Muitas pessoas passam por um certo choque cultural aqui, mas depois de um tempo a maioria vai se acostumando. Eu mesmo passei por alguns nos meus primeiros meses aqui, mas hoje já me acostumei e adaptei-me a muitos deles (somente os bons, é claro). Além disso, vale lembrar que nem tudo aqui é um mar de rosas como se costuma imaginar. Esta história de “coisa de primeiro mundo”que se houve no Brasil não é tão assim quanto parece em alguns casos. De qualquer coisa vou listar algumas diferenças culturais e coisas (não culturais), mas que me surpreendi aqui.

Cada um na Sua

Quando cheguei aqui tivemos uma festa organizada pela minha cunhada com alguns familiares, amigos dela, e alguns amigos australianos que tinhamos conhecido no Brasil e foi tudo muito legal. Contudo na semana seguinte tivemos um almoço com a família do meu cunhado (todos australianos) e na época fiquei extremamente decepcionado, pois eles não fizeram muita questão de interagir como costumamos fazer com estrangeiros ou qualquer pessoa no Brasil. Achei super rude, mas depois entendi que a cultura Australiana é muito menos intrusiva que a brasileira. Não significa que eles não gostaram de você ou estão sendo rudes, apenas que eles são mais reservados.

Tirar os Sapatos

Em muitas casas onde você vai você precisa tirar os sapatos antes de entrar, como acontece em muitas casas de famílias japonesas no Brasil. Eu no começo estranhei, mas como na minha adolescência 90% dos meus amigos eram orientais eu já estava acostumado, tanto é que aqui na minha casa só se entra sem sapatos hoje.

Não é Nada Pessoal

Nós brasileiros costumamos levar tudo para o lado pessoal. Aqui não é muito assim. Tudo é feito mais na impessoalidade. Pelo menos entre os australianos. Entre os estrangeiros acaba sendo um pouco mais pessoal às vezes.

Tem Gente de Todo o Tipo

Como em qualquer lugar do mundo existe gente de todo tipo aqui. Existe gente legal, existe babaca, existe gente educada, outros nem tanto. Não dá pra generalizar tanto. Uma história interessante sobre gente mal educada que me lembrei agora foi quando trabalhei em uma empresa como gerente de contas de uma empresa de IT. Eu era responsável por cuidar de cerca de 20 clientes que iam desde firmas de investimentos até clientes menores. Um destes clientes menores era um dono de uma empresa de pintura. O cara estava fazendo um site de $50 mil dólares com a empresa e era um cara chato pra caramba, ao ponto de eu em uma conversa no telefone ter perdido a paciência uma vez.

Em uma das reuniões que tivemos ele teve a manha de tirar a camisa no meio da reunião por que estava com calor. O nível do cara era tão baixo que chegava a ser subterrâneo e como não sou muito tolerante com este tipo de atitude mandei ele colocar a camisa de volta e uma vez em uma discussão com ele por telefone mandei ele passar na empresa mais tarde pra falar o que ele estava falando por telefone na minha cara. Falei que queria saber se ele era tão corajoso assim pessoalmente. Ele não apareceu e acreditem ou não meu chefe me deu razão. Mais tarde pedi pra abrir mão desta conta e a pessoa que pegou a conta não aguentou nem um mês ao ponto da empresa devolver o dinheiro pro cara e dizer para ele procurar outra empresa.

O que quero dizer é que aqui você vai lidar com gente de todos os níveis. Não existe esta história de que todo mundo aqui é educado e culto. Tem tudo que é tipo de gente.

Cadê os Esportes?

Esqueça futebol, volei, jiu jitsu ou qualquer outro esporte que você costumava acompanhar na TV no Brasil. A Austrália é movida por 3 esportes. Cricket, Rugbi e Natação (e mesmo assim só nas olimpíadas). Tem também o AFL, mas a maioria das pessoas que conheço que curtem rúgbi não gosta de AFL.

Dirigir feito Gente

Brasileiro dirige muito mal. Eu mesmo demorei um tempo até me adaptar às regras daqui. Aqui quase todo mundo obedece as regras de trânsito e com isso diminuem o número de acidentes e você consegue dirigir mais tranquilo. Mas em muitos lugares há bastante trânsito, principalmente dependendo de onde você mora.

Estrangeiros

Cerca de 48% dos australianos nasceram em outro país, ou tem um ou ambos os pais nascidos fora da Austrália. A maioria vem da Inglaterra, seguido por Nova Zelândia e Itália. Contudo nos últimos anos teve um grande aumento na imigração chinesa e indiana e hoje o Mandarin é a segunda língua mais falada da Austrália.

Leis Cumpridas.

Aqui na Austrália as leis são cumpridas. Eles te deixam quieto até desconfiarem da menor das coisas sobre você. Ai meu amigo, eles vão investigar até o que você comeu no almoço há 10 anos. Vejo muito brasileiro aqui aprontando, faltando à escola e fazendo besteiras até o dia em que são chamados à comparecer à corte. Ai pode ter certeza que na melhor das hipóteses eles são no mínimo deportados, para ofensas maiores a punição acaba sendo mais rígida. Já disse aqui que já conheci uma menina que faltava a escola e vivia uma vida tranquila aqui. Já tinha até comprado carro e mobiliado a casa. Um dia foi de férias para o Brasil e ao chegar ao aeroporto foi avisada que estava sendo deportada por faltar à escola. Não pode nem ir para casa pegar suas coisas.

Muito Álcool

O povo aqui na média bebe bastante. Lembro-me que empresas grandes onde trabalhei era comum no almoço na segunda feira ver as meninas, de assistentes à gerentes competindo pra ver quem bebeu mais no final de semana. Diziam coisas como: “eu bebi tanto que nenhum taxi aceitou me levar pra casa”. Eu nunca bebi na vida. Nunca gostei, mas quando falo isso aqui eles logo pensam que eu sou dos alcoólicos anônimos ou algo do tipo.

Muitas Culturas

Aqui você vai conviver com gente do mundo todo. Esteja preparado, pois você vai adorar algumas culturas e não gostar tanto de outras.

BYO

Um termo muito comum aqui na Austrália, BYO significa Bring Your Own e significa que você pode ou deve trazer sua própria bebida. No caso de restaurantes significa que o restaurante nõa tem licensa pra vender bebidas alcoólicas e você pode levar a sua, no caso de festas, significa que cada um deve trazer sua própria bebida.

Nem Pelé nem Samba

Isso volta ao meu primeiro comentário de que aqui o povo é mais reservado. No Brasil o povo vive babando ovo de estrangeiro. Basta aparecer um estrangeiro que os brasileiros se sentem um índio vendo os portugueses chegando de caravela. Ninguém aqui, pelo menos os australianos, está nem ai pra sua cultura ou se o Pelé foi o melhor jogador de todos os tempos. As pessoas não vão ficar perguntando sobre sua cultura, sobre a floresta amazônica ou algo do tipo e sinceramente se você não tiver algo bom pra falar do Brasil é melhor mesmo nem abrir sua boca.

Hora do Banho

Muita gente que fica em Homestay reclama que eles limitam o tempo do banho para no máximo 5 minutos. O pretexto é a economia da água, que é escassa, etc. Mas na verdade o que eles querem é economizar dinheiro mesmo. Por isso não se assuste se na sua homestay eles lhe permitirem ficar apenas 5 minutos no banho. Já ouvi casos em que a dona na casa ficava batendo na porta e gritando como uma louca se a pessoa passava dos 5 minutos. Ninguém merece isso. Há também as diferenças culturais. Uma pessoa me disse semana passada que ficou em uma casa onde a família era judia (ela não sabia) e deu meio que um escândalo por que ela havia comprado presunto. Teve um conhecido que ficou em uma casa em que ele tinha que estar em casa até às 9:00 da noite. Depois disso ele dormia na rua.

Biquinis e Sungas

Se eu puder te pedir pelo menos uma coisa, peço encarecidamente que não use biquinis fio dental durante seu tempo aqui na Austrália. Aqui isso não é sensual e acreditem, eu perguntei para vários australianos e eles acham a coisa mais estranha do mundo meninas com aqueles biquinis pequenos tomando sol na praia. Chega a ser ofensivo. Como um amigo australiano me disse recentemente, as meninas acham que estão abafando com este biquini e na verdade os caras estão tirando sarro. Abaixo coloco uma foto do tamanho méido dos biquinis que as meninas geralmente usam aqui. Estranhamente eles aceitam o Top less numa boa, o que seria um escândalo para os padrões brasileiros.

Biquini Austrália  Choque Cultural na Austrália Screen Shot 2012 09 04 at 2
Tamanho padrão do biquini que as Australianas usam

Manly Beach  Choque Cultural na Austrália Manly

Foto da Galera em Manly Beach. Clique para ampliar

Muitas brasileiras chegam aqui e vão pra praia com aqueles biquinis pequenos achando que estão arrasando quando na verdade estão sendo vistas como uma espécie de Borat (foto abaixo). Portanto para seu bem e para a boa reputação da comunidade brasileira aqui, por favor deixe seu biquini minúsculo no Brasil

Choque Cultural na Austrália Screen Shot 2012 09 04 at 2
Como um biquini pequeno é visto aqui

No caso das sungas, aqui também não se usa muito. Vejo mais em gente que vai pra praia nadar ou fazer exercícios. Os homens usam mais short e bermuda.

Facebook

Lembrando que muitas atualizações que são publicadas no Facebook não são publicadas aqui, como dicas, promoções, etc. Desta forma se quiser receber mais atualizações e informações do Brazil Austrália dê um Like na nossa página do Facebook que está na barra lateral.

Solicite Orçamento 160×160
SHARE
Previous articleSeguro Saúde Extra para Austrália Vale a Pena?
Next articleA Austrália que Muda a Vida
Jerry Strazzeri
Jerry Strazzeri vive na Austrália com sua esposa desde 2006. Trabalha como Analista Digital na Austrália já tendo trabalhado em empresas no Brasil e Estados Unidos. Cidadão Australiano, junto com seu trabalho está concluindo uma graduação em Leadership. Junto com sua esposa Michelle, foi responsável por diversos sites na área de educação e TI e criaram o Brazil Austrália em 2006 para ajudar aqueles que estavam imigrando ou vindo estudar na Austrália. "Mas eu e a minha família serviremos ao Senhor" ~ Josué 24:15 Veja meu outro blog - Siga-me no Quora

10 COMMENTS

  1. Realmente esse blog é muito interresante e esta me ajudando muito…So estou com medo de guando eu for para lah e de me manter pois tenho ouvido q o custo de vida de Sidney é muito caro..
    Queria trabalhar,e se ´possivel guardar um dinheiro para viajar guando eu estiver lah.

    Sera que eu consigo fazer isso trabalhando como cleaner ou em um café??

  2. “Sungas e Biquinis” só falou de biquini mas pela imagem que vale mais que 1000 palavras dá pra ver que não tme homem nenhum de sunga. Em miami quem usa sunga é exclusivamente a comunidade gay ou um brasileiro que não tá entendendo tanto flerte dos gays. Tudo bem não usar sunga mas na foto do lado esquerdo tem um chines com um casaco vermelho. Pode casaco vermelho na praia, Arnaldo?

  3. Muito legais as dicas. Só discordo um pouco em relação a conversar sobre diferenças culturais e pessoas se interessarem pela cultura brasileira. Na igreja que frequentávamos em Sydney, as pessoas tinham muita curiosidade pra saber como eram as igrejas no Brasil. Não sei porque eles tinham um ímpeto muito missionário, viviam indo pra Índia, mas sempre faziam muitas perguntas sobre o Brasil durante o Bible group que participávamos.

  4. Você esqueceu de falar como as australianas se vestem como put*** na balada. Aff, tenho nojo só de lembrar. E também tem a questão do top less, que é a coisa mais normal do mundo aí na Austrália, mas usar biquini fio dental é estranho.. kkkkkkkkk

  5. Biquini pequeno não pode mas usar short curto aparecendo a polpinha da bunda pode né…! Esses (essas) australianas estão de brincadeira…
    E concordo com a Leticia, nas baladas as australianas parecem put** kkkkk cada vestido curto que MEO DEOS! bom pra mim que sou homem kkkk

  6. Nem acredito que voce falou dos biquinis brasileiros mais não comentou sobre os vestidos das austrálianas. Acho que você esta exagerando pois tanto australianos quanto brasileiros gostam dos nossos biquines sim. Contudo existe uma diferença entre biquines e tapa sexo.
    Quanto a sunga realmente nao vi muitos caras usando.

  7. Australino dirige bem? Olha, eu não concordo nada com isso! Principalmente tratando em motorista de ônibus, são estúpidos, pisam no freio brutamente(igualzinho no Brasil), e TODOS, SEM EXCEÇÃO comem a guia com as rodas…sempre sinto o BUS pular quando fazem curva…é normal por aqui.

    Uma coisa que nunca me acostumarei por aqui, aliás a mais bizarra que que vi é a do semáforo de pedestre. Ele fica verde por 5 segundos e depois pisca vermelho por uns 2 minutos. Impossível descobrir se vai fechar…ou não. Sem falar que mesmo com farol de pedestre verde, o motorista tem o direito de atravessar…a primeira vez achei que o motorista estava furando o farol. Mas ele ficou esperando eu atravessar. Eles respeitam os pedestres, não correm…mas são muito barbeiros de manobra.

  8. Muito bacana teu site Jerry , mas na boa…eu não me vejo nem morta usando esses biquínis (caçolaoo),pode me chamar do que for,mas é meu estilo,as pessoas devem respeitar isso

LEAVE A REPLY