Connect with us

Brazil Australia – Estudar e Trabalhar na Austrália

Tem Muito Oriental na Austrália?

Vida na Austrália

Tem Muito Oriental na Austrália?

Tem um papo que as agências contam pra ganhar mais dinheiro dos desinformados estudantes que acaba, pelo preconceito incompreensível dos próprios estudantes, fazendo que eles caiam nesta história que explicarei depois e paguem as vezes 1000 dolares a mais por conta desta besteira.

A história é a seguinte. Você, no Brasil, não tem idéia nenhuma sobre como absolutamente nada aqui em Sydney e compreesivelmente não sabe nada a respeito de nada, muito menos sobre as escolas de inglês.

Ai você vai fazer seu orçamento na agência e escolhe uma escola boa, mas mais em conta. Nesta hora a agente vira pra você e fala. Esta escola não é ruim, o problema é que tem muito oriental.

Você nem sabe qual o problema nisso, às vezes você mesmo é oriental, mas como já foi induzido faz cara de desespero e pega uma escola mais cara e teoricamente sem orientais e que segundo sua agente tem mais “Europeus”, como se isso fizesse alguma diferença.

Pra começar os orientais são um dos povos mais gente boa que você vai encontrar aqui na Australia, os japoneses, tailandeses, taiwaneses, koreanos, etc são o povo mais educado que já vi e todos são super simpáticos, alegres, estão sempre dispostos, são engraçados e amigos, assim como muitas outras nacionalidades.

A agência conta então a história que o inglês deles é fraco e atrapalha a aula. Realmente eles talvez encontrem mais dificuldades em algumas palavras, pois a lingua deles é totalmente diferente, mas nada que atrapalhe absurdamente a aula, se o professor souber levar, não atrapalha em nada.

O problema não são os orientais em si que não falam direito, mas sim o fato de haver milhares de orientais por aqui, então é óbvio que sempre vai ter um ou outro que não se comunica tão bem.

O mesmo vale pra brasileiros, já vi dezenas de brasileiros que não entendiam uma palavra na aula, paravam diversas vezes, não paravam de perguntar e pra piorar, devido a uma característica nossa (e eu me incluo nisso) estão sempre falando demais, fazendo brincadeiras fora de hora e atrapalhando a aula, mas isso não é motivo pra você não estudar com brasileiros.

Além disso, aqui é o quintal da Ásia, então o que você mais encontra aqui são orientais, não existe escola sem oriental, não tem escola em Sydney que não tenha muitos orientais e algum brasileiro.

Minha escola era uma destas ditas pela agência “Oriental Free”, mas não fopi por isso que escolhi a escola, mas pela localização e se eu colocar uma das fotos da minha classe vocês vão achar que eu estudei no Japão e não na Austrália. De fato tenho umna foto minha com uns 50% dos alunos da minha classe, veja abaixo.


Eu (de boné ao fundo) com parte dos alunos da minha calssse assim que cheguei na Austrália

De fato minha escola era considerada com menos orientais, pois algumas só tem orientais, mas isso não atrapalhou em nada. Hoje organizando algumas caixas aqui em casa achei umas fotos do nosso primeiro natal na Austrália que fizemos em casa. Vieram vários japoneses do curso e cada um deles, sem excessão, enviou um cartão de agradecimento por tê-los convidado. Fiquei impressionado com a educação deles.

É claro que pra toda regra existe excessão. Conheci orientais muito malandros, chatos, desonestos, mas isso acontece com qualquer outra cultura, inclusive brasileiros.

Até hoje tenho amigos orientais que fiz na escola e por sinal, a pessoa com a melhor pronúncia da minha classe quando mudei pra advanced class era uma Koreana que falava um inglês impecável. Outro ponto, é que muitos são dedicados que a longo prazo o ingl6es deles é cem vezes melhor que o dos brasileiros.

O fato é que há muitos orientais por aqui, principalmente na city e é fato que o preconceito de qualquer forma é injustificado. Na própria Hillsong da city, a maioria dos alunos são orientais e mesmo na igreja acho que mais de 50% dos membros são orientais e como disse, eles são muito gente boa.

Os Povos da Austrália


Gostei muito de todos os povos que conheci por aqui, os alemães não eram frios e secos como se costuma imaginar, todos eram muito legais, divertidos e um dos amigos alemães que fiz por aqui mais parecia um brasileiro do tanto que aprontava nas aulas.

Os Japoneses e Koreanos são engraçados e muito educados, até um pouco ingênuos para o nosso padrão brasileiro de malandragem. É engraçado conviver com tantas culturas diferentes, lembro que as meninas japonesas ficavam impressionadas pelos brasileiros terem pelos no braço…

Contudo, não tem jeito, uma vez aqui seus melhores amigos serão os brasileiros, por diversos motivos que não vou explicar agora, um deles e talvez mais forte seja cultural.

É até engraçado, mas uma das pessoas que tinham mais a ver com os brasileiros era um amigo mexicano, o jeito igual, as brincadeiras iguais, tudo igual aos brasileiros, até a malandragem. Também fiz muitos amigos alemães. Hoje já tenho amigos de todas as culturas, principalmente brasileiros e australianos.

Quando for escolher uma escola não caia naquele velho papo das agências, dê preferência pelas escolas maiores e que ensinam só inglês, evite escolas que possuem 300 cursos diferentes + inglês, as escolas só de inglês são mais especializadas e geralmente melhores. Prefira também escolas na city (CBD) e cursos diunors, nunca noturnos. Procure também pesquisar bastante a escola escolhida.

Também prefira escolas na city pela facilidade de transporte e de facilidades na região.

O resto é papo pra ganhar dinheiro.

Eu estudei na ELC e achei muito boa, só não gostei muito das aulas especias da tarde, achei meio fracas, fiz uma especial pro IELTS a tarde e achei que poderia ser muito melhor, mas as aulas gerais pela manhã, a estrutura, o atendimento, a quantidade de alunos e as atividades eram muito boas.

Pra terminar umas fotos de Sydney em outras em geral.

Nas áreas onde o consumo de alcool é proibido aqui há esta placa. Não adianta insistir. Eu que não bebo queria que todo lugar fosse alcohol free
Vista do Café da galeria de Art de Sydney
Paddington… um bairro meio boêmio aqui de Sydney
Mais paddington
Alcohol free em Bondi. Acredite, estas placas são necessárias aqui.
Mais Bondi
Não dá pra ver direito, ams todo aquele grupo da esquerda são orientais
Sydney Café
Japanese at city
Festival Thailandes em Sydney
Jeito clássico dos orientais tirarem fotos.

“Bendito o homem que confia no SENHOR, e cuja confiança é o SENHOR” Jeremias 17:7

Continue Reading
Advertisement
You may also like...
5 Comments

5 Comments

  1. Vitor

    May 30, 2011 at 11:15 am

    Jerry devo confessar uma coisa pra voce meu amigo, to quase colocando o blog de página inicial….todo dia entro
    abraços brother

  2. Moab Pimentel

    May 30, 2011 at 5:18 pm

    E ae meu querido, tudo na paz?
    Cara, eu tenho vários e vários amigos asiáticos e realmente uma coisa que eu sempre gostei em todos eles é que quase não se vê preconceitos… eles são amorosos, amigos mesmo…
    E sobre o inglês, uma coisa que sinceramente eu percebia é que a gramática deles é muuuuuuuito boa rssss

    Bem… ja ficou sabendo da minha novidade? rsss
    Abs irmão

  3. Emanoel

    May 31, 2011 at 5:32 am

    Grande Jerry,

    Minha viagem vai atrasar um pouco, mas o bom é que terei mais informações sobre Australia através do seu blog.

    Abraço

  4. Gabriel Carocha

    June 1, 2011 at 9:53 am

    Oi,
    Estou pensando em ir para a Austrália fazer intercambo no fim deste ano, porém tenho algumas dúvidas e gostaria de pedir algumas sugestões.
    Seria possível?
    tenho muita coisa para perguntar, poderíamos conversar por email?
    gabr1elvp@hotmail.com
    Vlw brother.
    Muito bom o blog.
    Vou acompanha-lo

  5. Juliana Matsuo

    November 5, 2014 at 11:32 pm

    Olá!

    Sou descendente de japoneses e estou com pretensão de ir pra Austrália pra estudar por 24 semanas. Como o tempo é longo, terei que trabalhar para conseguir me manter por aí. Porém, o meu professor de inglês me assustou ao falar que existe um certo preconceito com orientais pois eles acham que os orientais vão “roubar” seus empregos. Achei um pouco estranho já que a Austrália está precisando de trabalhadores.
    Você já ouviu alguma coisa nesse sentido de ser mais difícil pra conseguir emprego?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Vida na Austrália

Jerry Strazzeri no Youtube

Posts da Austrália




To Top
%d bloggers like this: