Australia Sinal

Muita gente me pergunta sobre como é a vida na Austrália. De fato a vida na Austrália varia de acordo com uma série de fatores, entre eles seu visto, condições financeiras, cidade escolhida, nível de inglês, formação, experiência profissional, determinação, entre outros fatores. Ou seja, a vida em Sydney, Melbourne, Brisbane, Gold Coast ou qualquer outra cidade Australiana pode tanto ser excelente como pode ser no mínimo decepcionante, dependendo da combinação destes fatores.

Outro ponto que vale a pena ser mencionado é que a vida aqui pode ser ruim por um tempo até ficar boa ou vice-versa. É a velha história da formiga e da cigarra. Tem gente que chega aqui, curte, passa a semana indo para as baladas, trabalhando um pouco aqui e ali, mal estudando inglês e fica nesta vida por 6 meses, 1 ano, até vários anos em alguns casos, curtindo a vida, até a hora em que toda esta tranquilidade cobra um preço. Como o oposto também é verdadeiro. Tem gente que chega aqui num visto de estudante, sem falar inglês, trabalha o dia inteiro, estuda bastante, se esforça, passa humilhação, pensa que vai morrer, pensa 10 vezes em desistir e 4 anos depois está com a residência, formado em uma faculdade australiana e ganhando um excelente salário.

Como é a Vida e o Dia a Dia na Austrália

Screen Shot 2014-05-26 at 2.00.32 pm  Preparando-se Para a Austrália Screen Shot 2014 05 26 at 2

Muitas pessoas quando pensam na Austrália tem uma certa ilusão de que aqui é a Disney World. Não é. E dependendo de suas condições e propósitos sua vida aqui pode ser por um tempo pior do que a vida que você tinha no Brasil. Isso por que se você vier determinado a estudar, se dedicar, trabalhar e somando-se a isso tiver pouco dinheiro, certamente irá morar em um bairro “mais em conta”, vai levar uma vida mais sacrificada e tudo isso em um lugar onde você terá que aprender até a falar.

Por isso, para que sua vida na Austrália seja a melhor possível é preciso primeiro baixar bastante as suas expectativas e traze-las para realidade antes de chegar aqui. Mesmo por que muito do que se pensa sobre a vida na Austrália quando ainda se está no Brasil não condiz com a realidade de qualquer lugar no planeta, a não ser que você chegue como residente permanente, seja multi milionário, tenha crescido em um país de língua inglesa (e consequentemente tenha um inglês quase perfeito), não precise trabalhar e procurar emprego e viva o resto da vida da mesada dos pais. Contudo, se este não for o seu caso, apesar de todas as maravilhas que a Austrália oferece, você irá encontrar algumas dificuldades. Muitas delas podem ser evitadas, enquanto outras não.

Criando as Expectativas Corretas

Você vê as fotos que seu amigo publica diariamente no Facebook e pensa: Caramba! O Jaime ia super mal profissionalmente aqui, agora está se dando super bem na Austrália, morando perto da praia, indo surfar toda semana, comprou um carro e está indo esquiar no inverno. A vida na Austrália é uma maravilha, vou pra lá. Porém o problema não é o que o Jaime mostra, mas sim o que ele esconde. Ele não mostra que mora num lugar apertado com outros 8 estudantes, ele não mostra que passa o dia carregando tijolo na obra e não mostra que não aguenta mais ir para um curso que não lhe serve pra nada apenas para manter o visto no país.

Messy-dorm-at-the-Nunnery-by-Mace-Ojala  Preparando-se Para a Austrália Messy dorm at the Nunnery by Mace Ojala

Muitos estudantes aqui moram em shared accommodations onde eles dividem um quarto com até 3 outros estudantes. Existem acomodações boas e ruins, mas acreditem, já vi algumas em condições piores do que esta da foto.

Mas ai você me fala: Não se preocupe Jerry, eu não tenho nada a ver com o Jaime, eu ou um profissional de TI com 10 anos de experiência em grandes empresas, a vida pra mim será bem melhor do que para o Jaime. Talvez seja, mas entenda que você está vindo para outro mercado, outra cultura, outros profissionais e provavelmente inglês não é seu primeiro idioma e por mais que isso possa não parecer fazer diferença faz uma diferença absurda, pois seu poder de articulação e influência cai absurdamente até você dominar perfeitamente o idioma, o que em alguns casos pode levar muitos anos ou nunca acontecer.

Desta forma, é preciso colocar os pés no chão e tirar a cabeça das nuvens e estar preparado. Se você for um profissional qualificado e estiver vindo para a Austrália com um visto de residência, estar preparado muitas vezes para ficar até 6 meses para conseguir o primeiro emprego, preparado para pagar um aluguel de $2300 dólares por mês para um studio sem garagem perto da city, preparado para pagar caro para comer mal, preparado para o choque cultural inicial que se tem no país e preparado para diversas situações e circunstâncias que você só sabe depois de vir pra cá com a intenção de ficar. E digo isso, pois vir de férias ou para curtir enquanto estuda inglês é completamente diferente de vir pra cá com o objetivo de se estabilizar efetivamente.

Se você for estudante, precisa vir preparado psicologicamente para fazer trabalhos que você jamais considerou no Brasil e que não são nem um pouco fáceis, como garçom, lavador de carros, entregador de pizza e faxineiro. Parece fácil, mas não é. Imagine-se tomando uma bronca do seu chefe por que não limpou o chão direito. Tem gente que na primeira já arruma as malas e volta pro Brasil. Tem que estar preparado para viver longe de casa, sem sua mãe para fazer seu almoço ou lavar suas roupas, muitas vezes morar em uma casa onde a preocupação com a higiene não é a mesma com a qual você cresceu ou então ter que dividir um quarto com outras pessoas. Nada disso é fácil.

Mas A Austrália é Boa ou Ruim?

Screen Shot 2014-05-26 at 2.41.06 pm  Preparando-se Para a Austrália Screen Shot 2014 05 26 at 2

A Austrália é um excelente lugar para se viver, mas pode ser que ela seja ruim até que fique boa. Vou dar um exemplo. Tenho um casal de amigos que chegou aqui há mais de 6 anos Ele trabalhava em TI no Brasil e ela com Eventos. Ambos vieram como estudantes. Curtiram os primeiros meses, foram a escola, tiraram fotos em frente ao Ópera House, foram viajar, conheceram as praias, fizeram amigos e 3 meses depois pensaram: Ferrou, se não arrumarmos um emprego logo vamos ser colocados na rua. Foram morar em um bairro mais “em conta”, ele arrumou um emprego de cleaner de escritórios e ela ficou mais um tempo procurando até conseguir como garçonete. Começaram a ver que precisavam juntar dinheiro para renovar o visto e continuarem no país. Desta forma ele arrumou mais um emprego e só um passaria a estudar.

Ele se matriculou um curso que não lhe servia pra nada para ter tempo de trabalhar. Começava o trabalho às 7 da noite e terminava às 5 da manhã. Depois saia direto do trabalho para a escola, pois entrava as 9 e não compensava ir até sua casa em Bankstown pra depois voltar pra city. Ficava das 6 da manhã até às 9 sem fazer absolutamente nada até a aula começar. Chegava em casa, almoçava e ia dormir para 6 horas depois começar tudo de novo.

A diferença é que eles tinham um plano. Iriam juntar dinheiro para ele fazer um mestrado em TI e depois aplicarem para a residência. Juntaram o dinheiro, ele fez o mestrado e continuou trabalhando (agora em outro emprego) e continuaram se dedicando com afinco até a conclusão do mestrado. Terminou o mestrado, aplicou para a residência que saiu em cerca de 9 meses. Arrumou um excelente emprego na área, se mudaram para Bondi, trocaram de carro e hoje a Austrália é o melhor lugar do mundo pra eles, mas não quer dizer que foi assim sempre. Mesmo hoje, tendo uma excelente qualidade de vida, ainda há dificuldades, diferentes, talvez menores, mas ainda assim dificuldades.

Assim como eles conheço dezenas de outros brasileiros que estão aqui se matando de estudar e trabalhar até que a Austrália também fique melhor para eles.

Mas Não Tem Quem se Dê Bem?

perth_cottlesloe__beach  Preparando-se Para a Austrália perth cottlesloe  beach

Sim, para algumas pessoas a vida é naturalmente mais fácil. Tem gente que chega aqui já como residente, em 2, 3 meses consegue um bom emprego na área e se estabiliza aqui rapidamente. Mas mesmo estes acabam enfrentando os mesmos problemas que os Australianos enfrentam aqui. Alto custo de vida, alto valor dos imóveis, etc. Hoje estava vendo que um apartamento de 1 dormitório com 2 banheiros e 1 garagem na city próximo ao Hyde park estava custando $1.35 milhões de dólares. Tem gente que me escreve falando que vai vir pra cá e queria alugar um apartamento legal em Bondi Beach. Excelente, mas esteja preparado a desembolsar até $4000,00 dólares por mês para morar em um bom apartamento de um dormitório na praia de Bondi. O transporte público aqui chega a custar $70 dólares por semana. Outro dia eu fui e voltei de ferry pra city e gastei $14,00 dólares, um absurdo de caro.

Tem também a questão que muitas famílias no Brasil estão acostumadas a ter empregada. Aqui só pessoas muito ricas tem empregada e mesmo assim eu nunca vi ninguém ter empregada no modelo praticado no Brasil. As pessoas que conheço que tem empregada tem apenas uma pessoa que vai à casa deles uma vez por semana, cobra $150,00 dólares, passa um aspirador, um pano úmido no chão, um pano nos móveis, coloca as roupas na máquina de lavar e vai embora. Tem mulheres que chegam aqui e tem uma grande dificuldade de se adaptar a esta vida.

Por que Estou Dizendo Isso

Shark-Attacks-Peeing-Man  Preparando-se Para a Austrália Shark Attacks Peeing Man

Para você não ser pego de surpresa

Estou dizendo isso para ajudar a quem vem pra cá a não se decepcionar. Sim, existe este choque inicial. Tem gente que conheci que literalmente chegou num dia e voltou pro Brasil no dia seguinte por não estar preparado a lidar com este choque. Tem gente que fica aqui 1 ano, 2, depois mesmo querendo ficar aqui pra sempre não aguenta e vai embora, pois não aguenta. É normal, mas se você baixar suas expectativas, tudo aqui vai naturalmente acabar sendo bom.

Quando eu cheguei aqui em 2006 decidi que queria ficar aqui pra sempre. Desta forma trabalhei neste sentido. Tive empregos que adorei, como tive empregos que não gostei, mas segurei firme, pois estava no visto de trabalho. Tive épocas boas e épocas não tão boas, mas entendi que as épocas não tão boas são uma parte natural da vida de qualquer um. Contudo eu nunca quis voltar pro Brasil, nem mesmo nos momentos mais difíceis e consegui isso por que tinha traçado o objetivo de ficar. Mesmo nos momentos difíceis sentia uma palavra de Deus que me motivava a continuar, ia a igreja e as pregações muitas vezes davam um novo ânimo e também nunca esperei demais então acabei nunca me decepcionando demais também.

Olhando para estes 8 anos que se passaram vejo todas as épocas como boas e importantes, pois sempre procurava algo para me alegrar em todas elas e isso é um fator importante. Nunca se pressione ao ponto que fique insuportável. Se você trabalha o dia inteiro, procure morar em um lugar legal para você ter um tempo bom quando chegar em casa; se seu trabalho fica do outro lado do mundo, compre uma moto para facilitar o seu transporte; se você rala a semana inteira, tire os finais de semana para descansar e curtir, gaste um pouco com você,, ou seja nunca trabalhe sua vida aqui no limite, sempre tenha algo bom para compensar os momentos de dificuldade.

Tem gente que vem pra cá, trabalha num emprego que odeia, mora em um lugar que não gosta, estuda e trabalha a semana inteira e as vezes até durante os finais de semana. Depois de um tempo não tem quem aguente.

Por outro lado tem também aqueles que vivem aqui de férias. Trabalham, mas não procuram evoluir, estudando, mas nunca é nada substancial e vão vivendo esta eterna pseudo-férias aqui sem conseguir ficar aqui e sem acumular nada de bom para levarem quando forem embora. Conheço brasileiro que está aqui há 7 anos e mal fala inglês.

Como Viver o Melhor da Austrália

Screen Shot 2014-07-25 at 7.11.04 pm  Preparando-se Para a Austrália Screen Shot 2014 07 25 at 7

Viver o melhor da Austrália não depende apenas de dinheiro, depende de planejamento e estratégias. Existe um frase em inglês que diz “You only live by design or by default”, ou seja, em uma tradução significativa, ou você planeja como será sua vida ou as circunstâncias irão definir. Desta forma, pra você aproveitar o melhor da Austrália:

  • Invista seu tempo em algo substancial. Seja estudo ou trabalho. Você nunca pode acumular o tempo, apenas investi-lo, invista seu tempo em algo que lhe será útil
  • Não fique de Mimimi. Muita gente fica reclamando de tudo. Reclamar não leva a nada.
  • Não dependa de alguém – Tem gente que não pode ver um muro que se encosta. No Brasil o cara tinha o pai, a mãe ou qualquer outra pessoa no qual ele se apoiava. Estas pessoas aqui geralmente arrumam alguém pra se apoiar. Não faça isso, aprenda a andar pelas próprias pernas e assuma os riscos.
  • Não procure culpados – A primeira reação de quem não sabe perder é procurar culpados para seus fracassos. Tem gente que chega aqui com 200 dólares no bolso e em 4 anos já se formou e virou residente, como tem gente que chega cheio de suporte e nunca alcança nada. Não fique procurando culpados para seus fracassos ou dificuldades, assuma a responsabilidade por sua vida.
  • Procure apoio emocional – A igreja nos foi muito importante aqui, pois além da comunidade que está sempre nos motivando, as palavras positivas e de ânimo que recebíamos na igreja sempre nos ajudaram a prosseguir.
  • Seja honesto e íntegro – A primeira reação de quem já está no fundo do poço é tentar se afundar ainda mais. Warren Buffet disse que ao chegar ao fundo do poço o mais importante é parar de cavar. Algumas pessoas passam muitas dificuldades aqui e acabam se envolvendo em atividades que parecem lhe garantir um dinheiro fácil. Realmente pode ser bastante tentador em uma hora de dificuldade, mas saiba que jamais irá lhe ajudar e tudo pode ficar MUITO pior do que já está.
  • Faça Planos – A diferença de um plano de um sonho é que um plano tem data para acontecer. Planeje sua vida, coloque alvos e datas para atingi-los
  • Pague o Preço – Viver o melhor da Austrália tem um preço, muitas vezes bastante alto, mas proporcionalmente compensador. Esteja disposto a pagar este preço.

The best is yet to come!

Solicite Orçamento 160×160
SHARE
Previous articleComo Reconhecer Sua Profissão para Residência na Austrália
Next articleComo Montar uma Empresa na Austrália
Jerry Strazzeri
Jerry Strazzeri vive na Austrália com sua esposa desde 2006. Trabalha como Analista Digital na Austrália já tendo trabalhado em empresas no Brasil e Estados Unidos. Cidadão Australiano, junto com seu trabalho está concluindo uma graduação em Leadership. Junto com sua esposa Michelle, foi responsável por diversos sites na área de educação e TI e criaram o Brazil Austrália em 2006 para ajudar aqueles que estavam imigrando ou vindo estudar na Austrália. "Mas eu e a minha família serviremos ao Senhor" ~ Josué 24:15 Veja meu outro blog - Siga-me no Quora

18 COMMENTS

  1. Ótimo post Jerry, acho que essa sua colocação não se aplica somente a Austrália, mas ao Brasil também, pois levando em conta o salário do brasileiro e custo de moradia, transporte e comida, se você dormi no ponto, já era. Sem sacrifício não há vitória. Já tenho em mente que vou pra aí. Já estou me planejando para que isso aconteça.

  2. Parabéns pela matéria! Precisava ler isso!
    Já fui para a Australia, fiquei 1 mês passeando e me apaixonei. É bom ler um depoimento real, da vida real… já que penso em mudar praí.
    Parabéns pelo site.

  3. Olá Jerry, Primeiramente Parabéns pela sua determinação. Um belo texto. Estou indo para Gold Coast em janeiro/15 e já tinha mesmo essa ideia de que nem tudo são flores. Sei que terei que estudar bastante e trabalhar bastante, assim como aproveitar bastante :D….

    Obrigado e continuo acompanhando seu site.

  4. Olá, você fala sobre coisas realmente de extrema necessidade para quem quer ter a vivencia na Austrália, seja por um pequeno período de tempo ou por toda a vida.

    Gostaria de pedir para falar um pouco sobre algumas coisas que as pessoas que estão com vontade de ir para Austrália e querem economizar ai quando chegar, algumas dicas do tipo: comidas baratas, transporte publico se compensa ou não, se compensa comprar moto, se os gastos com carros e motos são muito caros, se é complicado abrir conta em banco, se é fácil tirar habilitação,esse tipo de coisas.

    Vou continuar lendo todas as matérias, sou de TI e estou com planos para outubro do ano que vem estar indo.

    Um grande abraço!

  5. Jerry, parabéns pelo site, vocês estão me ajudando muito antes do embarque. Viajo no dia 13 de agosto para Sydney e tenho uma dúvida, faço parte da igreja batista aqui no Brasil e gostaria de conhecer a Hillsong Church em Sydney, já sou fã das musicas e gostaria de no meu tempo livre buscar apoio emocional lá. Pode me informar os horários dos cultos? Obrigada

  6. É a primeira vez que escrevo aqui no site.

    Sempre leio os posts do site e como sempre, você consegue informar/encorajar as pessoas que gostariam de
    ir para a Austrália, mas deixando-nos com os pés no chão!

    Geralmente, o que nós dizem é que, na Austrália é tudo lindo e maravilhoso e eu sempre desconfiei desse discurso, porem lendo os seus posts vi que, como muito suor, trabalho e foco, como em todo lugar do mundo, é possível se alcançar o planejado.

    Estou indo em abril para a Austrália (Gold Coast), acredito que tomei a decisão certa.

    Obrigado pelos posts inspiradores!

    Abraços Jerry e se Deus permitir, nós encontraremos ai!

  7. Parabéns pelo seu trabalho! Muito bom mesmo!
    Jerry, já morei em Brisbane durante 4 meses e fiz o IELTS por lá (que já expirou, preciso renovar) .Fui cleaner e sei que não é moleza.
    Tenho dúvida se é possível, no visto de estudante, pagar as despesas para se manter e ainda guardar um dinheiro para fazer um TAFE ou faculdade aí em Sydney.
    Acho que levaria muito tempo para conseguir o dinheiro para pagar os semestres e quando começasse a cursar a faculdade, teria pouco tempo para trabalhar, o que atrapalharia o pagamento do semestre seguinte.
    É um objetivo possível? Dá pra economizar uma grana para a faculdade e ainda se manter? (Considerando o trabalho além das 20 horas)
    Abraço

    • Adoraria ler essa resposta!
      Minhas dúvidas são basicamente as mesmas e não tenho encontrado muito por ai.
      O ponto de vista de quem já está por lá, facilitaria MUITO. 🙂

  8. Tenho lido seu blog diariamente e gostaria de parabenizá-lo! Seus posts com dicas, conselhos e experiências são incrivelmente importantes para pessoas como eu, que estou no Brasil e tenho como meta morar no Austrália, mas acima de tudo, você demonstra uma grande preocupação em conscientizar as pessoas a serem gentis, educadas e ajudar ao próximo. Pessoas como você fazem toda a diferença, continue sempre assim e muito obrigado!

  9. Oi Jerry, eu e meu namorado estamos nos mudando em janeiro prai! Ele recebeu uma oferta de emprego… Só que eu preciso fazer um curso e estou com MUITA duvida…muita mesmo! Eu sou formada em moda, mas pensei em fazer um curso de CHEF visto que voltou para a lista das profissões em demanda e nos queremos aplicar pra residencia depois. Porem tenho muito medo de pagar 30.000,00 num curso que não sei se é o que quero fazer! Nem sei se vou gostar! O que você sugere? Nos dois já fizemos intercambio qdo adolescentes na austrália e nova zelandia, então falamos inglês… não é 100% porque perdemos muito vocabulário, mas eh digamos 70% …. pensei em fazer um mês curso de inglês pra depois decidir sobre o de chef…ou sera que eh jogar dinheiro fora? me da uma luz! por favor!!!

    • Existem cursos de chefe no brasil, vc pode ir fazendo um curso desses no brasil para ver se consegue se adaptar, pelo menos sairia mais barato que tentar isso na australia. Você nao precisa necessariamente trabalhar de chefe para sempre na australia, eu já vi histórias de pessoas que pagaram uma nota fazendo o curso de chefe e depois de alguns anos na area e com a cidadania já em mão foram promovidas na mesma empresa para cargos todalmente diferentes como administrador. Fica tranquila vc nao precisa de amarrar a essa profissão pra sempre mas cuidado, começar fazendo o curso de ingles depois mudar para o curso de culinária e novamente voltar para o curso de ingles pode digamos te queimar na imigração. A minha sugestão é: se vc sair do cursinho de ingles para outro curso conclua ele! ficar mudando de curso passa a impressão de que vc está indecisa e tmb pode parecer que vc está no pais apenas para trabalhar legalmente.

  10. Pessoal preciso de ajuda, quero ir numa conferencia ano que vem na Austrália ou em Londres, o custo do pacote exceto passagens esta e torno de 2800,00 a 3500,00, com visto..Alguem da dicas de pesquisas e tal…esta legal o preço pra vc que vai sempre ou já foi?

    Me ajuda pello amor de Deus e a primeira vez que tento sair do Brazil para viajar..

    • so pra australia, se vc for pegar uma passagem muitoooooo barata fica em torno de 3200, já vi promoções malucas em que vc paga menos que isso mas é bem dificil de achar. Sempre pesquiso sobre preços das passagens então só posso opinar sobre elas. 🙂

  11. suas palavras são um alimento para os meus sonhos na australia.
    queria fazer uma critica construtiva. acho que seria legal citar as fontes das fotos, nessa reportagem por exemplo: as duas praias lindas que vc mosta na reportagem eu nao faço ideia onde fica, apesar de já ser leitor do seu site a muito tempo sei que as imagens são familiares mas nao sei onde fica, colocar a fonte ou o local ou a descrição de onde ficar a praia acho que deixaria um ar mais profissional as suas reportagens.

  12. Bem peço perdão caso a informação que busco já esteja em alguma parte do blog que ainda não li.
    Procuro indicações e contra-indicações sobre a qualidade dos serviços e a honestidade( em discurso e atitudes, etc) dos agentes de imigração.
    Sei que é difícil avaliar/qualificar e até mesmo desqualificar os serviços de alguém.
    Dentro das experiências vividas pelos leitores do blog, seria possível pelo menos uma avaliação tipo: – AGENTE FULANO DE TAL: Recomendo.
    Não é necessário falar dos agentes pilantras, somente dos recomendados.

LEAVE A REPLY