Família na Austrália

Durante os últimos anos, a grande maioria dos brasileiros que planejavam imigrar para a Austrália eram estudantes, que apesar de serem formados e muitas vezes exercerem profissões ligadas a sua formação, decidiam largar tudo para viver como estudante na Austrália, na maioria das vezes trabalhando em áreas diferentes da sua profissão no Brasil.

De um tempo pra cá, com a crise econômica brasileira e os múltiplos escândalos do governo, um outro perfil de imigrante começou a crescer consideravelmente. Casais com família dispostos a largar tudo e tentar qualquer coisa por aqui.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.13.14 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Sydney ainda é um dos destinos preferidos pelos brasileiros que vem para a Austrália

Pessoalmente ajudei muitos deles (quando tinha tempo), pois o que eu menos queria é que chegassem aqui desavisados e voltassem para o Brasil mais decepcionados com a Austrália do que com o Brasil. Então, sempre ajudava com informações sobre escolas, custos, aluguel, onde morar, entre outras coisas, tudo isso sem cobrar nada.

Vendo este tipo de imigração percebi que muitas destas famílias não estavam preparadas para a realidade da Austrália e deste modo, muitos que chegaram aqui da mesma maneira nos últimos anos acabaram voltando para o Brasil culpando a agência de intercâmbio, as comunidades do Facebook e até mesmo este e outros blogs. Lembro que uma pessoa há uns dois anos me mandou um comentário falando que eu pintava uma Austrália cor de rosa quando a Austrália de verdade era muito diferente.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.10.24 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Respeito a opinião de cada um, mas certamente a experiência que se tem Austrália, os EUA, a Itália, ou qualquer outro país varia de pessoa pra pessoa e vendo isso e conversando com muita gente que vem pra cá com família me surgiu uma dúvida: Este povo está preparado para viver aqui?

Como a Vida na Austrália é Diferente da Vida no Brasil e Quais as Dificuldades Enfrentadas para quem Vem com Família.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.33.01 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Falta de ajuda. A reclamação número 1

Mudar para outro país com a família não é fácil pra ninguém, principalmente para quem não tem muitas reservas e esteja disposto a sacrificar muitas facilidades que se tem sem dar valor no Brasil, por exemplo, empregada, babá, baixo custo de serviços (se comparado com a Austrália) e alguns benefícios que não existem aqui.

Quem vem como residente permanente ou empregado muitas vezes sofre bastante com a transição, quem decide vir com a família como estudante precisa ser bastante corajoso. Isso por causa do custo de vida alto e do alto preço dos serviços na Austrália. Vou dar um exemplo.

No começo do ano decidimos matricular nossa filha em uma escolhinha. O preço das escolas mudam de bairro pra bairro assim como a qualidade de vida em cada bairro. Como moro perto da praia e do CBD, naturalmente o cuso de vida aqui é um pouco mais alto, e ai vem a primeira surpresa de quem muda para a Austrália.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.35.25 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Descobri por que Childcare na Austrália é tão caro. Seus filhos tem aula com o primeiro-ministro. 🙂

A escola pública na Austrália começa apenas aos 5 anos de idade, até seu filho poder ingressar na escola pública você tem que escolher entre ficar em casa cuidando do filho, contratar uma babá ou colocar em uma escolinha.

A média do valor de uma creche na Austrália é entre $80 e $180,00 dólares por dia. Sim, isso mesmo, por dia. A escolinha da nossa filha custa $165 dólares por dia, ou $3,300 dólares por mês se você optar por deixar o filho na escola todos os dias. Para quem tem mais que um filho o valor dobra e não adianta pechinchar, pois há filas às vezes de anos para se conseguir uma vaga em uma boa creche.

Mas ai você pode dizer: mas os salários na Austrália são altos e assim eu consigo pagar minhas contas e viver bem. Bom, vamos fazer algumas contas.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.17.03 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Os salários na Austrália variam entre $45,000 e $170,000 dólares por ano em média. A maioria das profissões de TI pagam em média (lembrando que estamos falando de uma média) de $70,000 a $110,000 dólares por ano. (dependendo da experiência, etc)

Vamos dizer que você trabalhe em TI ganhando $100,000 dólares por ano enquanto sua esposa trabalha como assistente ganhando $55,000 (ou vice versa).

No final de um ano vocês ganham juntos $155,000 dólares. Por mês, depois de descontados os impostos, super, ela vai ganhar $3,721.42 e você $5,914.35 líquidos. Digamos que vocês tem dois filhos abaixo dos 5 anos. Estou fazendo o cálculo baseado em Sydney, onde os salários são mais altos e há mais oportunidades de trabalho. Neste caso suas contas seriam a seguinte:

Salário líquido mensal: $9,635.42

  • Aluguel de apartamento de 2 dormitórios: em um bairro há no máximo 15 km do CBD (os melhores bairros geralmente ficam neste raio): $850,00 dólares por semana ou $3,683.33 por mês
  • Creche para duas crianças: $120,00 dólares por dia ou 2 x 20 * 120 = $4,800 dólares por mês. (estou colocando o valor da creche mais abaixo)
  • Transporte público para o trabalho (ida e volta para 2 pessoas): $4*2*2*20 = $320,00 por mês.
  • Seguro saúde familiar (sim, aqui se paga plano de saúde também, é opcional, mas eu recomendo por diversos motivos que posso explicar em um próximo post, eu mesmo tenho): $300,00 por mês
  • Supermercado para 4 pessoas: $700,00 por mês
  • Luz para uma família de 4 pessoas: Média de $100,00 por mês
  • Gás: Média de $100,00 por mês
  • 2 planos de celular: $40,00 cada * 2 = $80,00
  • Internet: $70,00 por mês
  • Extras: $300,00
  • Restaurantes, despesas de entretenimento, finais de semana, etc: $100,00 por semana ou $400,00 por mês

Total: $10,853.33

Screen Shot 2016-06-27 at 10.08.00 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Praia dem Manly, em Sydney

Você neste caso tem a opção de contratar uma babá ao invés de colocar os dois filhos na escola e neste caso uma babá para cuidar de duas crianças custaria em média $25,00 dólares por hora, contando que vocês trabalhem 8 horas e levem uma hora de transporte indo e voltando do trabalho precisariam de uma babá por 9 horas por dia, o que sairá em torno de $4,500 por mês.

Você também pode escolher uma opção mais barata, morar em um bairro mais afastado, porém mais barato e o cônjuge com o menor salário ficar em casa cuidando das crianças. Neste caso o valor do aluguel cai consideravelmente e você não terá despesas de childcare e assim seu custo fica:

Aluguel: $495,00 por semana ou $2,145 por mês

Total: $4,515 por mês

Porém seu salário cairá para $5,914 uma vez que apenas uma pessoa estará trabalhando.

Assim você terá $5,914 (salário) – $4,515 (despesas básicas) = $1399 restantes.

Estes bairros mais afastados não são ruins, mas em muitos casos são bem diferentes da idéia que geralmente se tem da Austrália e algumas pessoas tem dificuldades em se adaptar.

Qual o Problema que Famílias que Mudam para a Austrália Geralmente Enfrentam

Screen Shot 2016-06-27 at 9.57.31 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 9

Eu em casa antes de ir para o trabalho quando a Felicity nasceu. Por não ter ajuda os pais tem que saber dividir bem as tarefas da casa.

Como eu disse, colocar toda a família no avião e mudar para o outro lado do planeta não é fácil pra ninguém, mas percebo que na maioria das vezes a esposa, ou a pessoa responsável por cuidar dos filhos, acaba enfrentando as maiores dificuldades.

Isso acontece pelo fato de que no Brasil, qualquer pessoa de classe média alta possui algum tipo de ajuda, como uma faxineira que limpa a casa e lava as roupas pelo menos 2 vezes por semana, ou uma escola mais barata para os filhos. Além disso, morando no Brasil a pessoa tinha pelo menos ajuda dos familiares, ainda que esporadicamente.

Quando a pessoa vem para a Austrália, muitas vezes, a esposa se encontra da noite para o dia tendo que cuidar sozinha das crianças, arrumar a casa, lavar as roupas, levar o filho ao médico, pagar as contas e resolver outras tarefas do tipo e sinceramente não é algo fácil.

A maioria dos casais que não tiveram este choque que eu conheci aqui ou eram muito ricos e conseguiam manter o mesmo tipo de ajuda aqui, ou tiveram um familiar (mãe, sogra, etc) que veio para a Austrália e ficou aqui entre 6 meses a 1 ano exercendo esta função, ou, como em raros caso que vi e pessoalmente me oponho, a pessoa traz uma pobre coitada desavisada do Brasil no visto de turista ganhando $1,000 reais por mês para ajudar a cuidar da criança por algo entre 6 meses a 1 ano. Algo que além de ilegal eu considero imoral com a pessoa contratada, uma vez que o mesmo serviço aqui custaria 10 vezes mais e se você não gostaria de ser explorado, não é legal explorar os outros.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.06.17 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Outro ponto que precisa levar em consideração é a diferença entre o sonho e a realidade. Tem gente que vem para a Austrália achando que tudo é de graça para todo mundo e não é assim. Primeiro que os serviços públicos são parcialmente gratuitos para residentes permanentes e cidadãos australianos, ou seja, quem vem em outro visto não tem os mesmos direitos, depois que estes serviços são muito caros (muitas vezes até mesmo para australianos e cidadãos). Como eu disse, eu gasto $165,00 dólares só de creche por dia.

Quem tem dinheiro sobrando não tem dor de cabeça, mas pra quem vem num budget pode acabar se estressando em pouco tempo.

Screen Shot 2016-06-27 at 9.45.24 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 9

Um dos grandes problemas de morar na Austrália são os amigos que vão embora. Todo ano casais de amigos mudam para outro país ou volta para o Brasil. Isso é constante por aqui e você precisa estar preparado.

Outra coisa que você tem que levar em conta que dificilmente terá qualquer ajuda aqui. O Australiano tem o lema do “cada um que cuide da sua vida”. Nenhum Australiano vai bater na sua porta pedindo ajuda, mas ao mesmo tempo eles esperam que você se comporte da mesma forma. Isso acontece por que a vida na Austrália é muito intensa e todo mundo está ocupado o tempo todo. Então, do Brasileiro, ao Chinês, Alemão, Australiano, Inglês… está cada um cuidando da sua vida e dificilmente eles terão tempo para parar para te ajudar, a não ser que seja uma ajuda esporádica.

Conseguir um Emprego na Área na Austrália

Screen Shot 2016-06-27 at 10.13.34 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Imagine que eu te convide para vir para a Austrália e diga que vou pagar sua passagem de avião, mas existe um pequeno detalhe. Quem vai dirigir o avião do Brasil para a Austrália sou eu. E ai você me pergunta: Jerry, você sabe dirigir avião? Não, não sei, mas vou na fé que vai dar tudo certo.

Muitos brasileiros que conheço vem para a Austrália desta maneira. Sem muito planejamento e na fé de que vai dar tudo certo. Pode ser que dê, como pode ser que não. É imprevisível.

As chances de conseguir um emprego na Austrália vai depender de dezenas de fatores, entre eles:

  • Qual seu visto? Residente? Estudante? Turista??? – O visto de estudante não lhe permite trabalhar em tempo integral e 90% das empresas nem considerarão alguém que não seja residente permanente.
  • Qual a demanda da sua área? – Desenvolvedor iOS usando Swift com anos de experiência, tendo trabalhado em empresas conhecidas, formado em ciências da computação e com pós em um país de lingua inglesa tem boas chances. Para um administrador de empresas, que trabalhava em banco no Brasil as chances são bem menores.
  • Nível de inglês – Sem falar inglês fluentemente (conseguir se comunicar bem com qualquer pessoa, entender as conversas em uma reunião, ler e responder emails, criar relatórios, etc) fica difícil conseguir emprego de massagista (profissão na qual você não precisa abrir a boca). Você precisa ter um bom nível de inglês para conseguir um emprego na área.

É possível conseguir emprego na área mesmo estando em um visto de estudante, mas é preciso levar em conta os fatores acima.

Link Patrocinado: Se você precisa de ajuda profissional para se preparar para arranjar um emprego na àrea na Austrália, clique aqui.

O que é a Qualidade de Vida na Austrália

Screen Shot 2016-06-27 at 9.34.29 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 9

Quando se pensa na qualidade de vida que se tem na Austrália as pessoas tendem a ver isso como um acréscimo e não como uma troca. Porém, ao se mudar para outro país você não está acrescentando algo à vida que você já tem, mas está sim trocando algo que você possui por algo diferente.

A Austrália é um país seguro, muito bonito, limpo, com um povo mais educado, mas ao mesmo tempo também possui os seus problemas. Não só problemas, mas existem coisas com as quais muitas pessoas estão acostumadas no Brasil que na maioria das vezes elas não terão aqui. Um exemplo é ajuda na limpeza da casa ou no cuidado das crianças.

Aqui, uma cleaner bem baratinha vai custa $25,00 dólares por hora. Ela não vai fazer uma faxina brasileira na sua casa. Ela vai passar aspirador, passar um pano, lavar o banheiro, arrumar uma coisa aqui e outra ali e depois de 5 horas de trabalho você vai lhe entregar $125,00 dólares. Se você quiser ter esta ajuda 2 vezes por semana, ao final do mês vai gastar $1,000 dólares por mês. Se fôssemos então extrapolar e comparar com uma pessoa na mesma função no Brasil que trabalha 8 horas por dia de segunda a sexta, você terá que gastar $4,000 dólares por mês. Isso sem contar que trabalhando tempo integral você ainda teria (como no Brasil) que registrar como funcionário e pagar todos os encargos trabalhistas, além de férias.

Screen Shot 2016-06-27 at 10.03.58 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 10

Só por isso já dá pra ter uma idéia que são raríssimos os brasileiros que tem empregada aqui. Em alguns casos o que vejo são pessoas que contratam uma cleaner 1 vez por semana, mas como eu disse, é uma despesa de quase $500,00 dólares a mais no seu budget.

Desta forma, você terá benefícios incríveis na Austrália, mas também terá que abrir mão de muitas coisas. Todo serviço que custa muito pouco no Brasil aqui é extremamente caro. Eu morei em um prédio com uma espécie de zelador (building manager), algo raro aqui. O cara trabalhava umas 7 horas por dia e ganhava $100,000 dólares por ano.  Quem é solteiro e sem filhos não sente muita falta, mas quem vem de classe média alta e se muda com família para a Austrália, pode levar um tempo até se adaptar a nova vida de fazer tudo sem ajuda de ninguém. Sim, por que por mais que não se tenha empregada, babá ou qualquer outra ajuda no Brasil, muitas vezes se tem a ajuda dos pais.

Pessoalmente não senti muita falta por que a gente não sente falta do que não teve, mas vejo que quem teve acaba sofrendo um pouco aqui.

Outro ponto é que a Austrália é diferente. Como os serviços são caros este custo acaba sendo repassado para tudo. Hoje fui comer um PF na city num restaurante brasileiro e gastei $20,00 dólares (por que estava em promoção) se fosse com minha esposa e filha sairia $50,00 dólares para comer arroz, feijão e bife. Além disso, varias comodidades que existem no Brasil como manobrista, Farmácia 24 horas, restaurantes abertos depois das 10 da noite, simplesmente não existem aqui.

Mais um fator a se levar em consideração é que a Austrália está se tornando muito workaholic e se você sai as 7:00 da manhã para ir ao trabalho e volta as 6 da tarde e aqui na Austrália tudo fecha as 5PM, o que você vai fazer com sua esposa e filhos as 6:30 da tarde? Provavelmente dar janta, banho e coloca-los pra dormir e nisso, de segunda a sexta, a vida não fica assim tão diferente do que você já faz.

Vale lembrar que a Austrália é considerada o segundo país mais workaholic do mundo, a frente dos EUA, Canadá e China, só perdendo para o Japão.

Qual a Cidade Ideal na Austrália para quem vem com Família?

Screen Shot 2016-06-27 at 9.59.47 pm  Indo para a Austrália com Família e Filhos Screen Shot 2016 06 27 at 9

Não existe cidade ideal, mas mais uma vez você precisa pesar os prós e os contras. Sydney tem mais empregos, mas por outro lado é bem mais cara. Um apartamento de um dormitório em Sydney em um bom bairro chega a custar 1 milhão de dólares. Melbourne tem uma quantidade boa de empregos, é muito bonita, mas é muito fria e não tem praias muito boas. Gold Coast é quente, lindo, barato, mas não tem empregos. Perth está sofrendo com o mining boom e fica no fim do mundo, Adelaide é bem barato, mas tem poucas empresas e é bem parado.

Você precisa avaliar cada cidade e ver o que é melhor para você.

Como eu disse, a Austrália é um país incrível, mas você precisa se planejar bem antes de fazer as malas e trazer a sua família para o outro lado do mundo para que tenha sucesso e consiga realizar seus sonhos.

Solicite Orçamento 160×160
SHARE
Previous articleFilme Brasileiro Ganha o Sydney Film Festival
Next article20 Melhores Países para se Viver de acordo com os Millennials
Jerry Strazzeri
Jerry Strazzeri vive na Austrália com sua esposa desde 2006. Trabalha como Analista Digital na Austrália já tendo trabalhado em empresas no Brasil e Estados Unidos. Cidadão Australiano, junto com seu trabalho está concluindo uma graduação em Leadership. Junto com sua esposa Michelle, foi responsável por diversos sites na área de educação e TI e criaram o Brazil Austrália em 2006 para ajudar aqueles que estavam imigrando ou vindo estudar na Austrália. "Mas eu e a minha família serviremos ao Senhor" ~ Josué 24:15 Veja meu outro blog - Siga-me no Quora

42 COMMENTS

  1. Como sempre seus posts com muita coerência
    Certmanente uma verdade difícil de engolir ,porém que todos que pensam em ir pra Australia precisam entender e não se iludir

    • Valeu Kyo. A esperança é ajudar as pessoas que vem a se preparar melhor. É difícil mesmo de aceitar. Thanks

  2. Muito acurado seu texto, você fez uma análise muito completa é verdadeira. Descreveu meus últimos dois meses, após a chegada na Austrália com a família. Largamos tudo e viemos como residentes, com nossa filha de 1 ano e outra pra nascer. Eu era médica e meu marido de TI, agora só ele trabalha e eu cuido da casa e das meninas . Inicialmente é um choque sim, apesar de eu achar que estava preparada. Não tenho ajuda nenhuma , nem sitter ou cleaner, e às vezes é difícil mas me identifico com esse jeito de viver daqui. Até gosto de ser dona de casa, mas inicialmente pode ser um choque, de alguém que trabalhava, convivia com muitos adultos, de repente passa os dias em casa, meio isolada num bairro afastado, marido chega tarde devido ao commute, não se tem parentes ou amigos no país…
    Se você não admite abrir mão de trabalhar fora tendo filhos pequenos ou fazer você mesma o serviço da casa pode não se adaptar mesmo, a não ser que ganhe rios de dinheiro, como o Jerry falou.
    Tudo mais do texto também está corretíssimo.

    • Olá Themis, muito obrigada pelo seu comentário.
      É a Austrália tem suas vantagens e desvantagens e quando se é solteiro a vida é uma, com filhos a vida muda completamente, pelo menos até eles irem para a escola… 🙂
      Espero que de tudo muito certo para vcs aqui!

    • Valeu pelo comentário Themis. Legal saber seu ponto de vista, principalmente por você ter chegado recentemente. Obrigado 🙂

    • Não é para desistir é para se preparar melhor.
      Aqui vc vai ter segurança, educação e saúde. Mas toda benção tem seu fardo.

      Se eu e o Jerry tivéssemos que vir para a Austrália hj com a nossa filhinha, eu viria, pq vale muito a pena, principalmente a médio/longo prazo.

  3. Jerry, seu texto caiu como uma luva pro meu desanimo atual. Deve ser o inverno que sempre deixa as pessoas mais depressivas. haha Eu concordo em gênero, número e grau. A Austrália é maravilhosa, a qualidade de vida aqui é incomparável, mas criar um filho sem ajuda realmente não é um trabalho fácil. Como diz aquele ditado: “É preciso uma aldeia inteira pra criar um filho”.

    • Hhahahahah verdade!
      É um desafio que é cuidar desses pequeninos, mas também o laço que agente cria é diferente, né.

    • Acho que foi o frio. Em um dia quente de verão eu teria escrito um post sobre as maravilhas de ser pai na Austrália. heheheh.

      Mas realmente esta falta de ajuda e o preço absurdo de tudo desanima mesmo.

  4. Olá Jerry e Michelle!

    Parabéns pelo texto coerente e realista! Vim para Perth com meu marido para passar um período e depois retornarmos para o Brasil, e mesmo não tendo vindo com filhos e com a intenção e “tentar a sorte” aqui percebo que, de fato, as pessoas chegam aqui sempre um pouco iludidas.

    Realmente, tudo é bem caro (e olha que não estamos em Sydney) e não é fácil arrumar emprego (mesmo que de waitress, cleaner, ect), como era antigamente (ou como diziam que era). Não tem um dia que não veja alguém dizendo o quanto está difícil.

    Conheci pessoas que vieram com a família e acho um ato de muita coragem, especialmente se a pessoa não vem como residente, tendo, inclusive, que pagar escola para os filhos com mais de 5 anos também (pelo fato de não ser residente).

    Achei muito pertinente você dizer que a qualidade de vida é uma troca, e não um acréscimo: no Brasil, bem ou mal, estamos acostumados a um padrão de vida, a ter acesso a certos serviços por preços mais razoáveis, a ir ao mercado a qualquer hora e encontrar tudo aberto, etc. Em contrapartida temos trânsito, mais violência (digo mais porque vira e mexe alguém posta no facebook aqui que teve a janela do carro estourada, tentaram fazer ligação direta na scooter, etc, ou seja, isso não acontece só no Brasil), mais insegurança, enfim..

    Bom, tudo isso pra dizer o que você já disse, mas fica o conselho: a vida aqui é boa mas não é um mar de rosas, especialmente se você não é milionário e veio planejando gastar uma certa quantia. O país não está em seus melhores momentos econômicos (especialmente WA), as coisas aqui são caras e, bem ou mal, no Brasil 1 real vale 1 real (e não 40 centavos)…

    Abraço e parabéns pelo blog e pela intenção e abrir os olhos das pessoas para a a realidade.

    • Oi Juliana

      Obrigada pela mensagem e por dividir sua experiência aqui. Importante o que você mencionou que a Austrália não está no seu melhor momento e o câmbio para quem vem do Brasil não é dos melhores mesmo.

      Abraços

      Jerry

  5. Oi, pra variar um pouco eu amei o post. Realmente o que vou sentir falta é da aldeia pra criar o filho Hehehe. Mas ainda acho que vale a pena o esforço por um futuro melhor pra ele. Será que você ou a Michelle poderiam falar um pouco mais sobre Perth e sobre esse mining boom que está rolando por lá? Desde já agradeço essa fonte de informação segura que vocês tem sido pra mim Hehehe.
    Abraços Deus abençoe cada vê mais a vida de vocês!

    • Oi Juliana.

      Obrigado.

      Na verdade o que aconteceu em Perth foi a crise por conta do Ending of the Mining Boom. O Mining boom foi uma fase em que as exportações de minério estavam em alta e como a maioria das mineradoras são ao redor de Perth a cidade viveu um momento econômico muito bom.

      Porém o Mining boom acabou, o preço do minério caiu muito, as exportações despencaram e assim muitos empregos acabaram na cidade. Houve uma grande desvalorização e isso afetou todos os setores.

      O problema é que o governo não traçou um plano para quando o mining boom acabasse. Acho que ele achou que iria durar para sempre.

      Deus abençoe você também.

      Abraços

      Jerry

  6. Como não amar seu blog??? Adoro seu jeito super sincero de mostrar a realidade daí, não acho que vc desanima, mt pelo contrário… se não lesse tudo que vc escreve estaria muitooo iludida. Sou casada e tenho duas filhas (12 e 6 anos) e toda a família sonha em morar aí. Aqui no Brasil meu marido é tatuador, mas infelizmente ñ conhecemos ninguém nessa areá aí que possa nos orientar.
    Jerry e Michelle… vcs acham que seria loucura da nossa parte tentar uma vida aí com filhos nessa idade e com a nossa profissão? tenho consciência que no inicio não seria nada, nada, nada fácil.
    Desde já muito obrigada e continuem lindos! Tb sigo a Márcia Percival 🙂

    • Oi Ana.

      Obrigado. Eu realmente fico com medo de desanimar quem l6e este tipo de post, mas a intenção é mesmo ajudar para que se venha preparado e não se tenha surpresas desagradáveis.

      Infelizmente não conheço ninguém da área aqui para te indicar, mas meu conselho seria procurar por anúncios de emprego na área para ter uma idéia da demanda.

      Vir pra cá com família é um processo longo em que muitas pessoas investem 4, 5, 6 anos aqui para depois colher os frutos, mas isso vai depender de vários fatores também.

      Obrigado pela mensagem. Torço para que dê tudo muito certo para você e sua família.

      Abraços

      Jerry

  7. Eu sempre digo na Australia se tem muito luxo mas nao se tem NENHUMA mordomia. Parabens Jerry e Michelle texto impecavel!

  8. Um casal brasileiro de aposentados, com não tanto money, poderia trabalhar aí?
    Fazendo e vendendo alguma coisa em casa (tipo, comida, artesanato…)
    E também pode tirar licença para trabalhar em consertos e pinturas nas casas, qualquer coisa nesse tipo?
    Tendo filho com cidadania australiana?
    Gosto de tudo que vocês escrevem.
    Muito explicativo.
    Coloque o link lá no Grupo Blogueiras(os) pelo mundo.
    Obrigada.
    Beijos.

  9. Jerry meu marido e eu temos umamai eu naoha de dois anos e um garoto de dose anos. Sua postagem nos ajudou muito a não se iludir mais não vamos desistir a previsão é junho 2017 porém agente queria umas informações sobre os vistos residentes porque claro que é mais fácil ir como estudante

  10. Bom dia Jerry e Michelle,
    Estou seguindo vocês a um bom tempo no site e snap, e é bom ter informações, mesmo sabendo que cada um vive sua história. Como já mencionei em outros post, tenho um sonho de ir para ai, já morei em Portugal e não se compara as situações.
    Bom gostaria apenas de te atualizar sobre a situação do Brasil, não é SP mas é MS. Trabalho com TI a mais de 10 anos, tenho certificações faculdade e uma boa experiencia, minha família mora aqui e da minha esposa também, mas te afirmo que além das coisas estarem absurdamente mais caras (como casas, carros, comer fora), as pessoas no modo geral como amigos e familiares estão muito distante também. Não são como antigamente que os filhos brincavam com primos e amigos direto, cada um tem sua vida e rotina. Mesmo ganhando muito bem, pagar uma simples escola integral aqui não sai por mesmo de R$ 1500,00 (quase dois salários minimo), daí entra mais plano de saude, roupas, comida, etc. Você sair para jantar não sai por menos de R$ 100,00 em qualquer restaurante, e se for em SP então seria uns R$ 150,00. Eu tenho um bom carro 2011, porem quando comprei, tinha apenas 2 anos de uso, e hoje não consigo comprar o mesmo modelo com 2 anos de uso, subiu apenas 40% do valor. Fora contar a pouca vergonha da roubalheira, assaltos, roubos. Eu não posso sair de casa de bicicleta ou a pé para caminhar ( em qualquer horario) pois posso ser assaltado e morto. E o que posso fazer com isso ? Mesmo trabalhando muito e estudando (cursos bons são todos caríssimo), não consigo dar o mínimo de qualidade de vida para minha familia. Daí me pergunto: Será que a Australia é dificil ou o brasileiro é acostumado a ser servido ? O que é valoroso para um pai de familia ? Curtir a preguiça ou ver sua familia tendo o minimo de qualidade? Uma outra observação aqui é que mesmo com plano de saúde, você não tem bons hospitais, e as vezes (como aconteceu comigo) se tem que pagar por fora para se ter um minimo de qualidade quando precisa fazer uma cirurgia.
    Para mim, o brasil é um país que não está nem aí para você.
    Que Deus abençoe vocês.

    • Oi Leandro.

      Concordo 100% com você. O Brasil não é um país estável, nem seguro, nem se preocupa com os seus cidadãos. Tem gente que não se adapta aqui e entra em depressão, eu não troco a vida que eu tenho na Aus por uma vida luxuosa no Brasil não.

      Mas é bom saber das dificuldades para se preparar melhor, tem muita gente que tem uma idealização da Austrália que nem no mundo encantado elas vão atingir…

      Espero que de certo seus planos.
      Abs,

  11. Tenho dois filhos (3 e 10 anos) sei que não e nada fácil migrar para outro pais com filhos, mas na situação que está o Brasil eu me arrisco a dizer que não e mais difícil do que viver aqui, sem falar que a expectativa e que as coias piorem. Estou decidida a ir para a Austrália só esta difícil convencer meu marido. Gostaria de saber sobre o visto de residentes.

    PS. Leandro Alcantara está mais do que certo

  12. Olá. Gostei muito do Post. O que eu gostaria de saber é verdade que a escola só é gratuita pra quem é cidadão? Mesmo sendo residente permanente ou indo com visto de trabalho, tem que pagar? VC falou de pré escola, eu to perguntando do ensino fundamental é médio. Obrigada

    • Escola estadual para residentes permanentes é de graça, mas para o visto de trabalho muda de estado para estado. Eu sei que em NSW vc tem que pagar, agora não lembro quais são so estados que a escola pública é de graça para quem tem 457.

  13. Todo país tem seus problemas. Mas eu sou fascinada pela Austrália, espero em Deus conhecer um dia.

  14. Muito Top seu post!
    Realista!
    Parabéns!
    Quando somos solteiros pensamos em nós, quando somos casados e temos filhos começamos a pensar mais no futuro dos filhos do que no nosso futuro. A batalha temos em qualquer país, por um futuro melhor, mas aqui no Brasil é difícil enxergar uma luz no fim do túnel. Talvez passemos a maior parte do tempo trabalhando, iguais a loucos, porém poderemos dar um futuro melhor para os nossos filhos em um país diferente. Atualmente trabalho 10 horas por dia e não tenho uma remuneração digna para um carga de coordenação de mais de 20 pessoas é esse tipo de coisa que acaba revoltando alguns brasileiros. Mas concordo com o que você enfatiza bem em seus textos, temos que ter muito planejamento para mudar de país, ainda mais com família.
    Forte abraço!
    Deus abençoe você sua família!

  15. Se eu tivesse condições iria embora pra Austrália pois a vida aqui não é nada fácil, entendo um pouco de inglês, de fico constrangida com relação a salário mínimo aqui no Brasil pois trabalho das 7:00 às 17:30 da tarde meu esposo desempregado e pagamos aluguel com uma criança o aluguel e 500, 00 imaginem como vivemos só o senhor pra ter misericórdia de nós. TO acostumada com o árduo trabalho mais é triste passar ano após ano e não ter nem uma casinha pra morar.

  16. Olá Jerry e Michele, como vão?

    Estive na Austrália entre 2012/13, onde estudei e trabalhei por 8 meses.

    Estou planejando voltar ano que vem, desta vez com minha noiva, como residente permanente.

    Gostaria de saber de vocês, como faziam no começo…se já dominavam ou inglês e como fizeram pra melhorar a língua mesmo casado com alguém nativo em Português.

    Se puderem ajudar, ficaremos muito agradecidos.

    Obrigado desde já.

  17. Olá Jerry e Michele,

    Estamos pensando (meu marido e eu) em irmos para Perth com nossa bebê de meses para que ele estude inglês por cerca de 1 ano e trabalhe as horas permitidas. Eu tentaria um trabalho em casa ou algo que fosse possível com a bebê.

    Fizemos uma reserva econômica para tal (um pouco mais do que o exigido para a retirada do visto de estudante com dependente).

    Acha válido essa ideia? Seria muito complicado embarcar com uma bebê de apenas meses?

    Obrigada,

    Daniela

  18. Oi Jerry, parabéns pelos posts, são muito esclarecedores e ajudam à muitas pessoas que se interessam pela Austrália como eu.
    Já fiz um programa de High School por dois semestres em Ottawa, Canadá quando tinha 16 anos. Hoje, com 40 anos, casado com uma filha de 14 anos, penso em passar 2 anos na Austrália. Não penso em imigrar, vou te explicar o porquê: sou funcionário público da área da saúde ( dentista), concursado há 8 anos com 2 vínculos e tenho um salário razoável aqui. Posso pegar uma licença sem vencimento de dois anos e passar esse tempo na Austrália como sempre sonhei. Sou fluente inglês (viajava à vezes para os EUA onde acabava praticando). Hoje a crise nos afetou com força, isso aqui está uma bagunça e penso que talvez seja a hora de arriscar um tempo fora sem nenhuma pretensão. Meu plano seria ir acompanhando minha esposa que faria o curso de inglês ( ela Tb tem 40 anos) e podermos tanto eu e ela trabalharmos 20 horas cada por semana. Minha filha iria cursar os dois últimos anos do High School ( sei que tenho que pagar). Pretendenos somente ganhar o suficiente para o sustento durante esse tempo. Gostaríamos de fixar na região de Gold Coast ( porque gostamos de praia) ou talvez Brisbane. Sydney na minha opinião é muito cara e é uma cidade muito grande que não encaixa bem no nosso perfil. Finalizados os dois anos, voltaríamos imediatamente para o Brasil ( espero que até lá melhore um pouco). Você acha que isso é possível? Será que seria fácil conseguirmos emprego lá e escola pra minha filha? Minha esposa não é fluente em inglês e minha filha já sabe bastante.

  19. Jerry, adoro acompanhar as suas publicações, estarei indo para Sydney no mês de fevereiro/2017, estou indo com o meu marido. Estamos indo como estudante, meu marido e Engenheiro no Brasil desempregado a quase 2 anos, sou Gestora de RH atualmente trabalhando, porem vivendo com muito stress, queremos mudar de vida.

LEAVE A REPLY