Connect with us

Brazil Australia – Estudar e Trabalhar na Austrália

Sua Profissão Não Está em Demanda na Austrália?

Trabalho na Austrália

Sua Profissão Não Está em Demanda na Austrália?

Quando cheguei aqui na Austrália conheci um brasileiro que era um super especialista em J2EE. Era formado em ciências da computação, tinha bastante experiência na área e estava aqui como estudante há quase 2 anos. Conversando com ele soube que ele trabalhava dirigindo um caminhão e fazia serviços de cleaning aos finais de semana. Ele estava fazendo um curso de TI (do qual eu mesmo comecei a fazer e fiquei uns 20 dias) do qual na primeira aula eles entre outras coisas ensinavam que para o computador funcionar ele deveria ser ligado na tomada.

Quando perguntei para ele por que ele não tentava algo na área ele me pareceu surpreso: Como assim? Perguntou-me ele sem entender.

Então expliquei que graças a Deus eu tinha conseguido um emprego na minha área e só estava aguardando o visto de trabalho ser concedido para começar na empresa.

Ele olhou-me um tanto desconfiado e começou a explicar que ele fazia uma boa grana dirigindo caminhão e ele não teria tempo disponível no momento para ir atrás disso, mas ia pensar no assunto.

Como ele muitos brasileiros vivem aqui diariamente esta situação. No caso deste cara é até pior, pois ele era especialista em uma área em demanda aqui na Austrália, mas mesmo assim não tomava coragem para tentar algo na área. Mas muitos outros brasileiros, muitas vezes formados no Brasil, desistem de suas profissões para trabalharem em cafés, restaurantes e serviços de limpeza.

Absolutamente nada contra estas profissões, se há algo que aprendi aqui é que toda profissão necessita de habilidades especiais e merece ser bem remunerada e respeitada, contudo muitas vezes é um disperdício estudar 4, 5 anos para se formar em algo, conseguir experiência para simplesmente chegar aqui e desistir de tudo.

Na maioria das vezes a pessoa chega aqui, começa a andar com outros estudantes e na necessidade rápida de algum dinheiro vai atrás de qualquer trabalho que surgir e como a maioria dos trabalhos pagam razoavelmente bem, em pouco tempo nem lembram mais em que carreira se formaram.

Contudo, independentemente de sua profissão estar em demanda ou não vale a pena ir atrás de um emprego na sua área, pois muitas pessoas fizeram exatamente isso e em pouco, ou muito tempo, conseguiram trabalhar aqui na sua mesma área de formação ou experiência no Brasil.

Quando chegar aqui você pode até arrumar o primeiro emprego que aparecer para ajudar com as contas, mas se você gosta da sua profissão, separe um tempo para ir atrás de oportunidades na sua área.

Um amigo sempre me conta a história de uma pessoa que ele conheceu que era cleaner em um banco aqui na Austrália, formado em economia, um dia limpando o escritório ele começou a olhar os pepéis em cima da mesa para ver o que eles faziam. Para sua surpresa ele viu que tudo aquilo que eles faziam ali ele também sabia fazer. Saiu de lá, preparou o currículo e aplicou para vagas na sua área. Na semana seguinte estava indo de terno e gravata para entrevistas de empregos e pouco tempo depois estava contratado. Hoje é diretor de uma das maiores empresas de investimentos aqui da Austrália.

Contudo vale lembrar que trabalhar em outras áreas que não a de sua formação ou experiência nem sempre é um mau negócio, muitas pessoas também foram bem sucedidas e descobriram outros talentos que ao serem trabalhados trouxeram excelentes resultados.

Quando estiver por aqui procure sempre ir atrás dos seus sonhos, persista, se dedique que certamente você colherá bons resultados. E não se esqueça, quando começar a conquistar seus objetivos aqui, lembre-se sempre de ajudar aqueles que ainda estão começando, pois todos que aqui chegaram um dia estiveram nesta posição.

Abraços a todos

Continue Reading
Advertisement
You may also like...
35 Comments

35 Comments

  1. Igor

    January 17, 2012 at 8:39 am

    Ola Jerry!

    Paz do Senhor.

    Da uma lida nesse texto sobre vida de BraZileiro no exterior.
    http://www.coisaparecida.com/2011/07/por-que-e-tao-dificil-ter-vontade-de-voltar-a-viver-no-brasil/

    A autora leva-nos a refletir bem sobre a relacao Brasil x Exterior.

    Abracos

    • Jerry

      January 17, 2012 at 11:00 pm

      Oi Igor

      Legal o texto dela, mas ao meu ver tudo aquilo que ela disse que aprendeu e pode fazer na Espanha (trabalhar para viver e não viver para trabalhar, descobrir que a felicidade não está em comprar, etc) é muito mais uma decisão pessoal do que algo que ela precisa estar em um lugar específico para colocar em prática.

      Viver na Espanha, com a crise que está na Europa, certamente não está sendo fácil, a economia lá hoje vai bem pior que a do Brasil.

      Mas o texto é interessante e realmente muito do que ela falou é verdade.

      Valeu,

      Abs

  2. Rafael

    January 17, 2012 at 11:22 am

    Olá Jerry!
    Venho acompanhando se blog ha quase duas semanas, lendo aos poucos e assimilando as informações, pois de um tempo pra cá bateu “a vontade de mudar”. Tenho pesquisado bastante sobre a australia e muito do que imaginava é real, assim como também bastante informação que você ja compartilhou serve para abrir os olhos e ver que nem tudo é um mar de rosas.
    pretendo visitar algumas agências de intercambio/imigração para fazer outras perguntas, mas o que gostaria de perguntar aqui para você é o seguinte:
    sou formado em ciencia da computação, tenho mba e trabalho na área há alguns anos. a área que trabalho hoje (ha 6meses) faz parte da famosa Skilled occupation list e isso aumentou minha vontade de pesquisar mais e levar a idéia adiante. junto com tudo isso, considero meu inglês avançado e pretendo estudar para tirar nota boa no ielts.
    junto com tudo isso, vc considera uma boa estratégia entrar de cabeça numa mudança desse tipo, ja indo para trabalhar na área, sem antes “experimentar” a australia? digamos em um programa de study and work? Meu intuito é sim tentar algo direto na área, mas queria saber sua opinião.

    obrigado!
    e continue com os ótimos posts!
    abraços

    • Jerry

      January 17, 2012 at 10:50 pm

      Olá Rafael

      Se sua profissão está na lista de profissões em demanda, você cumpre os requisitos necessários acho que pode valer a pena aplicar para a residência e vir para cá. O visto de residência facilita bastante a vida aqui em alguns aspectos. Além disso, se você não gostar volta para o Brasil depois.

      Este programa Study and Work é meio furada, é para recém formados de outros países fazerem um estágio aqui na Austrália só para colocar no currículo. A maioria nem tem salário ou paga muito mal.

      Outra opção é aplicar para posições na sua área aqui ainda do Brasil

      Abraços

  3. André Felipe

    January 17, 2012 at 2:33 pm

    Olá Jerry, estou indo para Perth, mês que vem. Acabei de fazer 20 anos e gostaria de saber se vale a pena eu começar a faze um curso Técnico de TI aí na Austrália. Não sou formado em nada aqui no Brasil e estou querendo tentar minha vida aí na Austrália.

    Obrigado!

    • Jerry

      January 17, 2012 at 10:55 pm

      Se for Tafe pode até valer a pena, mas um Tafe custa quase o mesmo que uma faculdade para estudantes internacionais e neste caso acaba valendo mais a pena fazer faculdade. Tirando TAFE a imensa maioria dos outros cursos de TI não servem pra nada.

      Valeu.

      Abs

  4. GF

    January 17, 2012 at 3:23 pm

    Saudações Jerry, excelente post. Meu velho, mandei um e-mail no endereço que existe aqui no site. Estou precisando de algumas informações. Se puder responder o e-mail eu agradeceria muito.
    Obrigado.
    GF.

    • Jerry

      January 17, 2012 at 11:01 pm

      Vou responder sim.

      Estou sem acesso ao meu email do blog no momento, mas acho que já estará resolvdio até o final da semana.

      Obrigado

      Abs

  5. Guilherme

    January 17, 2012 at 6:28 pm

    Oi, gostaria de saber se apenas bachareis se enquadram na lista de profissões em demanda na Austrália.
    Em resumo, posso aplicar para residência fixa sendo tecnólogo?

    Obrigado!

    • Jerry

      January 17, 2012 at 11:00 pm

      Depende da área. Precisa ver qual a área e entrar em contato com o orgão que regulamenta a profissão específica aqui na Austrália.

  6. Flavio Faria

    January 17, 2012 at 7:39 pm

    Ola Jerry,

    Excelente post!

    E como mencionado, eu tenho vivido esse mesmo dilema aqui em Sydney. Sou administrador e trabalhava numa area bem especifica da administracao, gerenciamento de projetos, conhecimento e processos.

    Devido a instrucao que tive de outras pessoas que estao aqui, acabei por desistir de buscar algo em minha area e tenho procurado apenas empregos secundarios que nao exigem experiencia.

    Mas, vou ver se consigo achar alguns recrutamentos em que meu curriculo caiba para tentar algo em minha area. Alguma sugestao?

    Parabens pelo post!

    Abracos!

    Flavio

    • Jerry

      January 17, 2012 at 11:03 pm

      Olá Flávio

      Vá atrás sim, não deixe as oportunidades passarem.

      Minha dica é procurar empresas menores, pois eles muitas vezes tem dificuldade de encontrar profissionais devido ao salário que pagam que é um pouco menor.

      Estas empresas muitas vezes são mais dispostas a contratar pessoas sem o visto de residência.

      Também procure todas as informações sobre o visto 457 para que você possa explicar à empresa que o processo é rápido e barato, pois muitas vezes eles não querem fazer como medo de ser caro e demorado.

      Abs

  7. Igor

    January 18, 2012 at 1:26 am

    Ola Jerry,

    Fico impressionado com sua dedicação ao Blog e aos leitores. Agradeço sua ajuda.

    Sempre acompanhei seu Blog!

    Sem querer gerar polemica nenhuma, gostaria de expressar um ponto, com sua permissão.

    Acho que a economia de um país não pode ser considerada um fator determinante em uma análise da qualidade de vida.

    Por exemplo, Brasil, India e China são países com uma economia ascendente, correto?

    Todos falam da economia desses 3 países. However…. would u live there as a cleaner? No, u wouldn’t, let’s be honest here mate. By the way, I used to be a cleaner. A good one, but not now.

    A criminalidade, poluição, caos, desigualdade social, corrupção, expectativa de vida, and so on, são fatores em que a maioria dos Brasileiros no exterior levam em conta.

    Ganhar bem no Brasil e morar em um condominio fechado com carro blindado é melhor que ganhar bem (mesmo trabalhando em outra área) no exterior e andar de bicicleta com tranquilidade e paz? Fazer um picnic com as crianças em um parque aberto e “limpo”.

    Sei que a economia afeta sim o nível de desemprego e tal, mas acho que ás vezes ficamos presos e limitados comparando a economia e qualidade de vida.

    Just think about it.

  8. carla

    January 18, 2012 at 12:10 pm

    Oie tudo bem?… vi alguns posts seus e adorei! Estou pensando em me mudar com o meu namorado…no início agente estava pensando no Canadá mas tenho investigado sobre Austrália e to gostando bastante. Mas a gente ainda não tem faculdade… ele tem 27 e eu 26.Sei que pela nossa idade já deveríamos ter faculdade feita…mas por razões pessoais a gente não conseguiu fazer ainda. Estamos pensando ir para um país que seja bom para estudar, trabalhar e viver … já que estamos pensando formar família temos de pensar no futuro…então Canadá e Austrália está nos nossos planos…Porque pra mudarmos de país, queremos ir para um que valha a pena… mas o que você nos aconselha a fazer? Com a nossa idade pra fazer faculdade e trabalhar é difícil? Obrigada

  9. Junior

    January 18, 2012 at 1:49 pm

    Olá Jerry !!
    Eu também enviei um e-mail para o endereço que consta neste site.
    Você sabe se aí na Austrália tem muita ou pouca oferta de emprego para quem é formado em Administração de Empresas. Tenho 5 anos de experiência como administrador (Office Manager). Só tem um problema o meu inglês ainda é básico. Mas estou indo para Brisbane em fevereiro desse ano para fazer um curso de General English.
    Abraço,
    Júnior.

  10. Leandro

    January 19, 2012 at 10:42 am

    Olá Jerry, tudo bem?
    Em primeiro lugar quero lhe parabenizar por a iniciativa e disponibilidade em prestar informações tão valiosas para quem pretende viver uma experiência na Austrália.
    Então, sou formado em contabilidade, e pós graduado em direito tributário. Tenho experiência na área de consultoria gerencial, financeira e tributária aqui no Brasil, também dou aula em faculdade. Pretendo embarcar para Austrália em abril de 2012. Inicialmente é aperfeiçoar meu inglês e depois fazer uma pós ou mestrado na minha área. Então, como é a área de contabilidade ai na Austrália, com o inglês avançado é possível encontra algo nessa área?

    Muito grato

    Leandro

  11. andre

    January 19, 2012 at 1:23 pm

    concordo com tudo que o igor disse.
    Essa propaganda que o governo espalha pelos 4 cantos do mundo sobre a economia brasileira é mais uma história para boi dormir.
    Não se esqueça que a “crise”deles é melhor do que a nossa “bonança”.
    Aqui no nosso pais não tem jeito de uma empregada doméstica frequentar um bom restaurante, ter um carrinho legal, vestir roupas boas, simplesmente pq a desigualdade social impera e os impostos comem boa parte de nossos salários.

    • Jerry

      January 20, 2012 at 3:43 am

      André.

      Por mais que o governo espalhasse notícias irreais sobre a economia, ele jamais conseguiria colocar o Brasil como uma das maiores economias do mundo. O Brasil hpje é a sexta maior economia do mundo, todo mundo reconhece isso. Agora você vem me dizer que é conversa pra boi dormir? A Economia do Brasil é mais forte que a do Reino Unido. Só que você tem que lembrar que o Brasil tem 200 milhões de habitantes e não 20 milhões como a Austrália.

      Esta imagem que o brasileiro tem do exterior nem sempre é real. Os EUA tem 30 milhões de pessoas que comem na fila do sopão todos os dias. O que acontece é que quem vai pros EUA vai passear na Disney, na Rodeo Dr, no Times Square e naturalmente não vai ver nada disso, mas existe, está lá. Fora os 30 milhões os EUA está em uma recessão desde 2008, a taxa de desemprego é altíssima e até para fritar hamburger no McDonalds por $5 dólares a hora tem fila. Além do mais, se no Brasil você ficar doente, por mais que espere numa fila gigantesca, uma hora você vai ser atendido por um hospital público, nos EUA não tem isso. Sem dinheiro a pessoa pode pegar ebola que não terá atendimento.

      É preciso reconhecer o crescimento e as coisas que o Brasil alcançou e ainda irá alcançar. Ser a sexta maior economia do mundo não é algo comum. O Brasil tem tudo para ser uma grande potência até 2030.

  12. GF

    January 19, 2012 at 5:43 pm

    Andre, amei a frase: Não se esqueça que a “crise”deles é melhor do que a nossa “bonança”.

    Não houve crise maior que a de 1929 e logo em seguida os USA se recuperaram. A Europa passou duas guerras mundiais arrasadoras e logo se reergueram estando no topo. É inegável que o Brasil deu um salto econômico mas as pessoas não podem achar que tudo na vida está ligado a dinheiro e a poder aquisitivo. O Brasil está crescendo, mas para quem? Vocês já notaram que 99% dos casos quem imigra é a classe média? O rico não vai embora porque não tem crise e é muito mais fácil de manipular a sociedade para seus interesses. O pobre não vai nem na esquina e se contenta com um eletrodoméstico novo e cachaça todo fim de semana. A classe média só faz se ferrar: paga altos impostos e não tem retorno social. Os bens manufaturados são caros em relação ao que devia valer. Como se explica um honda city custar 60k reais quando exportamos esse carro para o méxico e eles pagam apenas 28k reais. O Brasil é a terra dos trouxas, as pessoas se iludem muito com pouco. Enfim, o pior de tudo é a impunibilidade. Quem viu aqui algum membro da quadrilha do PT ser preso? Eu não…
    ,

  13. Dyego

    January 19, 2012 at 6:35 pm

    Mais uma vez um post excelente!!! Parabens!!!

    Só uma dúvida Jerry…..trabalho como Engenheiro de Produção Industrial e sou formado em Engenharia Mecatrônica….Como está a demanda de empregos nessa área por ae??

    Grato!!!

  14. MATHEUS

    January 20, 2012 at 8:30 pm

    Oi Jerry
    Bom, achei seu blog bastante interessante. Gostaria de saber como são as baladas de Sydney.As mulheres sao muito bonitas??muito liberais qnto dizem??
    Estou pensando em ir e ficar ai uns 4 meses…estou namorando e qd for, terminarei…No seu caso, sua cabeça está muito diferente, para relacionamentos? oq mudou em sua visão?vc sabe me informar sobre isso?
    No aguardo de sua resposta amigo,
    Abss

  15. Gabriella

    January 21, 2012 at 3:47 am

    Olá Jerry,

    eu e meu marido somos grandes interessados pela experiência de vida na Austrália e pensamos seriamente em em procurar algo por aí nos próximos anos. Além disso, também gostamos muito da Hillson Church e vi que você trabalha lá, né? Que maravilha! Fomos na filial em Londres e adoramos! Frequentar/trabalhar nela deve ser uma benção!
    Gostaria de trocar uns emails com você sobre suas experiências e também nossas pretensões. Tem como você me passar um endereço para essa troca de figurinhas?
    Abraço!

  16. Antonio Nunes Carval

    January 21, 2012 at 9:46 am

    Fala Jerry,

    “O Brasil tem tudo para ser uma grande potência até 2030.” – SIM TEM. Mas não será!!!

    O Brasil É e sempre será o ETERNO país do futuro. Não adianta…por mais que queiramos pensar outra coisa…
    Eu adoraria ver o meu país crescendo, mas crescendo no sentido bom, que beneficiasse TODA a população ou pelo menos a maior parte dela…e não um punhado de políticos ou uma pequena elite.

    Dá uma olhada nessas notícias de 1972. O mesmo lero-lero que escutamos hoje: Prosperidade, crescimento acelerado, etc etc etc…
    1972 – http://library.cqpress.com/cqresearcher/document.php?id=cqresrre1972041200
    TIME – 1972 – http://www.time.com/time/magazine/article/0,9171,905809,00.html

    E olha que essas noticias são de 40 anos atrás.

    A carga de impostos é altissima e não vemos beneficios sendo revertidos para a população.

    O brasileiro é um povo que não desiste nunca e jamais perde a esperança, por isso teimamos em acreditar que o país daqui a 20, 30 anos vai ser uma Europa, com uma boa qualidade de vida e etc.

    E isso é bom! Mas infelizmente meu caro não é o que veremos em 2030….

    Abs,

  17. Rafael Furtado

    January 21, 2012 at 6:32 pm

    Fala Jerry, como vão as coisas, eu acompanho seu site a muito tempo, fiquei um bom tempo sem segui-lo, mas estou voltando agora, não sei se vc se lembra de mim, mas sempre conversamos…. Bom, é bom ver que vc esta com o site a todo vapor!!!!!

    Um abraço.

  18. Klaudiney

    January 25, 2012 at 8:44 am

    Jerry meu amigo como esta?

    Me diga , a Eloisa estara em breve se formando em ciencias contabeis, esta area tem alguma significativa aí na Australia?

    Tudo de bom pra vc!

    Klaudiney

  19. Jéssica

    January 25, 2012 at 6:06 pm

    Ei Jerry!!

    Boa noite!
    Descobri seu blog a pouco tempo e já li todos os seus post! Parabéns!! A qualidade, o cuidado e o carinho com que vc escreve é mesmo admirável! Também sou cristã e é muito bom me identificar com muitos dos seus comentários!

    Se Deus permitir estarei planejando uma viajei a Austrália (País que sou completamente apaixonada)! E suas dicas só tem acrescentado!

    Desejo tudo de melhor pra vc e sua esposa!! Deus os abençõe!

    Abraços!!

  20. Jonny Santos

    January 26, 2012 at 8:51 am

    Olá Jerry, tudo bem?

    Descobri seu blog através de uma amiga que tem a pretensão de estudar na Austrália no fim desse ano, e compartilho do mesmo sonho que ela. Sou de Curitiba, Paraná e ainda não sou formado em ensino superior. Conclui apenas o segundo ano em Design Gráfico, porém, trabalho na área desde 2008, quando tinha 18 anos. Minha ideia é concluir meu curso na Austrália, aprimorar meu inglês que está no nível intermediário e, porém, nem sem que rumo tomar ainda. A única coisa que tenho convicção é o propósito de Deus, e tenho seguido nesse foco desde então. Queria saber qual o melhor rumo que devo tomar, se posso pesquisar em agências de intercâmbio/ imigração, quanto mais ou menos eu preciso desembolsar para dar esse start inicial, se existe uma demanda de trabalho na área de Deign gráfico e se, posteriormente, eu conseguiria algum trabalho nessa mesma área, afim de poder me realizar em Deus pessoalmente e profissionalmente? Tenho até o alvo de conhecer e se possível, congregar na igreja do Hillsong United, ministério que conheço bem e que inclusive, já compareceu num evento que minha igreja realizou em Curitiba, com alguns integrantes mesmo da Hillsong.

    Aguardo seu retorno, e parabéns. Esse blog está show!
    Fique na paz : D

  21. alex

    January 27, 2012 at 1:27 pm

    Olá jerry.

    Bom estou querendo ir para australia começo de 2013 estudar inglês por 6 mês.
    mais ,acabei o estudo agora estou com 18 e quero ir pra trabalhar tb ou seja quero ir aprender inglês e trabalhar sem ter uma “especialização” em algo. é possivel eu conseguir cresce lá como dizer do “0”

  22. Luci

    January 30, 2012 at 2:50 pm

    Hey Jeff, nada a ver com o topico mas olha essa mudanca no visto de turista 🙂

    http://www.newsroom.immi.gov.au/media_releases/1004

    legal ne?
    cheers

  23. Carol

    February 16, 2012 at 8:17 pm

    Olá Jerry,
    Acompanho seu blog. Esse post despertou meu interesse.
    Me formo em Direito no meio do ano e em Outubro vou p/ Sydney fazer um Curso de English for Law na UNSW.
    Queria saber se há possibilidade de emprego p/ profissionais da minha área aí na Austrália? Tem alguma idéia? Alguma história de algum amigo?

    Muito obrigada
    Carol

  24. Thalita Silva

    June 25, 2012 at 12:26 pm

    Olá,que ótimo seu blog!Despertou meu interesse pela Austrália.Gostaria de saber como é o mercado de trabalho para a atuação de uma pedagoga,sou pós-graduada e com expriência.Para trabalhar como professora da Elemntay School,seria possivel,não sendo australiana?Qual o alário médio de professor desse nível de ensino?Ficarei muito grata se vc responder 🙂
    Ps.:Excelente o post sobre a Hillsong College.

  25. Pingback: Por Que o Blog Existe

  26. Ana Lúcia

    October 9, 2012 at 1:03 am

    Olá Jerry! Muito bons os seus posts… Fico feliz por perceber que há brasileiros cristãos ajudando outros imigrantes por aí. Eu moro em Brasília, sou servidora pública, tenho graduação em direito e serviço social, além de uma pós graduação. Tenho muita vontade de morar por um período na Austrália, trabalhar e estudar aí. Estive em Sidney em 2008 e me apaixonei por este lugar. Também sou evangélica e inclusive estive na Hillsong. Você sabe se os cursos de graduação brasileiros são reconhecidos aí? Será que haveria a possibilidade de eu trabalhar na minha área aí? Muito obrigada!

  27. Lucas Moreira

    January 24, 2016 at 7:19 pm

    Oi Jerry
    Estou querendo saber si na área de alimentos como frigorífico tem demanda pois sou açougueiro e desossador com muita experiência.
    Vc pode me dizer algo nessa área

  28. claudia barros

    March 17, 2017 at 6:50 pm

    Oi Jerry!!

    Eu e minha família estamos pensando em sair do Brasil e dar uma oportunidade melhor para nossas filhas, temos 3 filhas com as idades de 23, 14,9 anos, somos representantes comerciais em santa catarina, mas infelizmente muito triste com nosso país e não vejo melhorar, pois acredito que temos um problema cultural muito sério, então estamos pensando em ir embora. Não conhecemos ninguém ai então gostaria de opiniões de como abrir um negocio ai, indica alguma empresa que possa nos ajudar? já temos 40 anos, e em relação a nossa Idade ainda teremos oportunidades ou é como o Brasil?

    Obrigada !!!

    Claudia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Trabalho na Austrália

Jerry Strazzeri no Youtube

Posts da Austrália




To Top
%d bloggers like this: