Imigrar para Australia

Antes de dar início ao seu processo de aplicação para a residência permanente na Austrália você precisa avaliar se possui as qualificações e requisitos necessários para solicitar o PR (Residência Permanente) e assim iniciar o processo de reconhecimento de sua profissão na Austrália. Isso significa que o órgão  que regulamenta sua profissão na Austrália irá avaliar sua aplicação e lhe dar (ou não) um documento atestando que você foi reconhecido e creditado a exercer suas funções profissionais na Austrália.

Porém o processo varia de acordo com cada carreira e profissão. Não só isso, mas muitas vezes dentro da mesma carreira o processo de reconhecimento é diferente de acordo com sua atividade. Além disso cada órgão possui um processo específico de reconhecimento que leva em conta fatores variados.

Reconhecendo Sua Profissão para Resdência Permamente na Austrália

Antes que você comece a pensar em separar qualquer papel para aplicar para o reconhecimento da sua carreira é necessário avaliar seu nível de inglês, uma vez que proficiência em língua inglesa é um dos fatores necessários para aplicação para a residência. Contudo pela minha experiência, poucas pessoas no Brasil (que nunca moraram fora) tem a proficiência suficiente para obter uma nota alta no IELTS, o exame de inglês requerido para a aplicação para a residência e reconhecimento de algumas carreiras.

Além disso, cada órgão que regulamenta a profissão pode exigir notas diferentes no IELTS. Por exemplo, uma carreira pode exigir que você tenha nota 8 no IELTS outro 6.5. Algum pode pedir o IELTS acadêmico (mais difícil) enquanto outro pode pedir o General. Tudo varia de acordo com a profissão.

A Austrália usa hoje um modelo chamado Skill Select em que ao aplicar para a residência será avaliado sua profissão, o reconhecimento dela, sua experiência, sua nota no IELTS, sua idade, entre outros fatores que irão resultar em uma pontuação final. Quanto maior a pontuação melhor.

Reconhecendo profissão na Austrália Como Reconhecer Sua Profissão para Residência na Austrália Como Reconhecer Sua Profissão para Residência na Austrália Screen Shot 2014 07 17 at 12

Desta forma os primeiros passos para a Residência na Austrália são:

1 – Descobrir o órgão que regulamenta sua profissão. Eles estão disponíveis na lista de profissões em demanda ao lado do nome da carreira. Por exemplo, para a área de TI o orgão regulamentador é a ACS (Australian Computer Society).

2 – Conferir os requisitos necessários para o reconhecimento da sua profissão. Algumas áreas como medicina exigem exames teóricos e práticos, enquanto outros exigem apenas documentações e projetos.

3 – Avaliar seu nível de inglês: Caso não possua um bom nível de inglês nem comece os passos seguintes. Quanto maior sua nota no IELTS maiores são as chances de obter uma pontuação maior para a aplicação para a residência. Se você Não possui um bom nível de inglês é recomendado estudar por pelo menos 6 meses (ou o necessário para você) em um país de língua inglesa como Reino Unido, Estados Unidos ou Austrália para que adquira proficiência no idioma.

4 – Levantar a documentação necessária para a aplicação: Neste ponto eu recomendaria utilizar um agente de imigração qualificado e neste caso eu não recomendaria pegar o primeiro que aparecer ou algum que você viu em um fórum brasileiro na internet. Muitos destes agentes são ativos nos fóruns e podem se auto-indicar. Desta forma eu recomendaria que vocês pesquisassem bastante em fóruns não apenas brasileiros, mas estrangeiros sobre pessoas na mesma situação que você. Nestes fóruns eles passam todo o processo e quais os passos que estão sendo tomados por cada um.

Além disso existem agentes que são especializados em uma profissão ou carreira específica. Eu por exemplo quando apliquei para a residência peguei um agente de imigração aqui na Austrália especializado em TI e isso fez uma grande diferença. Tive uma amiga que pegou uma agente australiana geral e teve sua aplicação rejeitada antes de ser aprovada, justamente por falta de experiência da agente.

5 – Depois que sua profissão for reconhecida você terá o documento mais importante para sua aplicação. Depois disso precisa apenas juntar o restante dos documentos para sua aplicação. Mais uma vez os documentos e procedimentos são bem específicos para cada carreira, desta forma mais uma vez eu recomendo que você se consulte com um agente de imigração especializado para o processo. Porém existem processos mais simples e rápidos que em alguns casos podem ser feitos sem agente.

Lembre-se que todo processo de aplicação para residência é trabalhoso e demorado e leva em conta diversos fatores, desta forma é preciso ter paciência e determinação para sua aplicação.

Com tudo pronto você pode aplicar para a residência através do departamento de imigração da Austrália.

Agentes de Imigração

Você pode escolher fazer o processo todo sozinho ou utilizando um agente de imigração reconhecido e registrado no MARA. O processo com o agente (caso você arrume um agente competente) é geralmente mais fácil, pois ele vai lhe passar todos os passos, analisar sua aplicação passo a passo e fazer a aplicação apenas quando considerar que você tem condições satisfatórias de obter o reconhecimento da sua profissão e a residência permanente na Austrália.

Mas o que quero dizer com agente competente? Se sua aplicação não for aprovada, na maioria das vezes, isso não acarretará maiores problemas para o agente, mas sim pra você. Já vi alguns casos de agentes que fizeram o processo sem muito cuidado e acabaram prejudicando quem estava aplicando, ou pior, passando informações erradas. Por isso recomendo que você faça muita pesquisa antes de contactar um agente para chegar até ele já com todas as informações que você precisa e assim não correr o risco de ser enganado.

Só um exemplo rápido, há 8 anos um casal de amigos foi aplicar para a residência. Na época eles estavam namorando e cada um iria aplicar independentemente. Ele como engenheiro civil e ela como dentista. Foram até uma agente que disse que eles deveriam estudar isso e aquilo e depois tentar aplicar, pois não tinham condições no momento. Eles saíram de lá, pesquisaram muito, fizeram a aplicação sozinhos e no final os dois conseguiram a residência. O agente falou que eles precisavam estudar, pois o agente tinha também uma agência de intercâmbio e deste modo ganhava mais com os meus amigos estudando do que aplicando para a residência.

Por isso recomendo que sempre pesquisem muito antes de chegar a um agente de imigração e quando contratarem um agente procurem se informar bastante sobre ele. A maioria dos agentes de qualidade e com boa reputação não aceitam casos em que eles não tenham uma enorme probabilidade de sucesso. Ou seja, se seu caso não tiver boas condições de ser aprovado eles não irão nem aceitá-lo e desta forma você não vai gastar uma grana alta para depois ter seu visto negado.

Eles fazem isso, pois isso melhora a reputação do agente. Alguns tem uma taxa de 100% de aprovação justamente por isso.

Bandeira Australia Como Reconhecer Sua Profissão para Residência na Austrália Como Reconhecer Sua Profissão para Residência na Austrália 0000photodune 1851015 australia grunge flag s

Inglês para o IELTS

Muita gente me contata dizendo ter um inglês bom, mas depois de uma breve olhada em seus currículos fica claro que o inglês deles está muito aquém do necessário para vir para a Austrália trabalhar e obter uma boa nota no IELTS. Tenho um amigo que estudou inglês por 8 anos no Brasil e tirou menos que 5 no IELTS. Conheço raros casos de pessoas que estudaram inglês apenas no Brasil, sem morar fora, que tinham um inglês muito bom. Existe, mas são raros.

Eu mesmo antes de vir para a Austrália tinha dois clientes no exterior. Um nos EUA e outro na Austrália e me comunicava bem com eles por email ou telefone, porém eles sabendo que eu era brasileiro e estava no Brasil faziam um esforço além do normal para me entender e para falar de uma maneira que eu entendesse. Muito diferente do dia a dia aqui na Austrália.

Desta forma é importante que você estude bastante inglês e melhore seu conhecimento. Não estou dizendo que precisa vir para a Austrália para isso, mas seria interessante ir para algum país de língua inglesa para um intercâmbio de 4 a 6 meses.

Reconheci Minha Profissão na Austrália e Apliquei para Residência. E agora?

Depois de aplicar para a residência seu processo vai ficar guardado até ser alocado para um oficial do departamento de imigração. O tempo de espera varia de acordo com a carreira, profissão, orgão que faz a regulamentação, entre outros fatores. Mas do momento que você faz a aplicação para o reconhecimento da sua profissão, passando pela aplicação para a residência até a obtenção do visto de Residência Permanente, pode levar algo em média entre 6 meses e 2 anos, ou 2 anos e pouco.

Vale lembrar que a lista muda a cada ano, desta forma uma profissão que está na lista hoje pode não estar amanhã e vice versa. Um exemplo é chef de cozinha, que ficou anos na lista, depois ficou fora por uns 4 anos e voltou agora.

Desta forma, o primeiro passo que você deve tomar se não tiver inglês suficiente é estudar inglês. Depois pesquisar bastante. Depois, se julgar necessário, contratar um agente de imigração e iniciar o seu processo. Um agente de imigração qualificado irá fazer um acesso inicial de suas qualificações e possibilidades através de uma entrevista. A maioria cobra cerca de $100 dólares para dar este parecer inicial. Estando tudo OK ele irá iniciar o processo com você.

Vou Conseguir Emprego na Austrália?

A maioria das pessoas que vem pra cá com a residência conseguem um emprego na área entre 2 e 6 meses. Alguns um pouco antes outros depois, mas não se preocupe se você chegar aqui e depois de 5 meses ainda não ter conseguido nada. É normal até para australianos. Contudo como estrangeiro leva um tempo até você se adaptar a dinâmica do mercado, fazer seu network e assim começar a explorar as possibilidades.

Existem casos de pessoas que não conseguiram emprego e voltaram, mas estes são extremamente raros, pessoalmente só ouvi falar de um até hoje. Muitas vezes a pessoa pode não se adaptar facilmente ao país e isso acabar refletindo em uma dificuldade em conseguir um emprego. Porém a tendência é que se consiga o primeiro emprego em até 6 meses e depois de 2, 3 anos se troque de emprego para um cargo melhor com salários maiores. Este é normalmente o caminho trilhado por quem chega aqui como residente.

Cuidado Com Quem Você Consulta

Pra terminar uma dica rápida. Quando em 2010 comecei a pesquisar sobre ir para os EUA eu conheci muitas pessoas legais que me apoiaram, mas fiquei impressionado com a quantidade de pessoas negativas que encontrei nos fóruns falando para eu não ir, que o sistema de saúde lá era caro, que não tinha empregos, que havia preconceito e mais um monte de outras coisas. Alguns meses depois eu estava lá tendo uma das melhores experiências da minha vida, muito diferente do que algumas destas pessoas falavam nos fóruns. O mais interessante é que a maioria delas era formada por pessoas que estavam nos EUA há mais de 10 anos. Se era tão ruim, por que eles não iam embora? Da mesma forma muitas pessoas aqui ficam tentando apavorar quem decide mudar de pra cá. Sinceramente não entendo o motivo, pois elas mesmas estão vivendo aqui há anos e não querem ir embora de jeito nenhum, mas minha dica é que você se cerque de pessoas positivas que vão lhe influenciar positivamente na sua decisão.

Realmente mudar de país não é fácil inicialmente. Enfrenta-se muitos desafios, você acha que seu dinheiro todo vai acabar, você demora um pouco para se adaptar, enfrenta algumas dificuldades, mas eu ainda estou para conhecer algo na vida que valha a pena que não seja difícil.

Por isso, avalie bem a situação, não trabalhe com a emoção do momento, mas com paciência, calma e muita ponderação avalie as possibilidades e se esta for realmente sua vontade e se você estiver disposto (a) a enfrentar este desafio tome este novo passo que certamente irá mudar para sempre sua vida.

Torço muito para que tudo dê certo pra você.

Solicite Orçamento 160×160
SHARE
Previous articlePor que Estudar Inglês na Austrália
Next articlePreparando-se Para a Austrália
Jerry Strazzeri
Jerry Strazzeri vive na Austrália com sua esposa desde 2006. Trabalha como Analista Digital na Austrália já tendo trabalhado em empresas no Brasil e Estados Unidos. Cidadão Australiano, junto com seu trabalho está concluindo uma graduação em Leadership. Junto com sua esposa Michelle, foi responsável por diversos sites na área de educação e TI e criaram o Brazil Austrália em 2006 para ajudar aqueles que estavam imigrando ou vindo estudar na Austrália. "Mas eu e a minha família serviremos ao Senhor" ~ Josué 24:15 Veja meu outro blog - Siga-me no Quora

53 COMMENTS

  1. Muito bom o site de vocês, me tirou varias duvidas, espero dar inicio a minha vida na Austrália dentro de 2~3 anos, tempo de terminar a faculdade e melhorar meu inglês.

    Até lá!

    • Também gostaria, sou recem formado em TI(ANALISTA DE SISTEMAS) e minha área está em demanda,gostaria de saber qual indica,e saber se terei pontos suficientes para aplicar.

  2. Adoro os posts de vocês! Estamos na mesma situação.. um casal querendo imigrar!!!! só confirma pra mim se após ter a residência, não necessariamente sou “obrigada” a trabalhar na minha área.. quero dizer, em um primeiro momento, posso abrarçar qualquer emprego que aparecer… obrigada, abraços, felicidades pra vcs!

  3. Olá Jerry, beleza? Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo seu blog e pelo sucesso que vem alcançando com o mesmo. Passei a acompanhá-lo há pouco mais de um mês, e devo dizer que o seu conteúdo é absolutamente útil e bem redigido. Sou desenvolvedor Java há mais de 5 anos e meu grande sonho é o de morar na Austrália, pois já li e estudei bastante a respeito, e creio que para meus objetivos pessoais a Austrália seja de fato o país ideal para fazer a imigração. Acredito que me encaixo nesse perfil do texto da pessoa que acredita ter o Inglês necessário para tentar o IELTS, mas na verdade ainda precisa de muito mais prática para alcançar a tal fluência na língua inglesa. Gostaria de saber se você conhece alguém ou alguma forma de treinar o “Speaking” através da internet, pois acredito que isso vai me ajudar bastante a alcançar esse objetivo.

    Agradeço desde já qualquer informação. 😀

  4. Muito bom! Parabéns!
    Sou dentista, e estou seguindo esses passos. Vou estudar 6 meses primeiro inglês ai na AU, pois meu inglês está fraco e quando estiver seguro faço a prova, e a depender do resultado tentarei a validação do diploma.

  5. Boa tarde, gostaria de saber se tem como ir com visto de estudante de ingles, acabando o curso , fazer uma faculdade ou curso tecnico , para depois pedir a residencia permanente. Isso tudo ai na Australia ja. Desde ja obrigada

  6. Jerry,
    Tenho uma dúvida, você teria uma estimativa do valor que pode ser gasto no processo para PR?
    Sei que devem existir muitas variáveis que afetam o valor, não precisa ser algo exato somente uma estimativa, por exemplo, de quanto você chegou a gastar.
    Seria somente para ter uma noção do quanto seria gasto em um processo destes.

    Mais uma vez, ótimo post
    Muito obrigado.

    • Vinicius,
      Esses tempos eu estava olhando a questão dos valores, e só pro visto era mais de R$7.000,00.
      Tem no site da imigração. Daí os outros valores pra reconhecimento da profissão e mais o agente que eu não faço ideia.

      Abraço,

    • Vinicius, posso te dar uma ideia pela minha experiência pessoal. Estou correndo atrás do visto de residente permanente, trabalho na área de TI e irei imigrar com minha futura esposa. Para fazer a prova de inglês IELTS General Training, gastei 550 reais. Para fazer o reconhecimento das minhas qualificações pela ACS (citada neste post do Jerry), gastei 500 dólares australianos (AUD). O processo do visto 189 em si (skilled independant visa) está custando 3520 AUD para o aplicante principal e 1760 AUD para cada aplicante extra acima de 18 anos (no caso, minha noiva). Ou seja, no meu caso, totalizou 5280 AUD. Como a minha noiva não fez o IELTS, ainda teremos que pagar, até o final do processo, uma segunda parcela no valor de 4885 AUD, que será usada para custear um curso de inglês para imigrantes na Austrália, porém não sei te dizer a duração deste curso. Essa segunda parcela só é necessária caso o seu acompanhante no visto não possua o resultado da prova IELTS General Training com nota mínima de 4.5 em cada uma das quatro disciplinas.

      Lembrando também que, caso escolha cartão de crédito pra realizar o pagamento do visto em si, uma taxa extra é cobrada pelo governo australiano de acordo com a bandeira utilizada (1.08% para Visa e Mastercard, 1.99% para American Express e JCB e 2.91% para Diners Club International), além do IOF do nosso governo, em 6,38%.

      Também existem os custos de xerox e autenticação de diversos documentos seus que serão necessários.

      Não sei te dizer o custo dos agentes de imigração, pois estou fazendo tudo por conta própria, sem ajuda dos mesmos.

      • Samir obrigado por responder.
        Legal saber que tem alguém fazendo o processo sem agente.
        Estou indo pra Sydney ano que vem em Abril, e pretendo investir para ficar, lá.
        Talvez faça o mesmo que você está fazendo, mas primeiramente preciso tirar o IELTS e é por isso que estou indo pra lá.
        Se não for te incomodar muito, poderíamos trocar contato(facebook) para conversarmos sobre isso?
        Mais uma vez, obrigado por explicar o seu processo.
        abs!!

      • Olá Vinícius/Samir..
        Beleza ?
        Samir, valeu pelas dicas… poderia por favor passar seu e-mail para conversarmos sobre sua aplicação para área de TI ? Já estou há um tempo pesquisando de como aplicar, porém ainda tenho algumas dúvida referentes ao 189, 190 e 489…. se achar mais conveniente me mandar um e-mail, julianoh.souza@gmail.com.

        Jerry/Michele, poderiam por favor me indicar um agente de imigração especializado em IT, ou pode ser o agente que vcs aplicaram o visto.
        Parabéns pelo blog… muito bom !

        Obrigado !!

  7. Oi Jerry,

    Estou fazendo o processo para o visto de residência para TI, desde que descobri como funciona fiquei 5 meses buscando informações sobre esse assunto (seu site inclusive) e acabei achando a XXXXXXXX. Fiquei com receio no começo mas agora já é um ponto de confiança.

    Não paguei nada para eles analisarem se eu era elegível ou não (mas acho que eles só fazem de graça com TI), no momento atual estou esperando a resposta da ACS e estudando para o IELTS, vou te dizer bem a verdade: É caro!

    Só nessa primeira etapa que envolve: agente de imigração, tradutora juramentada, cópias e cópias de documentos gastei e ACS foram uns 4500 e falta IELTS e segunda parte… Porém… Morar na Austrália como residente né? Vale cade centavo e cada esforço!

    Só queria deixar esse reply para poder ajudar as pessoas que querem agora começar!

    Valew e, seu Deus quiser, logo te encontro ai em Sydney!

    • adriano,
      por qual agencia você se preparou para obter o visto de trabalho?
      eu estou pesquisando para solicitar o meu visto. quanto tempo demorou para conseguir?

  8. Jerry, parabéns pelo site que você mantém até hoje. Estou me planejando pra voltar à Austrália, porém dessa vez trabalhando em TI. Voltei a estudar inglês recentemente, queria saber , já que se demora no mínimo 6 meses para avaliarem o pedido do visto, eu poderia dar entrada primeiramente no visto e somente depois marcar o teste do IELTS ou eles obrigam eu já ter a nota na entrada do visto?

    Best Regards
    cheers

  9. Muito bom, sou formado na área de tecnologia e estudo inglês, tenho muito interesse no assunto qual agente de imigração vocês indicariam ?

  10. Parabéns pelo post. Muito esclarecedor. Também sou da área de TI, e como você mencionou que utilizou um agente especializado nessa área, gostaria se possível do contato. Obrigado!

  11. Olá,
    Acabei de descobrir seu site e gostei bastante, parabéns!
    Gostaria da sua opinião a respeito das minhas probabilidades em conseguir ser aprovada. Tenho 38 anos, sou médica, casada com dentista, tenho duas filhas, de 6 e 10 anos. Eu falo inglês, mas meu marido e as meninas, não. Temos consciência das dificuldades, especialmente em relação ao inglês, mas gostaria de saber se possuímos um perfil “a favor” ou “contra” um resultado positivo. O que vc acha?
    Obrigada!

    • Oi Simone, sou dentista e estou pesquisando sobre a Austrália. Já tenho alguns resultados como o skilled ocupacional list que acusa demanda de dentistas e médicos assim como as exigências a ADC órgão regulador das nossas profissões. Nossas provas são teorico praticas além da documentação exigida. Se não tirar mínimo de 4,5 no IELTS (ingles) nem adianta…..qq coisa entre em contato:carlamartins2000@hotmail.com

  12. Boa tarde Jerry e Michelle, atualmente estou terminando minha Pos em Especialização em Segurança de TI , me Graduei em redes de Computadores e minha vida toda trabalhei com infra estrutura em redes de computadores e telecom, porem tenho varias habilidades em outras áreas( funcional/braçal mesmo) tenho 34 anos sou casado me despertou esta oportunidade de poder trabalhar na Austrália porem meu inglês é fraquíssimo , o que eu deveria fazer para conseguir um emprego , pois estou pesquisando para ir como estudante , para aprender mesmo e por causa do visto poderiam me dar um Help….
    Obrigado..

  13. Olá Jerry, meu sonho é morar na Austrália, meu marido chegou a morar em Adelaide por 4 meses mas acabamos indo pra Inglaterra pois a profissão dele não faz parte da lista de profissões em demanda. Hoje estamos no Brasil e faço faculdade de Pedagogia, trabalho na área de Educação Infantil e sei que a profissão de professor está sempre na lista, porém em minhas pesquisas em blogs e fóruns nunca achei ninguém que tenha pedido o visto de residência com essa profissão, as profissões mais comuns são: engenharias, TI, Odonto e etc. Você conhece quem tenha o visto com essa profissão? As exigências são maiores? Ficarei grata por qualquer informação que conseguir me passar.

    Att.
    Aline

  14. Olá Jerry parabéns pelo post.

    Jerry o visto 457 de trabalho temporário permite que eu trabalhe patrocinado por uma empresa por 4 anos, estando minha profissão na lista CSOL, porém se o meu patrocinador quiser estender minha atuação na empresa depois desse tempo, eu não poderia aplicar para residência permanente pois minha profissão não esta na lista SOL certo? Teria que ficar renovando o 457?

    Obrigado Jerry

    • Ola Marco,

      Não há necessidade de ficar renovando o seu visto 457 a cada 4 anos. Após 2 anos no visto 457, voce ja pode dar entrada na residencia. Voce poderá aplicar para o ENS 186 Transition Stream (Residencia Permanente). Vale lembrar que esse vist ainda depende de seu patrocinador. Ela terá que dar entrada novamente junto a imigração ($$$).

      Abraço,

  15. Olá Jerry,

    Excelente seu blog. Sou formada em Administração e meu marido é dentista, temos 3 filhos pequenos. A situação econômica no brasil nesse ano é terrível e já estamos sentido em nosso trabalho e finanças a crise de crescimento do país. Não temos esperança de que nos próximos anos as coisas possam melhorar, que o Brasil possa oferecer o tipo de desenvolvimento e qualidade de vida que vemos existir na Australia, Já vi pelo seu blog que não se chega e logo de cara arruma emprego, leva um tempo e existem dificuldades. Aqui vão minhas dúvidas:
    1. Os serviços de saúde são privados, ou existe atendimento gratuito oferecido pelo governo (como no Brasil), inclusive pra imigrantes?
    2. Quanto custa, em média, uma mensalidade escolar de ensino fundamental? Existe ensino público gratuito de qualidade?
    3. Quanto gastaríamos com aluguel de um lugar simples para uma família de 5?
    4. O custo de vida aí na Australia, incluindo impostos, alimentação, moradia, saúde e educação requer uma remuneração mensal no mínimo de quanto? Não estou falando de um estilo de vida luxuoso, não, apenas com qualidade.
    5. Um dentista brasileiro que consiga reconhecer seu diploma e receber visto permanente, vai ter que montar seu consultório particular ou existem ofertas de emprego em clínicas odontologicas? Médicos e dentistas brasileiros atendem só imigrantes, ou conseguem atender também os locais. (sabemos que em países como EUA, existe preconceito dos locais com profissionais da saúde que são imigrantes.)?
    6. Também sou cristã, faço parte de uma comunidade pequena, muito unida e atuante. Não curto igrejas grandes, institucionalizadas. Como são as Igrejas cristãs evangélicas por aí? Os imigrantes são bem acolhidos nas comunidades ou igrejas daí, ou acabam formando igrejas apenas com imigrantes, como nos EUA?

    Desde já, te agradeço pelo tempo gasto lendo minha mensagem e por um possível contato.

    Heloise

  16. Em relação a quem está fora do Brasil e desestimula brasileiros de imigrarem, mais parece que querem evitar que brasileiros morem onde estão, já que eles já conseguiram… É bizarro, mas de fato isso ocorre.

  17. Coisas que nunca vou entender Jerry, como que as pessoas te fazem sempre as mesmas perguntas sendo que a resposta de várias delas são tratadas em outros posts seus, além de perguntar coisas de uma forma tão ampla e geral sabendo-se que existem mil variantes e cada caso é um caso, ou ainda perguntar detalhes de vistos que só agentes poderiam dizer com propriedade …

  18. Olá Jerry! Obrigada pelo post. Esclareceu as minhas dúvidas!
    Só uma coisa que eu ainda não sei como funciona. Se eu for formada em Serviço Social (bacharel), mas através de um curso à distância, isso implica em algo? Nao entendi muito bem como funciona o reconhecimento da profissão. Se vc puder me responder rapidinho como é isso eu ficaria muuuito agradecida! Abraços

  19. Excelente post Jerry! Graças à essas informações valiosas estou me preparando melhor para atravessar o mundo rumo a Austrália.

    Tenho uma dúvida, caso eu consiga passar por todo o processo para conseguir o PR, minha esposa também recebe esse benefício ou ela também deverá fazer todo o processo?

    Abraços

  20. Jerry, ao mencionar “Eu por exemplo quando apliquei para a residência peguei um agente de imigração aqui na Austrália especializado em TI e isso fez uma grande diferença”, vc pode me indicar esse agente de imigração que vc utilizou? Também sou de TI e isso me ajudaria bastante.
    Muito obrigado!

  21. Jerry
    Parabéns pelo se blog e sua forma realista de informar ainda sendo otimista!
    Gostaria de fazer algumas perguntas.
    Você possue um e-mail?
    Obrigada
    Katia Botter

  22. Boa tarde. Me creio que de todos voces, eu e minha esposa somos os mais “atrasados”, somos policiais militares RJ, inspetores, e temos um filho recem nascido. Eubja estudek inglês por uns 8 anos e possuo um nivel intermediário, voltei a fazer agora um curso do open english de 6 meses para relembrar e pegar fluencia boa. Nao tenho nivel superior e nem ela, nao temos outra profissão a não ser policiais. Estavamos pensando em ir como turistas e ir tentando se virar por lá. Arrumar emprego, tirar os documentos etc… para pleitear um visto 457 de trabalho. Pois vejo que as outras possibilidades estao bem longínquas para nós… o qur me sugerem amigos?

  23. saudações! está é a primeira vez que entro em contato contigo porem estou a acompanhar por um tempo as postagem, sou brasileiro casado e residi por muitos anos em Portugal, recentemente encontrei um amigo que esteve na Australia dizendo que ha uma demanda grande por cabeleireiros, sou profissional desta área por 18 anos gostaria de saber onde devo consultar a respeito de uma residência a qual poderia atuar em minha área. meus comprimentos 🙂

  24. Olá, amigos!

    Site maravilhoso! Serei assíduo! Parabéns!

    Apenas uma dúvida: minha esposa (25 anos) é professora de inglês e está indo fazer um curso preparatório pro IELTS. Eu (31 anos) farei o general english. Nossa idéia é que ela obtenha o certificado e faça um college pra uma das profissões em demanda na Austrália e em Perth, pra onde iremos. Eu seria dependente dela que, após concluir o curso, buscaria trabalho em sua área e posteriormente um sponsor. A pergunta é: após fazer um curso superior de 2 anos ou mais de duração, ela terá direito a ficar e trabalhar no país por igual período, como ocorre no Canadá?

    Você falou, no excelente texto dessa página, que um visto 457 sponsor pede de 3 a 5 anos de experiência na área profissional. Isso quer dizer que ela terá – obrigatoriamente – que trabalhar por todo esse tempo na sua área profissional até ter direito ao pleito do visto? Por que se for somente dessa maneira ela teria de fazer uma pós-graduação ou algo do tipo pra poder permanecer legalmente no país para continuar trabalhando e poder atingir essa carga temporal de trabalho até se tornar eletiva pro visto de sponsor.

    Muitíssimo obrigado pela atenção que com certeza me darão.

    Aguardo resposta.

    Abraço! 

  25. […] Para conseguir um trabalho na Austrália que irá lhe prover o 457 (Visto de trabalho) você precisa ter um excelente nível de inglês, experiência na sua área e habilidades reconhecidas pelos órgãos competentes que validam a sua profissão na Austrália. Por exemplo, para a área de TI o órgão é a Australia Computer Society (ACS). Você pode obter mais informações neste post. […]

  26. bom dia me chamo angelo sou engenheiro civil tenho pós graduação e um curso de extensão universitária ,gostaria de mais informações e tira las pessoalmente qual seria o local adequado ,obrigado pelas as informações

  27. Oi gente. Boa tarde.
    Jerry, tenho uma pergunta. Larguei o emprego e estou planejando fazer uma viagem de alguns meses por ai. Mas quero terminar minha trip na Australia e morar por la. Como nao tenho IELTS (apesar de ter trabalhado como engenheira em uma empresa global por 2 anos fora do Brasil) pretendo antes de viajar, ir direto para a Australia para fazer o preparatorio e o exame. Enquanto viajo, dou andamento no processo de visto para Australia. Bom, minha pergunta: pretendo ficar os 3 meses do visto de turista fazendo esse preparatorio para o IELTS. Estou olhando escola que tenha unidades em mais de uma cidade que ai poderei viajar e “sentir” o País. Vc/Vcs tem indicacao de alguma escola assim?

  28. Oi Jerry,

    Queria saber seu e-mail para poder tirar algumas dúvidas contigo. Teria como me passar?
    Obrigada!

    Att.

    Natália

  29. Oi Jerry.

    Muito obrigado pelo seu trabalho e da sua esposa. Com certeza tem ajudado muita gente, nem que seja para sonhar e criar expectativas (que acho um bom combustível para tocar a vida).

    Sou engenheiro civil e minha esposa arquiteta. Estamos pensando em primeiro ir para Austrália ficar um 1 ano estudando bem o inglês, e se gostarmos do país tentamos atuar na nossa profissão.

    Minha duvida: Tem algum estado/cidade que tem mais demanda para uma área e consequentemente fique mais fácil migrar? Se tem , onde posso encontrar essa informação?

    Deus abençoe vc e sua familia! E Obrigado!

    • Olá Alexandre.

      Obrigada pelas boas palavras.
      Sim existe, mas vai depender da sua carreira. Acompanhe o site seek.com.au para ver onde vc vai obter mais oportunidades.
      Espero que de tudo certo para vcs aqui. 🙂

  30. Oi Michelle/Jerry,

    Adoramos o post e por gentileza poderia me passar um agente de Imigracao especializado em TI? (um contato).

    Obrigado.
    Flavio&Karen.

  31. Olá Jerry e Michelle,
    Michelle, agora a pouco te contactei pelo facebook também…
    Depois de ler páginas e páginas de posts e informações realmente vejo a complexidade de tudo isso. Entendo bem as explicações que são dadas sobre o tema “viver na australia” mas como acredito ter um caso diferente, não sei muito por onde começar ou que caminho trilhar e nem mesmo se terei alguma chance. Para começo de conversa minha área não é TI ou engenharia. Sou um profissional de marketing com um Máster na Espanha.
    Minha intenção é construir meu caminho para migrar para a Austrália, não importa como, desde que seja de forma legal e com condições de trabalho, seja ele qual for.
    Tenho um amigo australiano que me fornecerá casa e ajuda local, mas não tenho alguem que me contrate de lá. Sendo assim, imagino que o meio acadêmico seja a melhor opção.
    Desta forma, tenho buscado por programas de pós graduação e/ou mestrados (de preferencia com bolsa para mestrado).
    Preciso e gostaria muito de ter um consultor especializado para analisar meu caso e me ajudar a traçar um plano de ação. Como disse, não me importo de colher frutas ou de realizar qualquer tipo de trabalho, o foco é estar legal no país e produzindo, o futuro após isso será construído de forma mais clara.
    Agradeço qualquer ajuda dos leitores e editores.O conteúdo é bem esclarecedor.

    Att,

LEAVE A REPLY