O primeiro ministro planeja se auto-demitir e quer convocar novas eleições para o dia 2 de julho.

Nessa segunda-feira, o Senado rejeitou uma mudança de legislação do governo pela segunda vez, vendo que estaria de mãos atadas, o primeiro ministro Turnbull planeja convocar uma nova eleição com dupla dissolução.

Sr. Turnbull falou com a imprensa na terça-feira que tinha a intenção de pedir ao governador-geral para dissolver o Parlamento dia 3 de Maio.

Sr. Turnbull disse que convocar a dissolução dupla é “dar às pessoas o poder de decisão”.

“Isso significa que é uma ocasião em que se a Câmara e o Senado não concordam, todo mundo tem que ir as urnas e decidir quem esta com a razão”, disse ele.

“E quando nós ganharmos a eleição, como eu acredito que nós vamos ganhar, nós vamos fazer as devidas reformas e a reintrodução Australian Building and Construction Commission (ABCC) que será transformada em lei.”

A convocação de uma nova eleição de dissolução dupla é um recurso na constituição australiana que permite ao governo pedir uma eleição, caso uma peça de legislação é bloqueado duas vezes no Senado.

O líder da oposição Bill Shorten disse que “além da popularidade de Turnbull, o partido não têm nada e acrescentou que isso se tornará uma guerra entre os partidos”.

Fonte

Solicite Orçamento 160×160

LEAVE A REPLY