Connect with us

Brazil Australia – Estudar e Trabalhar na Austrália

Dicas de Sucesso na Austrália

Arnold

Dicas

Dicas de Sucesso na Austrália

“A year from now you may wish you had started today.” ― Karen Lamb

Antes de você ler este texto deixe-me explicar que não existe um segredo específico para ser bem sucedido na Austrália ou em qualquer lugar do mundo. O que leva alguém a se “dar bem” não mudou há mais de 2000 anos. Trabalhar bastante, ser dedicado, estudar, ser honesto, grato, entre outras coisas.

Mas ao longo destes quase 8 anos aqui na Austrália tive contato com milhares de brasileiros e outros estrangeiros que vieram tentar a vida aqui e enquanto vi alguns se dando muito bem, vi outros não atingindo seus objetivos por erros bobos ou atitudes equivocadas que acabaram frustrando seus planos.

Desta forma separei uma lista de características e atitudes que vi na maioria das pessoas que foram bem sucedidas aqui para quem sabe ajudá-lo a também alcançar seus objetivos.

Dicas de Sucesso Austrália

“It will never rain roses: when we want to have more roses, we must plant more roses.” ― George Eliot

Sou contactado diariamente por brasileiros que ou estão pensando em vir para cá ou já estão aqui e salvo alguma exceções; quando me contam seus planos ou a vida que levam não tenho como pensar na furada que estão embarcando ou já estão vivendo. Quando me pedem opinião eu dou, quando não apenas procuro ajudar e torcer pelo melhor.

Para ilustrar meu raciocínio, vou usar de exemplo um projeto que uma empresa para qual trabalhei me pediu para cuidar uma vez. Tenho uma experiência muito grande em qualquer coisa ligada a web e online Marketing em alguns nichos muito específicos. Esta empresa me pediu para gerenciar um projeto que já estava em andamento. De cara, na primeira reunião eu disse: “Vocês estão fazendo absolutamente tudo errado, se continuar assim vocês nunca farão 1 centavo com este projeto”

Minha sugestão pareceu dramática e foi, minha experiência e habilidades de cara já me mostraram todos os problemas e o resultado que eles teriam.

A empresa em questão já tinha gastado bastante dinheiro no projeto e não queria simplesmente jogar quase tudo fora e começar de novo e desta forma me disse que iriam continuar do jeito que estava, pois acreditavam no projeto. Long story short, 8 meses e mais de 2 milhões de dólares depois estavam encerrando o projeto.

O que eu quero dizer com isso? Por mais que você acredite no seu sonho, por mais que faça planos, por mais boa vontade que tenha, se fizer isso da maneira errada ou sem a estratégia correta o resultado será inevitavelmente o fracasso. Uma empresa como o Google não surge ao acaso, um Facebook está longe de ter sido feito como contado no filme, o Steve Jobs não acordou um dia e fundou a Apple, o que estas pessoas tem diferente de você é que elas tinham um objetivo e fizeram o que foi preciso para atingi-lo. Não fizeram o que quiseram para atingir o objetivo, mas sim fizeram o que PRECISAVA ser feito para atingi-lo.

Um exemplo é o ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger. O cara saiu da Austria ainda cedo para os EUA. Nos EUA tomou uma das decisões mais importantes da sua vida. Se juntou com as pessoas corretas, que tinham objetivos e dos quais ele poderia ajudar e ser ajudado, mas precisamente o falecido Joe Weider. Arnold se tornou não apenas o mais premiado vencedor do Mr.Olympia até então, como depois foi perseguir a carreira de ator se tornando um dos atores mais bem sucedidos de todos os tempos. mas ele ainda tinha outros objetivos e eles envolviam a política. E como uma carreira vitoriosa não poderia deixar de ser ele acabou sendo eleito governador e só não tenta a presidência, pois por não ter nascido nos EUA não teria o direito. (um fato curioso é que o Arnold ganhou seu último Mr.Olympia aqui na Austrália, em um evento realizado no Opera House)

Há quem possa citar seus fracassos no casamento, mas a vida de todo mundo tem seus pontos altos e baixos e é estúpido quem foca somente nos fracassos para definir a vida de alguém

Assim é a vida aqui na Austrália: excelente, linda, tranquila, excelentes salários, segura, a melhor qualidade de vida que você pode ter no mundo, se você fizer as coisas da maneira certa. É incrível como vejo duas pessoas que chegaram aqui juntas e depois de 4 anos uma já se tornou residente e está trabalhando na área, vivendo bem enquanto a outra está fazendo praticamente a mesma coisa que fazia no primeiro mês aqui. Desta forma resolvi listar as características gerais de quem vejo se dar bem aqui todos os dias.

1 – Independência

“Do what today others won’t, so tomorrow, you can do what others can’t.” ~ Brian Rogers Loop

Tem gente que não sabe se virar para absolutamente nada. Pedem ajuda até para tomar sorvete (segura pra mim?). Estão sempre pedindo algo para alguém para fazer alguma coisa. Aqui na Austrália quem não sabe se virar dificilmente tem um futuro promissor. Há cerca de um mês encontrei 2 pessoas no mesmo dia quando fui para city. As duas vieram na mesma época. Uma delas sentou para conversar comigo e ficou se lamentando, dizendo que não conseguia trabalho, que a vida estava difícil, que não estava gostando da escola, que não estava gostando da acomodação. Passou o almoço todo se lamentando sobre a vida aqui.

Depois fui tomar um café com o segundo. Ele me disse que na primeira semana aqui criou um currículo, tirou 100 cópias e foi batendo de porta em porta procurando emprego. Na mesma semana conseguiu três trabalhos. Uma semana depois, saindo de casa, percebeu na enorme quantidade de casas no bairro onde morava, todas com grandes jardins e a maioria deles mal cuidados. Voltou para cara e criou panfletos oferecendo serviços de jardinagem. Na mesma semana recebeu mais de 10 ligações que viraram 5 serviços. Passou na Bunnings, comprou material de jardinagem, assistiu horas de vídeos sobre jardinagem no Youtube e foi fazer os serviços. em 3 meses já tinha mais de 10 clientes fixos e tinha até criado um website para seus serviços. b

Parafraseando um amigo meu, quem não tiver jogo de cintura e aprender a se virar não se cria na Austrália.

2 – Pagam o Preço

“I’m convinced that about half of what separates the successful entrepreneurs from the non-successful ones is pure perseverance”.– Steve Jobs

Uma coisa que me deixa extremamente decepcionado com a maioria dos brasileiros é a falta de noção que eles tem sobre esforço x recompensa.

Já trabalhei e morei nos EUA e se você chegar para qualquer americano e falar: Vamos montar um negócio juntos. Ele vai pesquisar o mercado, levantar preços, trabalhar o produto, contactar empresas, estudar por meses para se aprimorar, se matricular em cursos e fazer o que tem que ser feito para atingir seu objetivo.

Se você fala a mesma coisa para um brasileiro ele irá lhe perguntar se existe uma maneira ou um jeito mais fácil de conseguir isso.

Na vida o atalho é o caminho mais rápido para o fracasso. Não existe jeito, a única coisa que existe é esforço, dedicação e estar disposto a pagar o preço.

O problema é que o brasileiro acha que quem atinge o sucesso em qualquer área o consegue ou por ter dado um jeito ou por ter algum talento especial. O único talento especial que estas pessoas possuem é dedicação e afinco. O resto é história.

3 – Fazem O que É Preciso

“We cannot become what we need by remaining what we are.” ― John C. Maxwell

99% dos estudantes brasileiros que conheço aqui me falam a mesma coisa: “Quero morar na Austrália para sempre, como faço?”.

Minha resposta tem sido a mesma ao longo de todos estes anos: “Você quer morar na Austrália ou tem o objetivo de morar na Austrália?” Por que existe um abismo de diferença entre as duas coisas.

Querer morar na Austrália todo mundo quer, agora, fazer o que é preciso para conseguir é uma minoria que faz.

Já contei aqui uma infinidade de vezes sobre o cara que conheci através de uma amiga em Dee Why. O cara estava há 12 anos aqui como estudante. Twelve Freaking Years!!! O cara há doze anos tentava ficar no país. Já tinha feito curso de inglês, curso de Business, Curso de Marketing, Curso de Design e até curso de Educação Física.

Quando perguntei para ele por que ao invés de fazer todos estes cursos ele não tinha realmente algo que realmente poderia ter lhe dado a oportunidade de aplicar para a residência e ele me respondeu: Ah, por que eu não gosto!.

O cara se formou em 200 coisas e nenhuma servia pra nada. Continuava no mesmo tipo emprego que tinha aqui quando chegou, fazia a mesma coisa que fazia aqui quando chegou, continuava morando com outros estudantes assim como era quando chegou e estava com 38 anos, um homem adulto, se vestindo como um moleque, participando de todos os churrascos e se comportando como uma adolescente. Enquanto a imensa maioria dos meus amigos na idade dele já está praticamente planejando a aposentadoria.

4 – Tem um Plano

“You have to remember something: Everybody pities the weak; jealousy you have to earn.” ― Arnold Schwarzenegger”

Conheci um cara há uns 7 anos e vez por outra nos encontramos para ir para neve ou em alguns eventos de amigos em comum. O cara é super gente boa, esportista, está sempre surfando, treinando ou fazendo algum esporte.

Mas o curioso é que algum tempo depois dele chegar na Austrália ele decidiu montar um salão de cabeleireiro. O salão cresceu, expandiu e agora ele já tem duas unidades, uma delas em um dos pontos mais caros e movimentados da Austrália. Um dia, conversando com ele perguntei se ele era cabeleireiro no Brasil e para minha total surpresa ele disse que não.

Basicamente a mãe do cara tinha um salão de cabeleireiro no Brasil. Na época que ele chegou à Austrália a profissão estava na lista de demanda para aplicação para residência. Então o cara ralou que nem um louco para aprender, fez cursos e trouxe a mãe do Brasil temporariamente para ajudá-lo a montar o salão, com dicas e ensiná-lo os segredos. Montou o salão, trabalhou que nem um louco por anos e hoje seu salão é um sucesso.

O mais interessante é que ele mesmo me disse ser uma pessoa que não gosta de estudar, mas quando teve a oportunidade foi atrás e fez o que precisava ser feito.

Hoje ele tem dois salões, já comprou duas casas e acreditem ou não, a cada dois meses vai passar 15 dias na Indonésia ou qualquer outro lugar com boas ondas para surfar com os amigos.

O cara tinha um plano e foi atrás e hoje não só colhe os resultados, mas tem a vida que quer. Do mesmo modo vejo dezenas de pessoas estudando Bible College aqui na Austrália e depois quando terminam e não conseguem mais ficar na Austrália mal pisam numa igreja quando voltam ao Brasil. Não era melhor ter feito algo para ficar aqui e depois fazer o que queriam?

Uma vez uma pessoa me perguntou o que eu faria profissionalmente se pudesse. Disse que meu sonho era ser piloto de kart profissional e pastor. Agora, entre o sonho e a realidade há um abismo. Por conhecer bem este ramo de automobilismo sei que só vinga nele quem tem grana ou PAItrocínio. É claro que precisa ter dedicação, esforço, talento, mas tudo isso sem dinheiro valem pouco no automobilismo, mesmo por que uma pequena minoria faz dinheiro com isso.

Agora, por que meu sonho é este vou largar tudo e seguir meu sonho de ser piloto? É óbvio que não. Eu não duraria 2 anos correndo de kart. Naturalmente vou fazer outras coisas que também gosto ou que são importantes para que eu possa alcançar meus objetivos e ai sim, um dia posso fazer isso como hobby. Como disse a escritora Tati Bernardi: “Sonhar depois dos trinta anos ou é coisa de herdeiro ou de gente sem talento.”

Na Austrália acontece o mesmo. A pessoa coloca na cabeça que quer fazer educação física, publicidade ou algo do tipo. Ou pior, que não quer fazer nada e paga pouco para fazer um curso que nunca vai lhe acrescentar nada. Ai passa anos aqui dizendo que sonha em poder morar na Austrália e acaba voltando para o Brasil depois de 5 anos sem aprender nada, sem ter trabalhado na área e com um curso que não serve pra absolutamente nada. Nem no Brasi.

Tenho um amigo que tinha claramente em mente que queria morar aqui. Apesar dele trabalhar em outra área, estudou em um curso para uma área em demanda aqui, se formou, trabalhou um ano na área, aplicou e pegou a residência permanente e quando se tornou residente foi estudar para ser Personal Trainer, o que ele sempre quis. Ele teve um objetivo e foi atrás. Hoje ele trabalha pela manhã em um escritório e a noite e aos finais de semana dando aulas. Se ele tivesse feito personal trainer antes provavelmente já estaria de volta para o Brasil e reclamando de tudo.

5 – São Gratos

“We must find time to stop and thank the people who make a difference in our lives.” ― John F. Kennedy

Semana passada um amigo me disse que um outro brasileiro que ele tinha conhecido havia arrumado um emprego para ele. Ele estava super empolgado com o emprego quando eu interrompi e dei uma sugestão. Eu disse:

“Este cara que mal te conhece se esforçou para te arrumar um bom emprego aqui. Ele poderia ter arrumado este emprego para qualquer pessoa, mas escolheu dar pra você. Seja sempre grato a ele e compre um presente esta semana para demonstrar que você é grato pelo sacrifício que ele fez por você”

Na vida não são muitas pessoas que estão dispostas a ajudar para valer, mas menor ainda é o número das pessoas que são gratas pela ajuda recebida.

Mas mais que ser um gesto, a gratidão mostra caráter. A pessoa ingrata geralmente é também egoísta e dissimulada e o exercício da gratidão vai aos poucos trabalhando e moldando o caráter de forma que ele vai melhorando outras características em nós.

Em meu primeiro emprego na área aqui, a empresa quebrou e fui mandado embora, assim como outros funcionários. Na reunião em que fui demitido (algo muito ruim e difícil que não desejo para ninguém) ao invés de reclamar disse o quão grato eu era pela oportunidade que eles haviam me dado e quão importante havia sido aquele emprego para mim. Que eles poderiam continuar contando comigo para o que precisassem independente de eu não estar mais trabalhando lá.

Muitas pessoas veem o emprego apenas como uma obrigação. Entendo que existem trabalhos bons e outros nem tanto, mas para a maioria deles temos que entender que existe alguém ralando pra caramba, assumindo todas as responsabilidades e riscos para pagar nosso salário no final do mês. Existe alguém trabalhando muito para nos manter ali e o salário que ganhamos é na maioria das vezes o que nos sustenta e ajuda a construirmos nossos objetivos.

6 – São Honestos

“It takes less time to do a thing right than to explain why you did it wrong.” — Henry Wadsworth Longfellow 

Já conheci gente que fez tudo de errado aqui. De vender drogas a se prostituir. De aplicar golpe nos outros a roubar. A dar um jeitinho ilegal para conseguir algo a desrespeitar as leis. Inevitavelmente, como diz o jargão, uma hora a casa cai e pra muita gente não apenas cai, mas despenca. Eu e a Michelle bem sabemos dos socorros que já tivemos que prestar.

J.R.R. Tolkien, no livro The Fellowship of the Ring escreveu que “Os atalhos fazem a viagem mais longa”. Certamente o fazem. Existe um tempo para plantar e outro para colher o que se plantou. Ninguém planta uma semente de laranja e espera colher a fruta em 2 meses. Leva um tempo até o trabalho apresentar os resultados.

Assim é para qualquer objetivo aqui na Austrália. Um dos meus melhores amigos aqui estudou enfermagem. Fez inglês por um ano, depois enfermagem por mais 3. Se formou, pegou a residência, trabalhou em enfermagem e depois decidiu fazer economia. Parece que foi ontem que ele estava aqui na sala de casa perguntando o que eu achava sobre ele largar enfermagem para estudar economia. No começo do ano que vem ele estará se formando também em economia em uma das melhores faculdades da Austrália.

Hoje pode parecer que aquele seu plano vai levar muito tempo para gerar resultados, mas passa muito rápido. Daqui a 3, 4, 5 10 anos você pode ser alguém bem sucedido, feliz com suas escolhas e sacrifícios, colhendo os frutos de sua dedicação ou ser como o cara que está aqui há 12 anos sem sair do lugar.

7 – Consultam as Pessoas e Empresas Certas.

Deciding what not to do is as important as deciding what to do.” – Steve Jobs

Quando eu era pequeno tinha um amigo que adorava passar informações erradas para qualquer motorista que lhe parasse para perguntar um endereço. Às vezes a pessoa estava há apenas 2 quadras do seu destino e ele mandava a pessoa lá pro outro lado do bairro.

Aqui na Austrália isso é mais comum do que se imagina, mas ao invés de brincar com uma volta de carro estas pessoas brincam com a vida dos outros.

Semana passada uma pessoa disse que tinha ido a um tal agente de imigração, pago $100,00 dólares por uma consulta e que a agente tinha lhe falado para ficar aqui na Austrália enrolando estudando qualquer coisa.

A agente em questão é conhecida. Ela há 4 anos disse para um casal de amigos meus a mesma coisa. Disse que eles não tinham chance nenhuma, que deveriam ficar por aqui estudando qualquer coisa barata para se manter no país. Eles jogaram o conselho dela junto com os $100,00 dólares que cada um tinha gasto no lixo e foram atrás das coisas por si só, desta vez consultando as pessoas corretas. Hoje ambos são residentes permanentes e trabalham em suas áreas.

Esta consulta vai desde a agência certa até saber com quem falar. Uma pessoa me disse semana passada que os amigos lhe aconselharam a não estudar uma área em demanda aqui. Apenas perguntei para ele: Há quanto tempo seus amigos estão aqui e como é a vida deles? Algum deles já pegou a cidadania? Não precisei aguardar a resposta. Sabia que todos estavam aqui há 5, 6, 7 anos, saindo de um visto de estudante para outro sempre na mesma agência porcaria que os mantém aqui renovando vistos indefinidamente.

Não adianta consultar alguém ou uma empresa. Você tem que consultar as pessoas certas. Se eu tivesse feito meu processo de imigração por esta agente de imigração brasileira que me falaram provavelmente eu teria que ter tirado o Austrália do nome do meu blog, pois muito provavelmente estaria no Brasil. Porém peguei um excelente agente de imigração que acabou sendo de extrema importância para meu processo. Assim também é a agência de intercâmbio que você escolher. Eles podem te prometer horrores, mas uma agência séria é o que pode realmente fazer uma diferença significativa na sua vida aqui.

Hoje estarei publicando aqui minha palestra sobre TI na Austrália, espero que tanto este post como a palestra seja de bastante ajuda pra todos.

Saibam que estou sempre torcendo para cada um de vocês que visitam o blog e buscam seus objetivos na Austrália.

All the best

The Road Not Taken

Two roads diverged in a yellow wood,
And sorry I could not travel both
And be one traveler, long I stood
And looked down one as far as I could
To where it bent in the undergrowth;

Then took the other, as just as fair,
And having perhaps the better claim
Because it was grassy and wanted wear,
Though as for that the passing there
Had worn them really about the same,

And both that morning equally lay
In leaves no step had trodden black.
Oh, I kept the first for another day!
Yet knowing how way leads on to way
I doubted if I should ever come back.

I shall be telling this with a sigh
Somewhere ages and ages hence:
Two roads diverged in a wood, and I,
I took the one less traveled by,
And that has made all the difference.

Robert Frost

Continue Reading
Advertisement
You may also like...
49 Comments

49 Comments

  1. Turquezza

    December 3, 2013 at 4:13 am

    Gosto de ler suas postagens.
    Você é uma pessoa determinada e passa exemplos ótimos para todos.
    Desejo muito sucesso sempre para vocês.
    Paz e luz.

    • Jerry

      December 5, 2013 at 4:02 pm

      Olá Turquezza

      Muito obrigado pelas palavras de apoio

      Um grande abraço

      • Glauco William Georgini

        May 6, 2016 at 1:00 pm

        Jerry,

        Quem é o agente que utilizou?

        Um abraço,

        Glauco

  2. Luis

    December 3, 2013 at 4:59 am

    Jerry, parabéns pelo excelente post. Daqui 3 meses estou indo para Austrália e ler as coisas que você posta, de certa forma, incentiva e muito. Obrigado

    • Jerry

      December 5, 2013 at 4:02 pm

      Oi Luis

      torço para que dê tudo certo para você e atinja todos seus objetivos aqui.

      Um grande abraço

  3. Hgalli

    December 3, 2013 at 8:48 am

    É isso aí, Jerry! Muito bom!

    • Jerry

      December 5, 2013 at 4:01 pm

      Valeu Henrique

      Valeu cara.

      Um grande abraço

  4. Nathalia

    December 3, 2013 at 9:21 am

    Simplesmente amei este artigo! Era bem o que eu estava precisando ler! Obrigada!

    • Jerry

      December 5, 2013 at 3:59 pm

      Obrigado Nathalia

      Um grande abraço

  5. Caio

    December 3, 2013 at 3:44 pm

    Jerry,

    Parabéns mais uma vez… Conversei com o Eduardo em Setembro aqui no Brasil, planejando minha ida à Austrália e citei seu blog. Meu amigo, você ajuda a construir sonhos! Deus te abençoe mais e mais.

    • Caio

      December 5, 2013 at 5:03 pm

      Olá Jerry,

      É ele mesmo! Venho planejando a mais ou menos 1 ano essa experiência. Minha primeira opção era o Canadá, entretanto minha esposa não se dá muito bem com o frio. Aí achei esse blog… Já li todas as postagens. Conversei muito com Eduardo, pelo telefone, por email, pessoalmente. E finalmente, começaremos a estudar Inglês em Sydney, no mês de Março/2014. Estamos muito felizes, eu e minha esposa. Você é um instrumento valioso nas mãos do Criador. Já nos ajudou muito, mas muito mesmo. Espero um dia nos conhecermos pessoalmente por aí para eu te agradecer pessoalmente. Será um imenso prazer.

      Forte abraço!

      • Jerry

        December 5, 2013 at 11:45 pm

        Oi Caio

        Que legal saber que estão vindo pra cá. Tenho certeza que irão gostar muito.

        Acho que nenhuma mulher se dá bem com o frio mesmo…rs

        Vamos marcar um café quando estiverem por aqui.

        Um grande abraço

        Jerry

  6. Ricardo

    December 4, 2013 at 12:11 pm

    Ótimo texto, realmente é necessário muito esforço e estudo para realizar o objetivo de morar na Austrália. Eu tenho esse objetivo e mesmo não gostando de estudar tanto assim, pretendo me tornar advogado por lá, já sou aqui no Brasil e estou informado do processo para virar um advogado por lá. Leva muito tempo e é necessário muita dedicação, mas é assim que tem que ser feito, como você mesmo diz no seu texto.
    Obrigado por dar mais força para realizar esse sonho!! Abraço!

    • Jerry

      December 5, 2013 at 3:57 pm

      Olá Ricardo

      Tenho um amigo que estudou direito aqui também. Não foi fácil, mas deu tudo certo para ele, hoje ele gerencia 8 advogados em um escritório de advocacia aqui.

      Vai dar tudo certo pra você.

      Abraços

  7. Diego

    December 4, 2013 at 1:52 pm

    Quer conhecer uma pessoa? Olhe para os seus frutos!!

    Jerry vc tem sido de grande ajuda para comunidade Brasileira que ainda nao está na Australia.

    • Jerry

      December 5, 2013 at 3:56 pm

      É verdade

      Valeu Diego

      Abraços

      • Cristiane Veiga

        March 1, 2015 at 1:30 pm

        Muito boa suas dicas. Quero me mudar o mais breve possível para Australia.

  8. bruna

    December 5, 2013 at 4:10 am

    Oi Jerry, tudo bom /

    Primeiro queria parabenizar pelo blogg ! E esse texto que vc falou sobre seguir um plano aqui na Austrália foi bem prático, direto e instrutivo!

    Meu nome é Bruna, cheguei faz 4 meses aqui em Sydney e to na luta aqui por um lugar ao sol. Sou farmacêutica e vim aqui com o meu namorado que veio com bolsa pelo cnpq pra fazer um ano de doutorado.

    Bom, meu objetivo acima de tudo é conseguir o permanente e busquei vários caminhos aqui. Gostaria de receber uma dica sua pq to em dúvida qual caminho seguir. Bom, ja fui em agente de imigração e me falaram que minha profissão não esta em demanda pois foi excluída da lista…

    Daí fui numa agência aqui que sponsora e eles falaram que uma saída seria eu fazer um curso de chef, pq tem mto sponsor na área de hospitality…

    Queria saber sua opinião se vc aca que esse é o melhor caminho… ja decidi que quero ficar aqui pra sempre mas estou em dúvida qual caminho é o melhor…

    Adoro seu blogg e admiro os brasileiros que ja conseguiram o sonhado pr! Quem sabe um dia eu consiga tb ! 🙂

  9. Cacá Billek

    December 5, 2013 at 3:03 pm

    Jerry e Michele
    Sempre tenho sido grata por vcs terem tanta bondade de ajudar a nos que estamos planejando ir pra Austrália, e hj lendo este post lembrei de vcs…
    http://www.pessegadoro.com/2013/12/a-impressao-que-causamos-frances-que.html
    Bjos

    • Jerry

      December 5, 2013 at 3:53 pm

      Oi Cacá.

      Muito obrigado.

      Bastante interessante este post mesmo.

      Valeu pela lembrança.

      Abraços

  10. Tati

    December 5, 2013 at 5:27 pm

    Boa Noite queridos graça e paz! Encontrei este blog de vocês e ficamos muito contentes, somos da Igreja BatistA em São José dos Campos-SP e estamos pensando em imigrar para a Austrália ou Canadá mas temos dúvidas em relação ao processo de imigração para brasileiros na Austrália e se nossas profissões são bem vindas no País(no meu caso dentista e meu esposo engenheiro. Qual a melhor forma para se estabelecer?È complicado a revalidação do diploma ou é melhor seguir uma outra área como vi nos relatos do blog. Vocês teria algum site para nos informarmos melhor desde já Agradeço a atenção. Tatiana e Otávio.

  11. Lucas

    December 6, 2013 at 12:18 pm

    Cara, já li quatro artigos seus seguidos, você escreve muito bem! Parabéns pelas postagens.

    Abraços.

    • Jerry

      December 7, 2013 at 1:56 am

      Olá Lucas

      Obrigado pelo incentivo.

      Um grande abraço

  12. Maykon

    December 8, 2013 at 12:44 am

    Fala Jerry, tudo bem?

    Estou na Australia há quatro meses e atualmente morando em Sydney (Dee Why).

    Leio seus posts com frequência desde de quando comecei o planejamento da viagem, ainda no Brasil.

    Gostaria de te conhecer pessoalmente, pois tenho algumas dúvidas em relação aos meus próximos passos na Austrália.

    Se possível me mande um email para marcamos algo. Ah e by the way, excelente post, arrisco a dizer que foi o melhor que ja li.

    Abraços.

    Maykon

    • João paulo

      April 29, 2015 at 3:23 am

      Ola , boa noite , gostaria de parabenizar a sua simplissidade ,to me planejando em ir ano que vem , queria saber se você sabe me falar se a profissão de cabeleireiro ta tendo exito ai, outra ária que me Enrique pra eu me preparar ano que vem ,sou brigadista socorrista e segurança patrimônial ,elem de outras arias nesta parte de segurança ,sabe me falar se consigo algo nestas áreas ?

  13. Brunojt

    December 8, 2013 at 12:49 pm

    Boa tarde Jerry,
    Excelente artigo, muito obrigado. Você foi muito objetivo e claro!
    Nota 10!

  14. Thiago

    December 9, 2013 at 4:54 am

    Parabens mais uma vez Jerry, show de bola esse post !!!
    Mandou muito bem, pra variar.
    Gostaria de saber como poderia entrar em contato com vc pra um bate bapo? estou aqui em Sydney ha 2 semanas e minha cabeca esta explodindo de ideias.
    Abraco

  15. Danilo

    December 9, 2013 at 7:04 am

    Texto excelente Jerry, como sempre! Parabéns, Deus o abençoe!

    Poderia me tirar uma dúvida? A lista de profissões em demanda na Australia mais atualizada, seria essa? http://www.immi.gov.au/skilled/general-skilled-migration/pdf/csol.pdf

    Caso este link não seja o correto, poderia me indicar a lista mais atual? Muito grato!

    • Denise

      December 9, 2013 at 7:42 pm

      Oi, Jerry! Excelente post, tem muita gente que devia ler ele todo dia como um mantra pra ver se aprende…rs
      Só um detalhe: nessa lista em português que vc linkou fala que dentre as profissões em demanda estão advogado e “solicitador (advogado)” (??). Na verdade o que está na lista é “barrister” e “solicitor”, que não tem correlação no direito brasileiro, o que inviabiliza o processo de visto pra quem se formou no Brasil, na minha humilde opinião. Claro que é possível validar o diploma aqui (ainda que seja um processo longo, de no mínimo 1 a 2 anos), mas eu sinceramente nunca conheci ou ouvi falar de alguém que tenha aplicado pro visto de residência como advogado.

      Bjs, Denise

      • Jerry

        December 9, 2013 at 7:53 pm

        Oi Denise

        Obrigado pelas informações. Vou fazer a correção. Muito bom saber disso.

        Valeu pela ajuda.

        Abraços

    • Danilo

      December 10, 2013 at 4:20 am

      Muito obrigado Jerry.

      Infelizmente Graphic Designer que tem na lista CSOL (mas agora sei que não é a correta), não tem na SOL.. rsrs

  16. Izabel

    December 9, 2013 at 12:44 pm

    Olá Jerry!

    Li seu blog hoje, nossa achei fantástico!!Você é muito determinado e perseverante.
    Pretendo de sair do Brasil daqui 2 anos, mas não do jeito fácil.
    Tenho lido bastante sobre Canadá e agora Austrália. Vi a lista de profissões e a minha não se encaixa- quality assurance manager não dá. Eu teria que entrar em outro ramo,até mesmo para Canadá, fazer outro curso, enfim brainstorm.

    Adorei seu blog e esse post sobre sucesso foi excelente!!

    Abraço Izabel

  17. Lourdes

    December 10, 2013 at 7:05 am

    Olá Jerry
    Gostei muito do seu post, prático e coerente.
    Garra, determinação, honestidade e trabalho. Com estas características, difícl dar errado.
    Desejo a ti muito sucesso e felicidades. Obrigada por todas estas dicas, são de grande valor para quem quer vir e para quem vive na Austrália. Abraços.

  18. Pierre

    December 13, 2013 at 12:07 pm

    Olá Jerry, gostei do artigo e do site em geral. Parabéns! Sobre a sua palestra, você gravou ou colocou no Youtube?

    Abs

    Pierre

  19. leandro

    December 30, 2013 at 2:29 pm

    olá, gostei das dicas, mas umas nao foi muito clara para mim

    você disse que é bom estudar focar no estudo para conseguir trabalho e nao ficar como um solteirao de 30 vagando por ai…

    mas que tipo de estudo? curso técnico ou faculdade?

    e de qual area tem a maior demanda ou facilidade ai para emprego? sabe me dizer?

    grato

  20. Ana Paula

    January 4, 2014 at 6:12 pm

    Oi Jerry! Tudo bem?
    Primeiramente, parabéns pelo blog! Foi o site mais completo, realista e direto que eu encontrei. Você escreve super bem!

    Estou planejando ir pra Australia com o meu marido no ano que vem e iremos nos preparar e planejar o máximo possível esse ano.

    Nosso objeto é ralar SIM pra conseguir o visto permanente. Li a lista de profissões em demanda que você postou e vi que engenharia biomédica, ultrasongrafia e hematologia são profissionais de demanda na AU e são profissões que um Biomédico tem a capacidade de exercer com uma pós gradução.
    Aqui no Brasil, sou estudante de Biomedicina… e ouvi dizer que a formação aqui não é reconhecida na Austrália. Isso é verdade? Caso eu espere me formar aqui e ir pra AU como estudante de pós graduação em uma dessas áreas eu tenho grandes chances de conseguir o visto permanente? Ou se eu quiser algo nessa área tenho que começar uma faculdade aí do zero? Ou esquece essa área e parte pra outra? Qual a sua sugestão?
    Outra coisa que me preocupa é a questão da nossa idade. Tenho 30 anos e infelizmente não tive condições e oportunidade de ir pra fora do País com os meus 20 anos… eu quero acreditar que isso não será um problema, mas sendo bem realista, vc acha que esse fator interfere ou prejudica? Em outras palavras: passou da hora, fica aí no Brasil!
    Desde já, muito obrigada.

  21. Diego.

    February 10, 2014 at 10:28 am

    E ai Jerry, tudo bom?

    Foi o melhor post que vi sobre vida na AUS até hoje. Parabéns!

  22. Victor

    July 7, 2014 at 5:59 pm

    Jerry, pra você que gosta de frases, a parte do kart me lembrou uma de um incrível palestrante, Waldez Ludwig: “…não tem que fazer o que gosta, tem que gostar do que faz…”
    Dá uma olhada nesse vídeo (10:50): https://www.youtube.com/watch?v=NmxTCobnqK8&feature=kp

  23. Gisela

    July 25, 2014 at 5:20 pm

    Olá, tenho plano de fazer uma Pós-graduação em Landscape Architecture na Universidade de Melbourne e tenho ido a algumas agências em São Paulo para me informar. Se puder me ajudar com algumas dicas, agradeço, não sei ao certo se o que me falam aqui procede e prefiro ir sabendo realmente o que vou encontrar, quais as dificuldades, facilidades e etc.
    Inicialmente sei precisaria fazer um curso de inglês para o IELTS e para me aprimorar para acompanhar o ritmo do curso.Minha ideia é estudar inglês na própria Universidade que faria o curso(me diga se vale a pena por conta do custo ou se posso fazer em uma escola boa e posteriormente investir uns meses em algo mais específico, já que os da universidade são mais caros e focados para o que se vai estudar depois), mas gostaria também de assistir a algumas aulas da pós para escolher qual a melhor opção, afinal é um alto investimento. Penso também em trabalhar para pagar o curso e soube que se eu for muito bem no primeiro semestre (da pós) é possível conseguir bolsa. Pesquisando, vi que essa área tem várias oportunidades de trabalho, somando os 10 anos de experiência que tenho aqui me deixam mais otimista.
    Não tenho receio de trabalhar com o que quer que seja e tenho muita força de vontade, principalmente porque tenho um objetivo muito claro.
    Agradeço sua atenção e parabenizo pela disponibilidade e pelo blog

  24. Deborah

    August 9, 2014 at 6:26 am

    Jerry,
    Parabens pelo texto. Quanta verdade existe nisso. Agencias que não nos levam a nada …

  25. Rodrigo Marinho

    August 20, 2014 at 8:58 pm

    Parabéns pelo texto!! Me identifiquei bastante.
    Sou brasileiro, 33 anos, advogado trabalhando em uma multinacional (inclusive com escritório na Austrália)
    Estudei 6 meses de inglês ai na Australia no ano passado 2013/2014 e estou planejando o meu retorno! Infelizmente não consigo uma transferência interna pela empresa, mas creio que estando ai posso conseguir algo, principalmente se eu estudar contabilidade. Mas esse não é o foco (falando a longo prazo)!! Meus objetivos são: 1) conseguir a residencia (correr atrás para conseguir); 2) após ter a residencia trabalhar com mergulho (sou instrutor de mergulho tb).
    Vocês sabem dos melhores cursos ai na Australia!! Cursos técnicos ajudam? Obrigado

  26. Sandra

    March 2, 2015 at 1:38 am

    Jerry sou Cabelereira e gostaria de saber se é fácil conseguir trabalho em salão por ai..

  27. Bruna

    March 7, 2015 at 5:25 pm

    Ola Jerry,

    Eu e meu namorado vamos para Brisbane em 2016. Vamos aplicar visto de casal, vou estudar ingles pois nao tenho fluencia e vamos atras do visto permanente. Sou pedagoga e ele irá fazer tecnico em contabeis na AUS. Voce pode indicar por favor seu agente que oroentou sobre o visto permanente, por favor? Obrigada!

  28. Karita camargo

    May 11, 2016 at 1:37 pm

    Goataria de saber se vc sabe me informar sobre a profissao de cabeleireiros,maquiador, design de sombrancelhas , quais os quesitos pra conseguir trabalhar e viver na australia ? Obrigado

  29. Gustavo Andrade Oliveira

    May 22, 2016 at 2:45 am

    Jerry parabéns pelo blog!! Estou pesquisando a 6 meses tudo sobre a Austrália. Fiz um projeto com minha família e vamos no ano que vem para Austrália. Estou indo para Gold Coast. A princípio vou me matricular em algum excelente curso de inglês e posteriormente fazer um curso profissional em que posso aplicar a residência para no futuro a permanência em definitivo. Minha mulher tem uma amiga em Gold Coast que já vive a 8 anos e tem cidadania, inclusive um filho nascido aí.
    Tenho realizado diversas pesquisas, e leituras sobre o assunto.
    Sou empresário no Brasil, Bahia, Salvador tenho minha empresa no ramo de entretenimento, e o país passa por um momento muito difícil, não tenho o que reclamar, na crise para quem trabalha não falta nada.
    Estou cansado com minha qualidade de vida e de minha família, aqui temos que matar um leão por dia para dar um condição melhor aos nossos filhos.
    Acredito ter um noção do que vou enfrentar, por isso estou montando um projeto de vida com objetivos. A princípio estou buscando qualidade de vida, segurança e uma boa educação para meus filhos. Mesmo sabendo que no início tudo vai ser uma questão de adaptação da família.
    Sei que a escola pública mas o imigrante precisa pagar para o filho com idade superior a 5 anos estudar. Então montei um plano de um ano como experiência.
    Não é tão simples pois tenho um de 11 anos e um de 4 meses, e isso tudo torna mais complicado minha esposa no início também ajudar com as finanças.
    Criei um projeto de vida, sinceramente não pretendo voltar mais tudo depende de mim e das escolhas feitas por mim.
    Logo no início estamos indo com tudo organizado, um bom curso de inglês com duração de 12 anos, até porque o meu inglês é de iniciante. Temos uma programação de apartamento por 12 meses, carro e o suficiente para em 12 meses avaliar toda essa experiência.
    Estou juntamente com a amiga da esposa avaliando os caminhos e quais serão as possibilidades após esses 12 meses, sei que dificilmente vou cursar ou estudar algo que seja o ideal no início para aplicação da residência. Mais como mesmo falou existem esforços que precisarão ser feitos para colher um objetivo no futuro.
    Vou passar a acompanhar mais sua página, também comecei a seguir seu Instagram. Acredito que seja o correto.
    Enfim para aqueles que sonham com uma vida diferente, é necessário disciplina, honestidade e ter ambição. Querer dar algo melhor para sua família, como sei que tem filhos entende muito bem o que estou falando.
    Sou empreendedor e espero realmente que consiga colocar isso na pratica no futuro na terra do canguru.

    Obs: Caso tenha mais informações que queria compartilhar tenho até 2017 para embarcar a caminho desse objetivo novo!

    Abraços e obrigado

  30. Marcelo Finger

    July 20, 2016 at 4:41 am

    Oi tudo bem, belas dias, gostaria de uma.ajuda sou Cabeleireiro e Barbeiro formado na Embelleze aqui no Brasil gostaria. De saber como faço para atuar na Austrália na minha profissão.
    Grato

  31. Bryan Ranellucci

    September 2, 2016 at 2:53 pm

    Amigo, vou escrever em portugues, pois ainda tenho dificuldades no ingles.
    Ha muito tempo planejo morar na Australia. Chegou a hora de decidir o que fazer.
    No site da Australia tem a frase: Open for business.
    Existem inumeras sugestoes para um brasileiro abrir um negocio na Australia, embora muitas destas
    sugestoes sao de pouco conteudo.
    Na proxima semana vou para Sao Paulo no consulado da Australia atraz de alguns esclarecimento que preciso.
    Tem como voce me ajudar nessa parte?
    Obrigado.
    Um abraço.
    All the best.

  32. Junior Gimenes

    October 26, 2016 at 7:14 pm

    Olá Jerry!
    Tudo Joia ?

    Meu nome é Junior Gimenes, tenho 24 anos, sou formado em Ed. Física, atualmente moro no Paraná – BR.
    Sou leitor de seu blog a um bom tempo, perdi as contas de seus artigos que já fiz as leituras, tenho algumas duvidas, ao qual não encontrei respostas pela internet.
    Você ou alguém aqui do Blog, que poderia me auxiliar, ficaria extremamente grato.

    Abraços

    Gostaria também de fazer um grupo no Whatsapp de pessoas que possui o mesmo Objetivo Austrália! Para que possam compartilhar, dicas, experiências, tirar duvidas.
    (Mandar email com whats)

  33. vamilton neves

    November 18, 2017 at 3:47 am

    oi jarry!
    estou vendo aqui seu blog, seus comentários suas experiências em se preocupar em ajudar as pessoas a realizarem seus sonhos. Penso em ir ai com um amigo trabalho em unidades marítimas do petróleo.
    conto com vc para tirar algumas dúvidas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

More in Dicas

Jerry Strazzeri no Youtube

Posts da Austrália




To Top
%d bloggers like this: