Trabalhando na Austrália

Não coloquei a pergunta inteira que seria muito grande para o título, mas uma das maiores dúvidas de quem vem pra cá como estudante é: Consigo arrumar um emprego na área mesmo como estudante na Austrália?

A resposta mais direta para esta pergunta é: Sim, você consegue, mas não é fácil. Contudo antes que você comece a se descabelar e roer as unhas lembre-se que arrumar um bom emprego na área não é fácil em qualquer lugar, nem no Brasil. Contudo o que limita o estudante na Austrália é justamente o visto de estudante que lhe limita a trabalhar apenas 20 horas por semana (apesar de muitas pessoas burlarem esta regra).

Eu comecei um emprego na área logo no segundo mês aqui e antes que pensem que estou tentando aparecer com isso, saiba que muitos outros brasileiros, melhores ou piores qualificados, também já conseguiram a mesma coisa.

Lembro de um brasileiro muito legal que conheci em Melbourne e se encontrou com outro brasileiro que era residente e trabalhava em uma das maiores empresas aqui na Austrália. Durante a conversa, o brasileiro estudante perguntou sobre trabalho e o que já era residente desdenhou dizendo que ele (o estudante) jamais conseguiria um emprego na empresa em que ele trabalhava sendo estudante. Poucas semanas depois eles se esbarraram pelos corredores da empresa, o ex-estudante havia sido contratado e conseguido o visto de sponsor.

Assim como ele vi muitos outros brasileiros obtendo grandes resultados e conseguindo trabalhar na área aqui. Na maioria dos casos o que se precisa é bastante paciência e determinação. Alguns conseguem algo rapidamente, para outros isso pode levar anos, mas o mais importante é não se acomodar com uma situação e não sair mais dela.

Mas você me pergunta. Por que alguém iria se acomodar a ficar servindo cafés se pode trabalhar na área?

Isso acontece por dois motivos. Primeiro que trabalhar em cafés traz muito menos responsabilidades do que ser desenvolvedora .NET. Depois que os salários da área de hospitality na Austrália são muito altos. Depois de pagos os devidos impostos, muitas vezes o salário de um atendente de café que trabalha bastante não é assim tão diferente de um designer por exemplo. Desta forma com o tempo muita gente se cansa e desiste depoiis de um tempo mandando currículos e fazendo entrevistas.

Tenho um amigo que chegou aqui sem inglês, sem ser formado, vindo de uma família de baixa renda no Brasil. Trabalhou bastante, se esforçou e acabou conseguindo um emprego de faz tudo em uma boa empresa aqui. Eles viram o quanto ele era esforçado, educado, dedicado e trabalhador que depois de um tempo lhe ofereceram o sponsor. Daqui a 1 ano ele poderá aplicar para residência.

Da mesma forma vejo gente super capacitada, formada no Brasil, com experiência profissional e que chegam aqui e passam anos e anos fazendo a mesma coisa sem crescer. É como a história que contei aqui do cara que conheci no curso. Ele era radiologista, formado em uma excelente universidade no Brasil e estava aqui há 4 anos dirigindo caminhão. Quando falei que estava largando o curso por que tinha conseguido um emprego na área ele ficou tão assustado que não pode nem acreditar. Quando perguntei por que ele não procurava algo na área dele ele apenas sorriu e disse que era muito difícil.

O que posso dizer para quem trabalha em uma área específica no Brasil e vem pra cá como estudante na esperança de um dia conseguir um emprego na área é que conseguir este tipo de trabalho não é fácil, exige paci6encia, determinação e um pouco de sorte, mas não só é possível como é provável se você estiver disposto a pagar o preço.

O preço pode ser aprender uma nova habilidade, não desistir depois de levar 200 nãos, estudar ou fazer uma pós graduação ou quem sabe apenas melhorar bastante seu inglês, mas é possível e dezenas de brasileiros que conheci pessoalmente aqui são a prova viva disso.

Mas ai você pode me falar: E Eu que estou aqui há 3 anos e nunca consegui nada na área?

É uma pergunta valida, mas é preciso entender que muitas vezes temos que sair da nossa zona de conforto para conquistarmos nossos objetivos. Talvez deixar de ir aos churrascos aos finais de semana com os amigos brasileiros na praia para ficar em casa estudando, pode ser que seja começar a juntar dinheiro para fazer uma faculdade ou uma pós graduação, talvez sair mais cedo dos eventos para ficar em casa estudando ou quem sabe até deixar de andar com algumas pessoas que não lhe acrescentam nada e só te puxam pra baixo. Mas sem dúvida se depois de anos nos encontramos dando voltas no mesmo lugar é necessário parar, olhar para vida e fazer novos planos.

É como o cara que conheci aqui que estava há 10 anos na Austrália, tinha feito todos os cursos possíveis e imagináveis e continuava trabalhando na mesma coisa que fazia quando chegou aqui como estudante 10 anos antes. Contudo nunca deixei de vê-lo nas festas, churrascos e eventos.

Para se conseguir algo de valor na Austrália é preciso primeiro ter as prioridades corretas, traças estratégias, se dedicar e estar disposto a pagar o preço. Caso contrário é o mesmo que querer ficar com o corpo da Adriana Lima ficando o dia inteiro sentado no sofá assistindo TV e comendo bolo. Simplesmente não tem como.

Minha esposa disse outro dia que não achava a Austrália a terra das oportunidades, mas que nós como estrangeiros temos uma capacidade maior de enxergar oportunidades onde a maioria das pessoas que nasceram aqui não vêm. É como os imigrantes do Brasil. Por que você acha que os japoneses são geralmente os que conseguem entrar nas melhores faculdades, os libaneses fazem fortunas com seus restaurantes, os portugueses ganham mais com suas padarias do que muitos executivos com MBA e muitas outras nacionalidades se deram tão bem no Brasil? É como o dono do Rubayat, um dos melhores e mais elegantes restaurantes de São Paulo. O cara é um imigrante espanhol que chegou ao Brasil e foi trabalhar de pedreiro. Hoje o cara é dono de um dos mais requintados restaurantes do país.

Basta apenas ver as oportunidades, se dedicar muito e colher os resultados.

Trabalhar na sua área de formação ou experiência, principalmente depois de passar por empregos na área de hospitality, é algo muito legal. As empresas aqui são geralmente bem estruturadas e oferecem muitas comodidades aos funcionários. Na maioria das empresas em que trabalhei eu tinha estacionamento (algo raro aqui), vista privilegiada, sala de descanso com TV, video game, jogos, cozinha completa com máquinas de café e muito mais.

   4  É Possível Conseguir um Emprego na Área na Austrália? 4

A segunda empresa onde trabalhei na Austrália. Não achei fotos das outras. Esta tinha um escritório muito moderno. Esta é a área onde eu trabalhava. Duas semanas depois de eu começar eles mudaram para este escritório

  6  É Possível Conseguir um Emprego na Área na Austrália? 6

Sala de reuniões. Como era uma empresa de games para PS3, PC, 360, Nintendo, etc, sempre havia alguma apresentação de um novo game rolando nesta sala.

Algumas Dicas Importantes Para Quem quer Arrumar Emprego na Área na Austrália

Escola de Inglês – Se você começar bem a tendência é que continue bem. Pegue uma boa escola de inglês. Não pegue as escolas mais baratas e que vão contribuir muito pouco para seu progresso na Austrália. Depois falo mais sobre o assunto.

Faça um bom Curso VET ou Faculdade – Cursos VET são cursos técnicos. A maioria dos brasileiros aqui escolhe um curso podre só para manter o visto. Eles mantém o visto, mas passam 10 anos aqui sem evoluir. Escolha um curso VET bom e de qualidade ou uma faculdade. Você terá realmente que estudar, mas isso contribuirá para seu crescimento pessoal e profissional.

Vida Regrada – Tenha uma vida regrada. Na Austrália muita gente se perde neste lifestyle que se consegue ter trabalhando de cleaner e estudando a noite. Nada contra isso, mas não faça isso por muito tempo.

Tenha Metas – Crie metas curtas. Ou seja, ao invés de ter a meta de fazer faculdade daqui 3 anos, coloque metas de curto prazo como juntar uma quantia este mês numa conta para que você possa um dia fazer faculdade.

Ande com as Pessoas Corretas – Aqui os opostos não se atraem, os semelhantes se atraem. Se você começar a andar com gente que não quer nada na vida isso revelará muito sobre seu futuro aqui.

Vá Atrás – Ninguém vai te ligar em casa para te oferecer emprego. Você tem que ir atrás.

Solicite Orçamento 160×160
SHARE
Previous articleLei e Segurança na Austrália
Next article6 Anos de Brazil Austrália
Jerry Strazzeri
Jerry Strazzeri vive na Austrália com sua esposa desde 2006. Trabalha como Analista Digital na Austrália já tendo trabalhado em empresas no Brasil e Estados Unidos. Cidadão Australiano, junto com seu trabalho está concluindo uma graduação em Leadership. Junto com sua esposa Michelle, foi responsável por diversos sites na área de educação e TI e criaram o Brazil Austrália em 2006 para ajudar aqueles que estavam imigrando ou vindo estudar na Austrália. "Mas eu e a minha família serviremos ao Senhor" ~ Josué 24:15 Veja meu outro blog - Siga-me no Quora

26 COMMENTS

  1. Olha, vou colocar um pouco a minha opiniao de quem esta aqui a mesmo tempo que vc. Estou todo esse tempo em WA entao soh posso falar daqui.

    Acho que a Australia eh sim a terra das oportunidades. Pelo menos Perth cresce de maneira assustadora. A demanda por mao de obra eh gigantesca (principalmente Tradies e Labourers). E a previsao eh que a populacao da Australia dobre ateh 2050. Mas como vc mesmo disse, quem faz as oportunidades eh a pessoa.

    Enfim, quanto a trabalhar na area eu acho que brasileiro ainda tem a visao de que trabalhos “bracais” ou qualquer trabalho que nao envolva um escritorio sejam menos dignos. No Brasil, pela sociedade de um modo geral um pedreiro eh visto com maus olhos. Aqui um pedreiro (em Perth principalmente) eh um dos empregos mais bem pagos e entram em qualquer lugar de cabeca em erguida. Entendo que nao eh isso que vc disse mas vou me explicar melhor.

    Vim para a Australia e fiz meu mestrado em Contabilidade de cara, hoje depois de trabalhar na area por alguns anos estou me engajando para entrar em algo que seria menos “digno” na visao de muitas pessoas. Trabalho para um empresa de Drilling e vou-lhe dizer, um mecanico ou um driller ganham pelo menos 3x mais do que o meu salario anual.

    O que eh interessante a respeito disso? Muitas pessoas no Brasil as vezes deixam de fazer algo que lhes completaria como pessoa. Trabalhos manuais podem ser bastante recompensadores em termos pessoais. Obviamente nao eh o sonho de ninguem virar pedreiro no Brasil, portanto muitas pessoas se veem obrigadas por exigencias financeiras e da sociedade a partir para algo cujo elas nao tem nenhuma afinidade. Muitas pessoas adoram trabalhar em Cafes ou restaurantes pois adoram o contato com outras pessoas.

    Levando o papo para outro lado. A Australia eh a terra das oportunidades, mas em outro sentido, a oportunidade de ter uma vida digna nao importa sua profissao. A oportunidade de fazer aquilo que lhes faz feliz sem se importar o que a sociedade vai achar.

  2. Ola Jerry, bom dia.
    Li alguns temos no seu blog especialmente este sobre trabalho na area.
    Hoje aqui no Brasil sou um vendedor tecnico na area de ferramentas industriais.
    Tenho formação tecnica em mecanica e gostaria muito de ir conhecer a Australia,
    Tenho um sobrinho que mora em Sidney e me falou sobre este pais e me deixou muito interessado.
    Gsotaria de manter contato com voce, ate porque tenho uma grande admiração pelo pessoal da Hillsong, sou evangelico, toco e ministro louvor na igreja, entao eles sao pra mim uma inspiração.
    Se for possivel por favor me mande algumas dicas de como posso me entender por ai. rsrs
    Muito obrigado.
    Ricardo Vial.

    • Oi Ricardo, estou indo também no final de março/13 e sou formando também em comunicação social…. Vamos manter contato, quem sabe não nos ajudamos…
      A princípio estou indo fazer General English para aprimorar e depois vou fazer um VET…. Vou ficar em Sydney centro mesmo. Abraços camarada.
      Jerry… Show de bola o site.

  3. Olá Jerry, valeu pelo texto. Esta é uma duvida que provavelmente muitos tem. Eu sou formado em relações publicas no brasil, com pós na ECA em comunicacao digital, trabalhei com clientea grandes em agencias legais e estou indo fazer um VET de Marketing na Aipe, em North Sydney.

    Chego no fim de março e pretendo procurar emprego em agências digitais, trabalhar com social media e quem sabe atender clientes do segmento de esportes.

    Estou dizendo tudo isso pra saber se vc tem alguma informação sobre como anda esta área por aí. Já ouvi algo a respeito? Cresce, está saturada, as empresas preferem australianos e asiáticos, não conhecem ninguém? Enfim, ouço e leio muitas coisas mas é difícil ter certeza sem conhecer alguém daí, qualquer informação é válida.
    Valeu, abs!

    • Olá Vinicius

      Primeiro você fez uma boa escolha, pois a AIPE ao meu ver provê um dos melhores cursos de VET por um preço acessível.

      Não conheço muito do mercado na sua área, mas posso dizer que aqui eles estão sempre procurando pessoas com experiência e que possuem skills específicos. Não tem como ter uma previsão até você vir pra cá, mas o ideal é já tentar fazer uns contatos ai do Brasil antes de vir.

      É legal também estudar inglês, pois um excelente inglês conta muito, ainda mais na sua área.

      Abraços

  4. Fala Jerry, Tudo Bom? Primeiramente parabéns pelo blog. O conteúdo é excelente!
    Gostaria de uma opinião sua! Quero ir para Austrália neste segundo semestre/2013. Estou vendo um curso de Inglês no Centro de Línguas da Universidade de New South Wales (UNSW). Você que conhece bem Sydney, sabe me dizer se o campos fica muito longe da City? Você conhece os bairros mais pertos que fiquem perto da Universidade? Não quero morar muito longe do curso, e ao mesmo tempo da city.
    No aguardo.
    Obrigado!

    Abraço

  5. Olá Jerry. Tudo bem?
    Eu e meu namorado estaremos indo para Sydney em fevereiro do ano que vem. Ontem fechamos com uma agência de intercâmbio e a princípio vamos ficar 6 meses, estudando inglês em uma escola chamada ELC. Você conhece essa escola? Já ouviu falar?
    Ele é engenheiro e eu psicóloga. Pretendemos renovar o visto por alguns anos, cursar uma pós na Australia e entrar para o mercado de trabalho, cada um em sua área.
    Adorei o blog, muito bom. Parabéns!

  6. Olá. Acabei de conhecer o site e gostei bastante. Gostaria de perguntar algumas coisas. A área de TI é bem remunerada e há espaço para estrangeiros nela? Graduação tecnológica (do Brasil) é reconhecida no país? Desde já agradeço a atenção!

  7. Jerry, fico feliz de dizer que fui um dos abençoados em conseguir um emprego na área aqui em WA. Fiquei sabendo ontem e estou aguardando a proposta de salário para fecharmos.

    Cheguei aqui com visto de estudante há dois meses e meio e estou fazendo um curso VET. A empresa vai me dar sponsor e trabalharei na minha ocupação em uma multinacional de serviços de TI e telecomunicações.

    No meu caso, consegui a vaga porque eles tem dificuldade em encontrar alguém com meu tempo de experiência (mais de 11 anos) e vivência com o produto, e querem me contratar como permanente para preencher esta lacuna na empresa e no atendimento a seus clientes.

    Fiz uma entrevista 100% técnica onde suei bastante mas consegui responder tudo e ainda complementar as respostas com exemplos da minha vivência na área. Consegui impressionar o entrevistador mostrando que realmente tenho o conhecimento e experiência que meu curriculo diz que eu tenho, e ele disse ter ficado muito feliz e que atendi as suas expectativas. Mas mesmo assim eu não esperava receber uma notícia tão boa dias depois, pois esse papo se houve bastante e você não sabe se o cara só quer te agradar.

    Portanto, quem estiver lendo este post saiba que experiência conta bastante também, especialmente se for em alguma tecnologia que tem demanda mas não tem gente que realmente conhece no mercado. Eu nem sou graduado, não completei a faculdade, mas tenho as especializações pertinentes e a experiência.

    Fiz apenas esta entrevista. A primeira e já mandei bem e consegui a vaga. Sorte de principiante? 😉

    Anteriormente apliquei online para diversas vagas, mas só tive respostas negativas. Com visto de estudante, fica difícil pois eles querem você para trabalhar full-time, e muitos nem sequer te consideram só por conta do visto, independente do seu curriculo.

    Essa vaga foi muito específica. Veio por indicação de outro brasileiro que conheci em uma comunidade. A vaga não estava anunciada no site da empresa. É fato que boas oportunidades aqui estão escondidas. Eu já tinha ouvido falar disso mas agora estou vendo com meus próprios olhos que é realmente verdade.

  8. Bem legal o site, para os que estão pensando nisso ou passando pela procura de trabalho na área o post ai é bem interessante.

    Estou em Brisbane/QLD há 2 anos e 6 meses atrás consegui um estágio não remunerado em uma multinacional Suíca de supply chain e logística internacional (minha área no Brsil, sou formado em Negócios Internacionais e já trabalhava com logística internacional no Brasil ) que era minha concorrente no Brasil, e hoje estão aplicando para o meu sponsor visa e vou ganhar 2 vezes oq meus amigos q trabalham na mesma área no Brasil.

    Como vc disse, é realmente preciso abrir mão de coisas para alcançar objetivos, sempre ouvia todo mundo falando de churrascos na praia e viagens para ilhas ao redor de Brisbane e eu na podia ir, pq desde que começei o estágio, estou na escola segunda e terça full time, no estágio business hours de quarta a sexta e trabalhando como bartender sexta à noite, sábado e domingo o dia inteiro.

    Mas hoje estou colhendo frutos pelo meu trabalho e isso me deixa bastante feliz.

    Quanto a pessoas acomodadas, vejo bastante isso aqui, pessoas que estão ha 5 anos ou mais trabalhando de cleanner ou em hospitality mas não tem coragem de correr riscos e tentar algo mais interessante ou na própria área.

  9. Olá , meu nome é Robson, sou Piloto Comercial de avião no Brasil e formado no Curso Superior de Aviação Civil e pretendo ir para Austrália até o final do ano, Sou bom em leitura de ingles, mas sou fraco ainda em conversação, pretendo ir para Brisbane, estudar seis meses, e nesse período queria trabalhar em algo mais próximo da minha área, pode ser qualquer tipo de trabalho em algum aeroporto, estou disposto pro que der e vier, o importante pra mim é mais aprender. Gostaria de saber se há alguma escola perto do aeroporto de “Archerfield” ou se voce conhece algum piloto brasileiro que trabalha na Austrália, Obrigado !!!

  10. Olá. Sou dentista e pretendo ir para a Australia ano que vem…. Queria saber como é a demanda da minha área, já tenho especialidade e vários cursos. O que é preciso para validar meu diploma? É difícil trabalhar como dentista aí? Obrigada desde já. Parabéns pelo blog!

  11. Também gostaria de saber se é possível se tornar Piloto na Austrália, fazendo todos os cursos aí sendo Brasileiro. Alguém?

    Grato

    • Fala Lucas tudo Bem? É possivel se tornar piloto na Australia sim! Me tornei piloto Comercial aqui e recomendo. Entre em contato que lhe passo toda informacao necessaria ok.

  12. Olá!

    Acredito que minha dúvida seja um pouco complicada, mas espero realmente que vocês possam me ajudar, já que conhecem bem como funciona as coisas por ai em Down Under, rsrsrs… Bom, vamos lá…
    Sou formado em Design Gráfico e Publicidade e Proganda e atualmente trabalho com Creative & Designer. Como sou da área de criação e meu trabalho depende totalmente do meu portfólio e as vezes minha formação nem importa muito, o que é de costume nessa área. Pensando nisso quero me arriscar e apresentar meu portfólio para empresas Australianas e tentar o visto de sponsor. Antes de tudo, planejo ir para a australia com o visto de estudante, para estudar inglês, o que te dá direito a trabalhar meio período e é ai que está o problema. Como pretendo conseguir um emprego na área e que exige skills, acredito que esse tipo de trabalho vai estar disponível apenas para pessoas que possam trabalhar full time e tenha horas regulares disponíveis para trabalhar. Supondo que eu consiga entrevistas e eles se interessem por minha pessoa, como deve ser meu approach em relação a isso, em vista que eu só posso trabalhar part time. Consigo largar meu curso de inglês e ser restituído pela escola e pegar o visto de sponsor? Devo dizer a eles que tenho direito apenas de trabalhar part time e que eles devem primeiro avaliar se conseguem sponsor pra mim? Ou talvez eu possa ir como turista e tentar a sorte e depois mudar o visto? Sabe como posso fazer isto funcionar?

    Obs.: Em relação ao inglês, acredito que não seja um problema para mim…

    Obrigado desde já e espero que possam me ajudar!

    Att,
    Italo Bertolacci

LEAVE A REPLY