foto ao invés de filmar =/

Percebi que quem me recebeu na recepção era a mesma mulher que havia me atendido no primeiro dia (a que pegou eles no aeroporto), ela parecia feliz em me ver e como sempre foi atenciosa e paciente. Fui pegar primeiro o Pretinho (o gato, que na verdade é branco…rs) estava em um prédio separado, ambiente fechado, devidamente aquecido, as jaulas são bem grandes, espaçosas e limpas, na onde estava o Pretinho tinha uma cama, água, ração, caixinha com sílica e parecia ser bem confortável.

As “meninas” (assim que chamamos as cadelas Sophie e Mel) estavam juntas em um outro prédio com várias outras jaulas para cachorros (1 jaula para cada cachorro, exceto para alguns casos em que 2 animais podem compartilhar a mesma jaula, no caso delas), era composto por 2 ambientes: uma área aberta (representando +- 85% do espaço: sem paredes, apenas a grade e coberto) e uma outra área fechada (representando +- 25% do espaço) ao qual elas tinham acesso através de uma portinha, era uma área fechada também devidamente  aquecida, com caminha perto de uma fonte de luz, com água e ração. Percebi que o local era bem limpo, e elas passeavam todos os dias (pelo menos 1 vez ao dia). Se algum animal precisar se exercitar mais, tal orientação deve ser informado.

Elas provavelmente não tinham tomado banho, mas estavam limpas e extremamente felizes, a recepção delas é algo único!!! Nos faz sentir a pessoa mais amada do mundo!!!

pets australia9  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia9

Enfim, tive uma experiência muito boa com todo o processo, só tenho a agradecer a Pet Relocation, foram maravilhosos, pacientes, cuidadosos, eficientes e atenciosos. Confesso que o preço deles é um pouco salgado quando comparado com outros orçamentos, mas não me arrependo por um segundo, valeu a pena cada centavo. Tudo correu maravilhosamente bem!!!

Fizemos tudo que estava ao nosso alcance em tornar essa experiência o mais agradável (ou menos desgastante) possível!!! Tudo que poderíamos fazer, fizemos! Desde a viajar juntos (ficarmos juntos nos USA por quase 2 meses) até ficar o ultimo minuto antes do voo para Austrália.

Sei que para alguns isso parece bobo ou exagero, mas tenho certeza que a maioria entenderá, afinal temos o mesmo objetivo em comum: Trazer nossos animais de estimação (para muitos filhos/filhas) para a Austrália.

pets australia10  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia10

Espero que não desistam!!! Vale a pena cada segundo, centavo e esforço.

O processo a primeira vista parece complexo e demorado, afinal fui bem detalhista (para quem realmente faz questão de saber cada detalhe!!!), mas a forma mais prática de fazer isso é contratando uma empresa para que ela faça tudo! A sua única preocupação teoricamente seria acertar os detalhes e pagar.

A empresa que contratei fazia de tudo, desde a primeira coleta até depois do embarque para Austrália, o que manda é o seu bolso.

No meu caso não estavam inclusos a viagem Brasil-USA, quarentena USA e papelada Brasil-USA, porem todas as documentação/exames/remédios/vacinas estavam. Eu e meu marido preferimos ficar com eles, não teríamos coragem de ficar longe deles por mais de 40 dias (no nosso caso quase 2 meses), então escolhemos o que seria menos traumático para eles/nós.

pets australia6  Trazendo seu Cachorro, Gato ou Papagaio pra Austrália II pets australia6

Então o único momento que eles ficaram longe foi a viagem Los Angeles – Melbourne e quarentena na Austrália. Mas há quem esteja fazendo o processo sozinho, sem empresa alguma. É sim uma possibilidade, só enfatizo que sejam meticulosos e corretos/honestos, não tentem o “jeitinho brasileiro” em falsificar documentos ou pegarem um “atalho” que não esteja especificadamente descrito no site do Ministério da Agricultura Australiana.

Os meus “babies” chegaram bem, estão ótimos, felizes, saudáveis e se sentindo em casa!!! Já estão dormindo todos amontoados.

A Mel (Shih tzu, fêmea e 9 anos) continua preguiçosa, dorminhoca (igual eu…rs) mas também ama latir para outros cachorros na rua (provavelmente crise de identidade);

A Sophie (Shih Tzu, fêmea e 2 anos e meio) brincalhona, segue a Mel para TODO canto e a maior diversão dela é encher o saco da Mel até a Mel ceder e parar de dormir para brincar;
O Pretinho (Gato SRD, macho e 4 anos) é o dono da casa (como todo gato),  ama brincar com água, comer grama, dormir na pia do banheiro, olha para as meninas como seres que ele simplesmente não consegue entender, mas que a noite ama dormir juntinho (de preferencia em cima da Mel).

Então tudo continua do mesmo jeitinho, com muito amor, brincadeira e felizes na Austrália!!!

“Cada sonho que você deixa para trás, é um pedaço do seu futuro que deixa de existir!” Steve Jobs

***

Mais uma vez, muito Obrigada Natasha, pela grande contribuição para o Blog!

Solicite Orçamento 160×160

32 COMMENTS

  1. Estou emocionada com tudo que mencionou Natasha, acompanhei desde o início esta linda história que graças a Deus e a responsabilidade de vocês em fazer tudo correto e da melhor forma possível, deu tudo certo. E o mais incrível, é que temos duas cadelas a LUNA (de 4 anos) e a Ghessy de (2 anos) e uma gata (a Mirela, conhecida por Mimi), os temperamentos delas (filhotas cadelas) são super parecidos com as suas pets pelo que mencionou no texto. Nós estávamos ansiosos para que postasse o fim desta aventura, pois estamos nos espelhando em sua experiência para seguir a nossa viagem (sem data marcada ainda, mas que é uma preocupação há bastante tempo). Estou imensamente feliz, quero desejar muita felicidade a vocês na terra do Canguru e até um dia, esperamos poder conhece-los.
    PS: Minha gatinha é idêntica ao Pretinho nesta foto, mostrei a meu marido e ele disse: oh, é Mimi na foto, rsrsrs

    Um forte abraço, Luz, Paz e Amor na vida de vocês.
    Gratos por compartilhar sua experiência. Gratos também ao blog BrazilAustralia que sempre nos presenteia com conteúdo de alta qualidade.


    Gabriela R. Brandão

  2. Olá.muito boa a matéria,tb quero úmida trazer os meus filhotes para cá, uma dúvida…. Qual a média do valor por cachorro, tipo tenho 3 qto mais ou menos irei gastar…
    Obrigado.

  3. Legal essa matéria! Eu trouxe minha vira latinha para a Austrália 6 anos atrás comigo. Ela morreu mês passado. O processo foi o mesmo que você citou aqui

  4. Interessante a materia, so que no meu caso, tenho uma tartaruga, entao seria mais complicado, pq ela precisa ficar na agua e tal…e o voo eh longo… ainda nao sei como vai ser! rs

  5. Hello, Jerry & Michelle!

    Gostamos muito do post e nos aliviou um pouco quanto a essa questão, pois ainda tínhamos informações bem desatualizadas sobre esse processo todo.
    Também temos uma MEL que queremos levar junto para a Austrália, porém, ficou uma pequena dúvida… se caso, depois de todo esse processo, depois dela já estar lá conosco, quisermos trazê-la junto para o Brasil quando viermos visitar a família e etc, como funciona? Ela passa a ter essa liberdade? Poderá nos acompanhar nas próximas viagens sem complicações?

    Muito obrigado e parabéns pelo blog!

  6. Olá,
    Adorei o post e ele está me ajudando muito!
    Estou começando a organizar minha vida para levar o meu cachorrinho para a Australia, fiz algumas pesquisas e para fazer o exame de raiva preciso de um laboratório do OIE, porém não consigo encontrar de jeito nenhum! Vocês sabem de algum laboratório que possa me ajudar?
    O cachorrinho precisa ser micro-chipado antes da coleta de sangue? Esse micro-chip pode ser colocado no Brasil?
    Eu tenho outra dúvida (hahahah) o cachorro precisa ser castrado?
    São muitas dúvidas porque nao quero desistir de ir para a Australia, mas não posso deixar meu cachorrinho aqui!
    Muito obrigada!

    • Oi pode me passar seu e-mail? Estou iniciando meu processo pra embarcar meus cães, e posso te ajudar.

      • Oi Danielle! Tudo bem?
        Tenho pesquisado de tempos em tempos, para ver se alguma regra muda, pois minha cachorra Pity já está com 11 anos, e ceguinha (cocker), então quanto menos tempo ela puder ficar longe de nós, melhor!
        Se você puder, compartilha estas informações comigo também?

        Muito obrigada!! 🙂

      • Oi Danielle, poderia me ajudar com tais informações também? Estou procurando uma empresa que faça esse processo pelo Brasil, mas não consigo encontrar. =)

        Obrigada!

      • Oi Danielle, podemos conversar? Estou levando meus 2 Jacks conosco, mas precisamos só de alguns detalhes a mais…pode me mandar um email? Ou Skype? Ou whatsup? rs… Seguem meus dados! Desde já agradeço muito! Só quem está no mesmo barco sabe que deixar nossos peludos p/ trás não é uma opção. Beijinhos.
        Skype: ferraz.joana

      • Oi Daniele vou te passar meu email e gostaria de dividir com vc minhas descobertas deste processo… tenho um casal de Yorkshire e vamos para a Nova Zelândia em janeiro… tenho tambem dois filhos de 4 e 8 anos super apegados com os animais… nossos filhos peludos!

      • Olá!!!
        Danielle, será que você pode me enviar um email com as informações também?
        Quero levar minha cachorra, é uma Border Collie e estou preocupada com isso. rsrs
        meu email é flavia_co@hotmail.com
        Obrigadaaa!! 🙂

    • Estou com o mesmo problema Maria Júlia. Já coloquei o micro chip no meu gatinho mas não acho o laboratório para fazer o teste da raiva. Parece que só tem fora do Brasil.
      Alguém sabe se tem como fazer o teste no Brasil? Caso não seja possível, conhecem algum lugar que colete e mande para um laboratório autorizado?
      Obrigado

  7. Li a matéria e achei ótima , estou também para ir para a Austrália e tenho ainda algumas dúvidas , preciso muito de ajuda , se puderem me enviar um e-mail para conversarmos melhor , pois entrei no site da agricultura da Austrália e fiquei confusa , tentei falar com a Pet relocation mas também não consegui entender se eles podem me ajudar desde a ida do Brasil até um país permitido no caso pensei em Portugal , enfim estou ficando em pânico cada vez que tento pegar alguma informação e as dúvidas acumulam . Desde já agradeço

    • Calma, não entre me pânico, todos nós que estamos no mesmo barco, sabemos o quão burocrático e caro é esse processo, mas pesquisa com calma, e vamos trocando figurinhas, pois podemos nos ajudar. Eu já pesquisei muito sobre isso. A PET Relocation pode sim te assessorar do Brasil X USA X AU. Só que na minha opinião o trajeto Brasil x USA, não é complicado, dá p/ vc fazer sozinha. Portugal tbém é tranquilo. Aliás, p/ todos os países que aceitam o transporte direto do Brasil, é tranquilo de levar, tem todos os documentos que sao exigidos, mas são simples, e não compensa pagar rios de dinheiro, já que o custo lá na frente p/ AU será bem alto. Qualquer coisa, me manda um email e conversamos.
      Bjs.

  8. Nossa, fiquei super aliviada ao ler a matéria! Vocês sabem dizer se esse processo também funciona para a Noza Zelandia?

    • Jennifer, creio que sim, a principio estamos querendo partir p/ NZ, e as regras são praticamente as mesmas, já fiz contato com uma agencia especializada p/ isso. a JetPets, me parecem ótimos, eles tem tanto na AU como na NZ, e senti confiança neles. Assim que eles me responderem eu posso passar as informações.
      Me mande um e-mail e falamos melhor, ferraz.joana@live.com
      Bjs.

  9. Sensacional essa reportagem. Li e re-li várias vezes.
    É impressionante como as próprias empresas que trabalham com isso não sabem que as regras mudaram. Como confiar neles para fazer acontecer?
    Eu e meu marido estamos fechando os cursos para ir para Nova Zelandia e eu não sei o que fazer, pois para todos os lugares oficiais que eu envio dúvidas não há retorno. O que pensei em fazer foi, ir para a Argentina para ficar os 45 dias lá (para baixar os custos), de lá para a Austrália e depois dos 10 dias quando ela for liberada voar com ela para a Nova Zelândia, será que esse trâmite é legal?
    Se alguém souber, me ajudem com um norte! 🙂

  10. Boa noite, tenho um enorme interesse de levar minha gatinha também e como ela é idosa,muito apegada e assustada, estou a procura de alguma empresa muito atenciosa e fiquei satisfeita com o seu relato, pois estou muito preocupada. Ela já é castrada, ja apresenta chip e ja tem carteirinha de vacinação atualizada. Minha dúvida é o nome da empresa e o valores em média que gastaria com isso para eu me organizar e começar a fazer os contatos. Pensei dela ficar em Miami, em casa de parentes enquanto espera, não sei se de lá também é legalmente permitido a ida para Austrália… Muito obrigada.

  11. Achei ótimo o post, como eu ja venho pesquisando a muito tempo, já tinha lid o post anterior.
    Sim, as mudanças que houveram facilitou em alguns aspectos, mas ainda continua caro e burocrático levar nossos peludos conosco.
    Muitos me desanimam, e dizem que eu devo deixa-los, mas apesar disso não ser uma opcão p/ mim, penso como esses pelourinhos sofrem com a nossa separação, alguns entram em depressão, e outros chegam até a não sobreviver. Não estou querendo dramatizar, mas já pesquisei muito sobre isso, e li sobre casos verídicos.
    Enfim, nossa idéia principal era AU, mas mudamos de destino, e vamos em Janeiro p/ NZ, pelo que tenho visto até agora, as regras são as mesmas. Entrei em contato com uma agencia credenciada pela IPATA (International Pet and Animal Transportation Association), e estou aguardando um retorno deles. Essa agencia é direto da AU, e tem na NZ tbém, não sei nada a respeito de valores (ainda), mas assim que eles me passarem um orçamento, e todas as infos desse trâmite, posso transmitir à vcs.
    Acho que todo trabalho e custo vale muito a pena de te-los por perto, o amor desses bichinhos por nós não se paga.
    BJs.

  12. Alguém poderia me dar a informação sobre o chip que precisamos colocar nos pets. Tem alguma restrição, por ser internacional p/ os países conseguirem fazer a “leitura”, tem q ser de alguma marca específica?

  13. Que linda história! Fiquei emocionada.
    Nossos cachorros são muito queridos, não é?
    Fazemos tudo para eles ficarem felizes e confortáveis.
    Parabéns a vocês pelo carinho com eles.
    Sejam muito felizes sempre!
    joturquezza

  14. Michelle obrigada por compartilhar conosco sua experiência!
    Eu e meu marido estamos pensando em irmos para a Nova Zelandia! Um amigo do meu marido fez uma proposta de trabalho, mas temos dois malteses e não iria sem eles por nada!
    Só que a cada matéria que leio me desanimo e desespero mais! Em alguns locais dissem que temos que ficar com eles 6 meses em algum país habilitado e em outros 45 dias! Se for 45 dias nossa ida será viável caso contrário não!
    Você sabe me dizer certinho? Não sei nem por onde começar minha buscar! Em todos os locais que ligo para obter informações, ninguém sabe nada ????
    Pensamos no Chile ou Argentina…
    Você teria facebook ou WhatsApp para nos comunicarmos mais facilmente?
    Agradeço demais sua atenção e desculpo-me pelo incomodo
    Beijos no coração

  15. Olá! Vocês sabem informar qual a empresa que ela contratou? Eu moro no Rio de Janeiro, tenho duas gatinhas e gostaria de saber onde eu poderia iniciar o processo para levá-las para Austrália. Obrigada!

  16. Bom dia,
    MM Cargo Logistics.
    Somos uma empresa brasileira, especializada no transporte de Pets do Brasil para a Austrália e Nova Zelândia, com parcerias bem estabelecidas, nos Estados Unidos e Chile (locais de quarentena).
    Certamente podemos auxilia-los no que for necessário.
    Consulte-nos:
    Marcos Zamai
    Mzamai@mmcargologistics.com.br
    WhatsApp: +55 11 95062-5745

LEAVE A REPLY